A Agenda de Ikki de Fênix Подписаться

sophiagrayson Sophia Grayson

Ikki de Fênix não era o tipo de pessoa que gostava de natal e evento com pessoas, logo, assim que seu irmão o convidou para uma ceia natalina, ele, Ikki, buscou ajuda em sua agenda para encontrar um meio de fugir daquilo. | Tentativa de comédia |


Фанфик Аниме/Манга Всех возростов.

#natal #cavaleiros-do-zodiaco #comedia #saint-seiya
Короткий рассказ
0
806 ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Capítulo Único - Como (não) ir a um natal

Era um belo dia de véspera de natal. A atual deusa Athena resolveu fazer uma grande ceia, mesmo ela sendo uma divindade pagã com outros costumes. Mas era um evento muito bonito, e que despertava o melhor de algumas pessoas nessa época do ano. Além de ter um belo significado.

Iria fazer em sua mansão no Japão, pois sentia falta de seu lar no qual cresceu. Todos seus cavaleiros estavam convidados para aproveitarem e relaxaram um pouco, depois de tantas guerras.

No momento seus quatro guerreiros de bronze já estavam na mansão, ajudando a organizar as coisas juntos com os empregados, para não ficar sem fazer nada o dia todo. Saori só fiscalizava tudo o que chegava e apontava aonde iriam ficar, além de assinar alguns papeis.

Caminhava pelos corredores observando tudo com suas grandes e bonitas safiras, até que viu Shun de Andrômeda, despertando novamente sua preocupação. O menino era um único naquele lugar que estava cabisbaixo. Sabia que era por seu irmão mais velho não ter dado notícias desde que a Guerra Santa terminou.

Mesmo que a jovem deusa tenha entregado o mais avançado aparelho de comunicação ao cavaleiro de Fênix. Espera! Era isso! Shun poderia ligar para seu irmão! Só torcia para que o mesmo atendesse.

Foi até o loirinho acastanhado que enfeitava uma grande árvore natalina e pegou seu celular que estava pendurado em um cordão prateado em seu pescoço.

Logo seu cavaleiro se virou confuso pela chagada repentina e a animação a flor da pele de sua senhora, que lhe estendia um celular cor de rosa com capa florida. Fitou-a sem entender.

— Acabei de me lembrar que entreguei ao Ikki um celular para manter contato — explicou assim que Shun pegou com delicadeza o celular ponta de lança — Mesmo sabendo que ele não é dessas coisas. Mas tenho certeza que se você ligar, ele vai atender e aproveite e o convide novamente para a ceia de natal — Saori sorriu, deixando Shun tão rápido quanto chegou.

O menino piscou até assimilar o que sua deusa tinha dito. Ficou feliz e chateado ao mesmo tempo, pois seu nii-san tinha um celular e nem sequer falou com ele. Mas Ikki era assim mesmo. Não queria dizer que não o amava.

Deslizou o bloqueio de tela que era uma paisagem do Santuário, logo encontrando o número de Ikki aberto, só faltado efetuar a ligação. Não pensou duas vezes e clicou em “ligar”.

No outro lado do mundo, na Ilha da Rainha da Morte, Ikki de Fênix relaxava em uma espreguiçadeira de plástico branco, com um estofado com estampas das únicas flores exóticas que nasciam na região.

Em suas mãos tinha uma taça de cristal com suco de laranja Tang, pois ainda era menor de idade. Óculos Ray Ban espelhados adornava seu rosto bronzeado e cobria sua cicatriz perpendicular, e seus belos olhos azuis escuros, assim como seus cabelos negros esvoaçando com o vento quente da região, um sorriso raro se destacava timidamente em seus lábios. Camisa havaiana (daquelas bem ridículas e que não combinavam em nada com ele), um short de praia e chinelas Havaianas que tinha comprado quando foi em uma cidade litorânea do Brasil.

Curtia seus dias de paz com tranquilidade, lendo, jogando no seu celular e simplesmente curtindo, mesmo a ilha sendo um dos lugares mais inóspitos e quentes do planeta. Com vulcões em constante erupções e sem nenhuma paisagem bonita. A menos que você ame vulcões e terras secas.

Mas era a casa dele, onde cresceu e amava de qualquer jeito, mesmo que tivesse também sofrido muito no lugar e perdido uma pessoa que amava.

Seu momento de relaxamento se quebrou com o toque de seu celular — Pegasus Fantasy — fazendo-o pular com o susto. Era a primeira vez que aquilo tocava. No visor estava “Athena/Saori”.

Conteve um suspiro, ficando logo com sua expressão séria. Só esperava que não fosse mais problemas. Só tinha passado quatro meses desde o último, que foi a Guerra Santa contra Hades.

— Pois não? — sua voz rouca ecoou assim que deslizou em “aceitar a chamada”.

— Nii-san! — exclamou uma voz melodiosa no outro lado.

Fênix se aprumou na cadeira. Era seu irmão?! Que alívio! Seus ombros relaxaram. Então nenhum deus raptou Athena? Ainda bem! E se fosse o caso seu irmão não ligaria todo feliz.

— Shun? Está tudo bem? — perguntou tentando esconder um pouco de sua curiosidade.

— Sim! Sim! — o menino gritava de emoção — Fico tão feliz que tenha atendido! E eu é que tenho que perguntar! Você está bem, nii-san?

Tomou um gole de seu Tang para molhar a garganta que já doía por estar ressecada pelo ar do lugar, observando para a lava que começou a cruzar o caminho entre a terra e as pedras perto de onde estava. Muito normal. Teria que se afastar um pouco depois para não correr o risco de... né? Se queimar e perder suas coisas no meio disso.

— Sim, está tudo bem — pegou a jarra numa mesa ao lado e colocou mais suco na taça, apoiando o celular em seu ombro.

— Que bom! — podia visualizar um sorriso em seu irmãozinho — Ah! É mesmo! Você vem para a ceia de natal? Todo mundo vai estar aqui! E será tão bom te ver!

Ceia? Quê? E agora? Quem poderia o defender?

Não gostava muito daqueles eventos, achava um tanto hipócritas pelas pessoas que só era naquela época do ano legais e no resto o completo oposto! Sem falar das daqueles que precisava suportar! Tinha algumas pessoas que para ele era intragável. Não queria comentar quem eram, afinal não importava. Mas não era seus amigos e irmão, para deixar bem claro.

Pegou sua agenda que jazia abandonada ao lado. Será que tinha alguma desculpa? Ah! Seus compromissos! Abriu no dia de hoje.

— Deixa eu ver minha agenda — murmurou foleando o caderno com seriedade — 5 horas, visitar o túmulo de Esmeralda e arrumar as flores ao redor, 6 horas, mexer no poço de lava e tirar meus pertences em seu caminho; 6 e meia, olhar para o abismo; 7 horas, treinar violão com Orphée; 8 horas; mini jantar comigo mesmo; 8 e meia jantar novamente com Pandora e comprar algo legal para ela — colocou a mão no queixo, pensando se tinha esquecido de anotar algo — Não posso cancelar isso. Você não sabe o quanto ela fica chateada se eu não ir... hum... 10 horas, lutar com alguma contraparte minha, sabe como aqueles Cavaleiros Negros, 11 horas, tomar um banho relaxante — fechou a agenda e colocou-a na mesa novamente — Estou ocupado, mas talvez lá para as 11 e meia eu possa dar uma passadinha aí só para lhe dar um “oi” e um abraço — e assim evitar o maior contado possível com as pessoas.

Era antissocial e não suportava presença de pessoas? Sim, mas não podia fazer uma desfeita com seu irmão, que o ligou tão animado. Indo muito tarde só pegaria o fim do evento — e poucas pessoas que restavam — e voltaria logo para casa. Era uma boa ideia.

Shun do outro lado da linha riu, como se Ikki tivesse contado a piada do século. Mas aquilo era realmente a agenda de Fênix. Ele tendia a esquecer de algumas coisas se não anotasse. E era muito importante para ele fazer todas elas.

Mas não se importou em nada por seu irmão não acreditar nos seus horários. E era bom escuta-lo rir.

— Está bem, nii-san! Vamos estar te esperando — a voz melodiosa de Shun quebrou seus pensamentos — Pode trazer Pandora também! Saori vai ficar bem feliz em vê-la. Se tornaram amigas, sabe? — Ikki concordou balançando a cabeça, se esquecendo momentaneamente que seu irmão não iria vê-lo — Beijos! Tchauzinho!

— Tchau — desligou a ligação, soltando o suspiro que continha. Era cada coisa que aparecia. Levantou-se a contragosto e foi se arrumar, para então seguir seu ritual e a agenda.

No meio do caminho ligou para Pandora. Não iria enfrentar essa provação sozinho.

12 октября 2019 г. 21:34:24 2 Отчет Добавить 2
Конец

Об авторе

Sophia Grayson Só uma garota que gosta de escrever.

Прокомментируйте

Отправить!
Sakura Angeli Sakura Angeli
Meu Jesus do céu! kkkkkk Ikki é meu gêmeo q nasceu no ciclo de Leão XD Eu tb fico anotando as coisas para não esquecer depois. De mês em mês fico apagando os milhares de alarme de ponho no celular, cada um mais ridículo q o outro kkkkk "6 e meia, olhar para o abismo" MORRI COM ESSA KKKKKK Pior q me lembra quando eu fazia cronogramas para aproveitar meus últimos dias de férias, sabia? Se eu morasse na Ilha da Rainha da Morte (na vdd, eu moro, mas aqui chamamos de Bahia), isto também estaria na minha agenda kkkk Tirando o fato q eu amo o Natal, eu sou o Ikki todinho aí. Minha mãe é o Shun convencendo eu e meu pai a irmos nessas festas de fim de ano kkkkk Pena q a gente não tem uma agenda dessas para dar desculpa :v Amei a história, Sophia! <333
12 октября 2019 г. 18:48:30

  • Sophia Grayson Sophia Grayson
    Nossa kkkk baseei essa parte na minha leonina favorita e amada que é a minha mãe. Ela é exatamente assim, anota tudinho o que vai fazer no dia! Jesus! Deve ser muito alarme, mas é melhor do que não esquecer! Kkkkkkk claro! O Ikki tem que admirar as belezas da Ilha da Rainha da Morte... que é lava e abismos rs. E eu chamo Ilha Rainha da Morte aqui em Natal kkkk Enfim a parte de Ikki não gostar do natal vem de mim. Passo longe da família, preferindo ficar em casa. Agora minha mãe passa comigo. É totalmente relaxante e sem preocupação. Pois é rs. Obrigada, sério. Tão simples que é essa fic <3 14 октября 2019 г. 19:13:46
~