Welcome home, brother Подписаться

way_borges229 Way Borges

Olhos esmeraldinos olhavam para o menino de ouro de Asgard caminhando ao seu lado a poucos centímetros dele. Era estranho estar de volta aonde tudo começou, parecia outra vida e de certa forma era. Loki pensou que nunca mais iria ver aquele Asgard novamente, ele nunca ousou esperar que sim, principalmente depois do que pareciam anos de escuridão e dor, porém, a vida é cheia de surpresas e ele voltou. #OdinsonBrothers (Irmãos Odinson) (Loki e Thor) (+16) (Capítulo Único)


Фанфик Кино Всех возростов. © Os personagens não me pertencem, porém a história é inteirinha minha. Capa editada por mim - créditos da imagem ao(s) autor(es).

#marvel #mcu #odinson #brother #thor #loki
Короткий рассказ
3
1.2k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Capítulo Único

Notas Iniciais

Olá meus xuxus, trouxe para vocês uma one com o nosso príncipe injustiça e amado, Loki.

Não tem romance, nem nada do gênero, mas espero que gostem.


<<<>>>


Olhos esmeraldinos olhavam para o menino de ouro de Asgard caminhando ao seu lado a poucos centímetros dele, todo glorioso e poderoso. Um sorriso largo pairava no rosto do Deus do Trovão, sua alegria estava irritando o irmão mais novo, era perceptível que Loki não estava de bom humor.

Era estranho estar de volta aonde tudo começou, parecia outra vida e de certa forma era. Aquele Loki que estava pendurado no vazio, olhando para o rosto das pessoas que amava e com quem falhou, não restara muito. Suas mãos estavam manchadas de sangue de inocentes, seu corpo marcado pela guerra, nem a mente que era a sua maior arma podia contar.

A jornada de volta a Asgard foi tão dolorosa quanto à queda ao vazio e frio espaço.

Ele estava tão errado, tão bravo e assustado depois que descobriu o que realmente era. Não de Asgard, o único lar que ele conhecera cheio de luz e calor, mas de Jotun; aquele reino frio de escuridão e desolação. Loki teria feito qualquer coisa para tornar essa terrível verdade uma mentira magnífica porque se Thor soubesse o odiaria. Por isso, ele aproveitou a oportunidade do banimento do Deus do trovão para corrigir esse erro de seu passado, provar a Odin que ele era digno de seu amor, por Asgard, e destruir Jotunheim, para que não houvesse dúvida de onde suas lealdades estavam. Mas tudo deu errado... Então ele caiu.

Cair no abismo foi o começo do fim para Loki, cada sopro de vida tinha gosto de veneno. Ele caiu sabendo que o rosto decepcionado do homem que ele chamou de pai seria a última coisa que veria, e o choro agonizado de Thor a última coisa que ouviria. Não era menos do que ele merecia depois de toda dor que causara. Olhando para o rosto de Odin, Loki percebeu o quanto ele tinha calculado mal e para seu azar acabou caindo nas mãos de Thanos.

Tortura não era a pior parte. Não, não era. É claro que os espancamentos, facadas, queimaduras e envenenamentos consistentes eram mais do que ele pensava poder suportar. O suficiente para durar uma vida inteira, de fato, pois a criatividade dos Chitauri era ilimitada e sua resistência limitada. Não, a tortura não foi a pior parte de seu confinamento. Era o fato de que ele iria ceder.

Ele iria ceder porque não havia mais nada que pudesse fazer. Eles não o deixaram morrer. Eles simplesmente não o deixariam apodrecer. O tormento não terminaria até ele ceder, e ele não aguentava mais! A tensão em seu corpo estava começando a desgastar sua mente.

Não sabia dizer por quantos dias eles o torturaram, ou por quantas semanas foi atormentado por Thanos, tecendo a verdade em mentiras, muito menos quantos meses se passaram até começar a acreditar. Tudo o que ele amava, acreditava, esperava e sonhava havia desaparecido. O que restou foi esse vazio, vazio por dentro onde seu coração costumava estar... Então ele cedeu e Midgard sofreu.

Depois de todas as mentiras desditas e das dívidas quitadas, o que foi tomado foi restituído e os laços rompidos, renovados. Loki tinha a certeza de que seu retorno era esperado por todos, inclusive pelo pai. Chegou o tempo do segundo príncipe de Asgard voltar para casa

Loki pensou que nunca mais iria ver aquele Asgard novamente, ele nunca ousou esperar que sim, principalmente depois do que pareciam anos de escuridão e dor, porém, a vida é cheia de surpresas e ele voltou, e não importava o que destino estivesse reservado para ele. Masmorras? Exílio? Morte? Loki não conseguia se importar porque veria mais uma vez o céu de Asgard novamente, o Salão de Valhalla, a ponte do arco-íris, sua mãe... Ele finalmente estava em casa.

O filho mais jovem de Odin ignorou o irmão enquanto ambos caminhavam lado a lado no corredor, seu coração afundou nas profundezas de sua alma ao ver o santuário interno do Palácio Real, mas depois de tudo o que ele fez, não conseguia se achar merecedor... Ele não conseguia perdoar seus atos.

Seus pés ficaram mais pesados ​​do que antes, as mãos apertando uma contra a outra, seu coração pulsava descontroladamente em seu peito, ele estava suando frio como um pecador na igreja. Medo. Isso o envolveu inteiramente. Loki não conseguiu encontrar uma razão ou uma maneira de esconder esse sentimento, como fez antes de toda desgraça que caiu sobre si.

O pavor estava estampado em sua face enquanto ele estava na escada de ouro que levava os deuses irmãos diretamente para a majestosa sala do trono, as luzes brilhantes e refletidas na parede bem polida de metal do Palácio Real, as sobrancelhas se franziram quando ele olhou para baixo, Loki estava achando tudo aquilo muito errado escondendo lágrimas que não deveriam fluir... Ele não merecia!

Por que ele está aqui? O silêncio o deixou ansioso, o deixou desconfortável. Ele sabia que havia algo esperando atrás daquela porta pesada e seu irmão o estava levando. Punição? Com milhares de asgardianos assistindo-o ser humilhado e, por fim, costurar os lábios de uma vez por todas? O Deus começou a tremer, incapaz de se mover mais. Ele não tinha medo do castigo ou humilhação. Ele simplesmente não conseguia voltar para casa... Ele não conseguiu se perdoar.

– Loki – sentiu o peso da mão de Thor em seu ombro. – O que há de errado?

– Não pertenço a Asgard. Eu nunca deveria ter voltado – sua voz estava quebrada, as lágrimas continuavam escorrendo pelas maçãs do rosto, sobre o queixo e, finalmente, caíram suavemente no chão.

Tudo o que ele queria era a aprovação de sua família: pai, mãe e, finalmente, de Thor. Tudo o que ele fez foi mostrar que pode ser tão grande quanto os deuses antes do próprio Odin. Ele queria provar que poderia ser um bom irmão, que também era digno para ser um líder e que era capaz de governar ao lado do irmão.

No entanto, agora era tarde demais para ele, suas mãos estavam contaminadas, ele está afundado até os joelhos em uma poça de sangue. Um total oposto ao poderoso Thor, que salvou Jotunheim, Asgard e Midgard. Todos os três reinos que o próprio Loki queria destruir.

Inconscientemente, seu irmão o pegou pelo braço, quase carregando o Deus até as escadas, e atualmente em pé na frente da entrada do grande salão. Loki se virou e encarou o irmão, o que lhe deu o sorriso mais sincero que ele se lembrava.

– Irmão, você ficará bem. Você está comigo e, como prometi, nunca vou deixar você ir. Irmão, você está perdoado! Nós o amamos demais...

Com a mão livre o Deus do Trovão abriu a pesada porta e lá estavam eles, parados no corredor, onde todos os asgardianos aguardavam, torcendo pelo retorno de ambos, em vez de apenas Thor. Loki prendeu a respiração, incapaz de absorver as boas-vindas repentinas de todos.

Surpreendido pela multidão, ele olhou para o trono, onde Odin e Frigga estavam lado a lado, abraçados com força, sorrindo brilhantemente ao ver os dois filhos finalmente retornando a Asgard. Thor segurou seu irmão com firmeza enquanto eles caminhavam pela passarela, quando estavam perto dos reis, o Deus do Trovão inclinou-se perto do ouvido do irmão e pronunciou aquela simples e curta frase, mas de grande significado para Loki:

– Bem-vindo ao lar, irmão!

E pela primeira vez desde o momento em que soltou o cajado e caiu no abismo, Loki sorriu de verdade... Ele finalmente voltou para casa!


Fim!



<<<>>>


Notas Finais

E ai meu povo, o que acharam da one? Deixem seus comentários e deixem seu votinho para sua querida autora.

Quero agradecer aCecyJarskepor me ajudar na correção da história.

Bjinhos meus xuxus

22 октября 2019 г. 15:59:25 0 Отчет Добавить 3
Конец

Об авторе

Way Borges Nome: Waynne Borges Idade: aí depende da ocasião Sou um universo em constante expansão, sempre aprendendo coisas novas e aberta a novas experiências. Tímida no primeiro contato, mas depois o difícil vai ser me fazer parar de falar. Sou gentil, atenciosa e educada com todos e espero a mesma cortesia, entretanto, isso não significa que eu não saiba ser grossa quando necessário. Adoro chocolate, séries, filmes e desenhos. Cachorros e gatos sãos meu ponto fraco, fico toda derretida.

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~