dai_giovana Daiane Silva

• Um jovem humilde que trabalha de meio período em uma farmácia, cuida de sua avó recém diagnosticada com a doença Alzheimer. Dia após dia, Matias enfrenta dificuldades com sua nova responsabilidade, sentindo-se sozinho e perdido nesse mundo novo que a doença o leva. • ____________________________ Capa feita por Daiane Silva (eu) Copyright Daiane Silva, 2020 © All rights reserved


Anı & Hayat Hikayeleri Tüm halka açık. © Capa feita por Daiane Silva (eu) Copyright Daiane Silva, 2020 © All rights reserved

# #resistir #alzheimer #romance #paixao #amor #amigos #AmorDeVo #forca #lgbtqi+ #descoberta
4
7.1k GÖRÜNTÜLEME
Tamamlandı
okuma zamanı
AA Paylaş

UM

O som do caixa se abrindo, fez Matias acordar de seu transe. Estava distante nas últimas semanas.

— Ei, menino... Tá dormindo com o caixa aberto? – Sérgio gritou do outro lado da farmácia, com a vassoura na mão.

— Foi mal... – O menino trocou as cédulas e as entregou ao cliente – seu Sérgio... – ele começou com sua formalidade mesmo tendo 25 e seu chefe 28 anos – posso sair mais cedo hoje?

Matias estava envergonhado o suficiente para não conseguir olhar nos olhos de seu chefe. Já era a quarta vez no mês que ele saía antes do expediente acabar.

— Algum problema? – Sérgio ficou sério.

— Não, eu só preciso acompanhar minha avó na consulta novamente...

— Sua vozinha está vivendo bem?

— Minha meta é fazê-la feliz todos os dias... – ele abaixou a cabeça.

— Vai garoto – o homem sorriu compadecido – não se preocupa com a demora... vai cuidar da sua vozinha...

— Obrigado, seu Sérgio... vou recompensar todos estes dias... – Matias apertou fortemente a mão de seu chefe.

— Já te disse que pode me chamar somente de Sérgio... E não se preocupa com isso no momento.

Na sala de espera, o silêncio tomava conta do ambiente. Dona Nena inquieta, tricotava seu novo cachecol. A agilidade de suas mãos impressionava qualquer um, mesmo depois que seus movimentos foram reduzidos pela doença.

— O que acha que o doutor dirá para nós? – começou Nena ainda com a atenção no cachecol.

— Ele dirá que está bem... – sua voz falhou entregando seu nervosismo. Na mesma hora a lã caiu no chão e as mãos de dona Nena tremeram sem controle.

— Dona Nena, por favor – o médico a chamou.

Já em casa, Matias procurava soluções para suas dívidas e problemas. Quieto, as palavras do médico martelavam na sua cabeça: "como suspeitávamos, sua avó está na fase inicial do Alzheimer"... Em suas mãos estava o preço dos remédios e em cima da mesa, as dívidas se multiplicavam a cada minuto. Em sua mente, uma confusão de pensamentos o atordoava. Matias estremeceu, colocando suas mãos na cabeça, sem solução.

Então, alguém chamou no portão impaciente.

— Oi dona... – disse sem muita vontade, observando o grupo de senhores em sua frente.

— Jovem... – disse chegando próximo a ele – ficamos sabendo da sua vozinha... – agora ela sussurrava.

Os olhares de julgamento do grupo transpassavam o garoto que estremecia numa mistura de raiva e incredulidade.

— Sua avó está doente! – gritou friamente.

O garoto sorriu num tom de sarcasmo e encostou no portão impaciente.

— Minha senhora, diga logo o que quer...

— Tirar ela daqui.

— O quê? – voltou a olhar o grupo, agora com os seus olhares vidrados na sua casa – estão malucos? – fechou o portãozinho brutalmente logo atrás de si.

— Esta senhora está velha, doente, logo vai começar a vegetar... vai dar trabalho. Quem aguentaria uma velha chata assim? Logo, você a largará sozinha para morrer com os ratos imundos desta casa! Leva sua avó para um asilo!

Suas palavras atravessaram seu peito como uma flecha. Ouvir alguém falar algo tão rude sobre quem Matias tanto amava era um pesadelo horrendo. Seu coração acelerou.

— Saiam daqui... – sussurrou o menino tentando controlar sua raiva, com a cabeça baixa – saiam logo daqui... CAIAM FORA! – gritou ferozmente.

— Se prefere sofrer sozinho, problema é seu! – a mulher saiu levando o grupo de senhores consigo.

Matias encostou no portão chorando, transbordando todo a dor que seu coração estava sentindo. A raiva o mandava fugir daquele lugar, deixar tudo para trás. Seus olhos decididos fixaram no final do beco. Então, saiu determinado.

18 Aralık 2021 04:02:51 6 Rapor Yerleştirmek Hikayeyi takip edin
3
Sonraki bölümü okuyun DOIS

Yorum yap

İleti!
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Daiane! Tudo bem com você? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Tem coisa melhor na vida do que ler algo simplesmente encantador e maravilhoso como esse capítulo? Se tiver, eu desconheço! É como se Matias passasse para mim, todo o amor, carinho e atenção que ele tem para com a sua avó, e isso chega ser tão maravilhoso que é simplesmente impossível de por em palavras. Bom, vamos lá! A coesão do seu texto está muito boa até aqui, houve só um pequeno de mal entendido em uma frase do texto em: “observando o grupo de senhores” e depois ele retrata esse grupo como senhoras que queriam tirar sua avó da casa, então só precisa acertar essa pequena coisinha e o capítulo vai ficar top. Quanto à estrutura, não há muito o que falar desse ponto em principal, porém sua história está na categoria de conto, mas deve ser alterada para uma categoria a respeito do gênero do texto, isso porque “conto” não se encaixa para essa história. Uma ideia de gênero seria “Histórias da Vida”, ou qualquer outro que você decidir que se encaixe melhor. Quanto aos personagens, eu acabei comentando ali em cima o que eu consigo sentir à respeito do Matias, e sinceramente, espero que ele encontre um suporte na vida dele que o apoie e ajude ele a nunca deixar a peteca cair, ele merece por simplesmente ser essa pessoa maravilhosa que ele é. Quanto à gramática, tem alguns apontamentos em: “— Vai garoto” em vez de “— Vai, garoto” e “não se preocupa” em vez de “não se preocupe”, são pequenas coisas que em nada atrapalha na hora da interpretação da história, então não precisa se preocupar de imediato. No geral é uma ótima história! Abraços.
September 21, 2021, 20:37

  • Daiane Silva Daiane Silva
    Olá, tudo bem? Muito obrigada pela revisão e ajuda em alguns pontos da história, são realmente erros que passam despercebidos de nós autores. É sempre bom ter a ajuda e a percepção de alguém de "fora" para apontar esses pequenos erros. Por isso, agradeço muito seu comentário e logo farei a correção desses erros. Fico feliz que tenha gostado da história e conseguido sentir tudo o que eu queria passar com essa obra. Obrigada mais uma vez! ^^ September 21, 2021, 21:20
DD Darleni De
Q história mais tocante ,e triste e linda msm tempo Meus parabéns n sei é escritora mais com certeza faria mt sucesso !
September 10, 2021, 17:54

  • Daiane Silva Daiane Silva
    Hey! Tudo bem? Eu estou engatinhando ainda nesse processo de escritor, mas é o que eu almejo.😊 Muito obrigada por ler💫💞 September 11, 2021, 02:17
CC Carla Câmara
Adorei, a história 💙
June 09, 2021, 10:16

~

Okumaktan zevk alıyor musun?

Hey! Hala var 3 bu hikayede kalan bölümler.
Okumaya devam etmek için lütfen kaydolun veya giriş yapın. Bedava!