sweet-mary Mary

Cecília e Cid são grandes amigos desde os primeiros dias de aula na faculdade de Jornalismo e apesar das tantas voltas da vida, a fim de separá-los, estão sempre a se encontrarem. Ceci e Cid compartilham mais do que o amor pelo jornalismo e a bissexualidade, são também filhos do meio. Ele, que se escondia atrás da pecha de "garoto problema" para disfarçar a insegurança e afrontar o pai, fazendo escolhas bem diferentes dos planos que o progenitor idealizava, perde o chão quando o pai é diagnosticado com um câncer em estado terminal e assim que o homem falece, o plano de fazer intercâmbio, previsto para ocorrer após a formatura, é antecipado. Cecília, por sua vez, não sabe lidar com a dor do afastamento porque apesar de esse amor ser grande, intenso, profundo e verdadeiro o suficiente para sobreviver ao tempo e a distância, tem consciência de que esta mudança alterará ambos os destinos. Será possível amar tantas e tantas vezes, mesmo sabendo que as pessoas cumprem ciclos em nossas vidas e partem quando a missão chega ao fim? Será possível confiar e se refazer do caos?


Любовные романы современный 13+.

#segredos #relacionamentos #reflexão #amizade-colorida #despedida #melhores-amigos
5
5.4k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

D i s c l a i m e r s

♥ Publicado em partes para a leitura não ficar extensa.

♥ Se sua crítica visar me diminuir como pessoa e escritora, engula-a. Dispenso.
♥ Sobre Cecília e Cid. Sobre amizade colorida. Sobre amor, no fim das contas.

♥ Cecília Paternostro (Ceci) é uma personagem pertencente à minha emissora fictícia, a RPN. Ela é jornalista, âncora do Vinte Horas, o telejornal mais assistido do Brasil, e assumidamente bissexual, então escrever as histórias dela é sair do meu lugar-comum, eu nunca tinha criado uma personagem bissexual, pois as outras LGBTS que tenho, como a Lola, a Paty, a Inês, a Marisol, a Samantha Saldanha (Sam) são lésbicas, enquanto a Ceci se apaixona e se envolve com mulheres e homens.
(OBS: ela não é promíscua nem libertina, caso a ala dos Felicianos, Malafaias e seguidores do Pe. Marcos queiram a minha cabeça, ela é alguém que ama pessoas, não genitálias, não é hétero curiosa nem lésbica que não sai do armário, ok? O B do LGBT existe e merece respeito!)
♥ Spoiler: a Ceci vai aparecer em ST, então pode ser que em alguma história eu a shippe com o Edu Meirelles, em outras com o Cid ou com a Tita. Existe chance de Cecita ser o OTP da trama (Simplesmente Tita), pois a criação dela visou isso, tanto que em Vida, a Vida é a Ceci, eu só não continuei porque o ano passado depois da crítica da Karimy, eu não consegui mais escrever nada relacionado a ST e o que postei foi coisa antiga, mas revisada. Espero superar isso, pois ninguém concordou com ela e recebo pedidos para voltar a escrever! Se eu fosse tão ruim assim como essa "crítica" fez parecer, não teria gente implorando para eu voltar a fazer o que eu amo e por amor.
♥ Spoiler 2: o Cid também foi criado com outro nome. Em 2012, ele era um repórter gato da RPN que deixava o Edu Meirelles com ciúme porque até a Noviça (Chefa) teve um crush por ele, mas naquela época ele ficava com uma repórter mais velha chamada Flor, que só apareceu num especial de carnaval. Aí em 2018 eu mudei o nome do Léo pra Cid e o Cid atualmente é marido de Bóris Schuvinoviski. Para falar a verdade, eu gosto de escrever essas tramas desafiadoras porque acredito que existam pessoas que se sintam assim.
♥ Spoiler 3: O Bóris Schuvinoviski é homossexual e marido do Cid. Ele vai aparecer na temporada final de ST, quando temos a passagem de tempo para a década de 2010 e ele e a Tita acabam se tornando grandes amigos. O Bóris e o Cid se conheceram porque o primeiro, ainda estagiário, se popularizou na RPN ao ser um repórter de política que contextualizava os fatos de modo que os telespectadores mais jovens se atraíam pelo conteúdo e ele foi designado a cobrir o impeachment da Dilma Rousseff, lá em agosto de 2016. O Cid já era correspondente em Brasília. Eles acabaram se apaixonando, decidiram namorar a distância e o jornalista gato, enigmático, que nunca aparecia com aliança nem namorada, no dia dos namorados de 2017 assumiu o relacionamento homoafetivo no Instagram e o Bóris, por coincidência, também é melhor amigo da Ceci, então ele sabe de tudo que vai ser postado a partir de agora.
♥ Inspirado em "Vinte Anos", disponível para leitura nesta plataforma.
♥ Quem shippar Cecília e Cid pode chamar o casal de CeCid. Bom, o Bóris não vai gostar muito de saber... rsrsrsrsrs
♥ Quero que vocês reflitam sobre se despedir de um amor, como é essa sensação, de saber que (talvez) você vá amar de novo, mas daí você pensa: será que eu vou ser capaz de amar de novo? será que eu vou conseguir amar esse tal como eu amei esse alguém? eu vou comparar as duas pessoas? eu sei amar a ponto de deixar a outra pessoa ir?
♥ Espero que vocês gostem.
♥ A viagem de carnaval é bem legal, mas eu tinha escrito para outra história, tem um hot, aquela tensão sexual no ar, mas nada que ofenda a moral da família tradicional brasileira. Ooooohhh!
♥ Não recomendado para LGBTQIfóbicos. Insisto mil vezes que não fecho com homo/bi/transfóbicos.
♥ Amo vocês, espero que neste momento vocês se cuidem e protejam todos aqueles a quem amam, vamos passar por isso juntos e vamos superar.
♥ Boa leitura e muitos beijos no coração!


23 марта 2020 г. 2:00:04 0 Отчет Добавить Подписаться
1
Прочтите следующую главу 1

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 5 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму

Больше историй

What The Dreams Are Telling You What The Dreams Are ...
LOVING WHO? LOVING WHO?
Two of a kind Two of a kind