Короткий рассказ
0
710 ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Capítulo Único

Capítulo Único



- Kookie, me enche de bebês.

Ouvir seu ômega gemer aquilo, em uma voz quebrada e soluçante, era demais para o alfa. Jungkook masturbava seu pau absurdamente ereto e dolorido, observando Jimin jogado na cama, com as pernas bem esticadas e abertas para si. Era delicioso observar o pequeno tão duro quanto si e, o melhor, sua entradinha pulsando, toda babada pela lubrificação natural, ansiosa para ser preenchida.

O alfa se deitou melhor sobre o corpo do ômega, roçando sua ereção contra o ânus babado de Jimin, fazendo-o estremecer.

- O que o meu ômega quer? - sussurrou, rouco, deixando os lábios cercearem os do baixinho.

- Eu quero sua porra, Ggukie… - o soluço foi tão sentido e ansioso que o cacete do Jeon pareceu ter se enchido mais ainda.

Ele sempre acabava perdendo a paciência quando tentava brincar com seu ômega, principalmente quando ele estava assim, no cio, tão entregue e cheirando como a melhor refeição da sua vida. Uma mão segurou uma das coxas roliças, mantendo a abertura perfeita das pernas de Jimin, enquanto a outra segurou seu pau para guia-lo dentro do pequeno.

Ele sempre tinha que ir com calma nessas horas, não importava a quantidade de lubrificação que escorria e manchava os lençóis da cama. Jimin era ridiculamente pequeno e apertado e seu membro, por mais que não tivesse um tamanho surpreendente, compensava na largura. Penetrar Jimin era sempre uma dificuldade, esticar aquele primeiro anel de músculos que lutavam para lhe expulsar dava uma dor contagiante e gostosa não apenas para si, mas para o ômega também.

A glande foi abocanhada com quase contrariedade pelo ânus estreito, fazendo Jimin derramar algumas lágrimas por estar sendo esticado ao máximo do máximo pelo pau do alfa. Felizmente, depois da glande não custava muito para se encaixar por completo dentro dele, facilitado pelo canal encharcado de lubrificação. Jungkook soltou um gemido aliviado quando suas bolas alcançaram as nádegas de Jimin até o fim, finalmente preenchendo o seu pequeno. Jimin sentiu um pequeno alívio das dores do cio só por estar inteiramente abarcado por aquele pau grosso, mas agora as paredes de seu canal latejavam pelo estiramento. Era uma dor que compensava, mesmo que doesse como um inferno para sentar depois.

Jungkook gastou pouco tempo deixando o ômega se acostumar, logo iniciando as saídas e investidas contra o corpo pequeno e suave abaixo do seu, ouvindo com prazer os gemidos sofridos e longos que ele emitia. Jimin manteve as unhas curtas firmemente enfiadas nas costas do seu alfa, buscando apoio e uma forma de descontar toda a pressão que aquele cacete fazia dentro de si, principalmente quando ele acertava sua próstata com precisão.

- Kookie... – seu nome saiu mais parecido com um choramingo. – Goza, goza dentro... – Jimin no cio sempre fica sedento por sua porra e aquilo não poderia fazer melhor para seu ego.

Aumentou a velocidade com uma quase angústia, arrombando de vez a entradinha judiada de seu ômega, o que o fez chorar mais em seus braços.

- Mais, mais... – Jimin insistiu, o corpo inteiro tremelicando de prazer enquanto alcançava seu orgasmo com força, o sêmen leitoso esparramando em sua barriga contraída.

Se aquele ânus gostosinho já lhe apertava como um inferno, Jimin gozando e se contraindo com força ao seu redor era pior ainda – um pior que mais se parecia com melhor. Seu nó se formou numa velocidade insana enquanto esporrava do jeito que seu pequeno queria, dentro do canal apertado e quente, literalmente enchendo-o de porra e possíveis bebês.

- Ah, sim, Kookie, assim... – Jimin balbuciou, atordoado pelo orgasmo ainda, sentindo-se cheio pelo gozo do seu alfa, bem como seu nó lhe apertando mais ainda.

Jungkook deixou o corpo cair sobre o ômega que não tardou em fazer um cafuné em seus cabelos suados, ambos cansados. Mas o cio do pequeno mal começara, ainda teriam muito mais chances de esgotarem-se um no outro.

E, claro, encher Jimin de bebês.

8 февраля 2020 г. 22:12:33 0 Отчет Добавить 0
Конец

Об авторе

Amanda Figueiredo monachopsis: o sutil, mas persistente sentimento de estar fora de lugar. Jimin bottom e gravidinho squad🐣

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~