Intoxicanting Banana Spice Подписаться

teffychan Lilith Uchiha

Bananas. Sempre que Naruto via Sasuke comendo bananas pensamentos absurdos assolavam sua mente. Era só um lanche, mas na cabeça dele Sasuke devorava a banana de uma forma absurdamente sensual. Já fazia alguns meses que eles estavam namorando e, ainda que se conhecessem há bastante tempo, ainda não tinham avançado completamente naquela relação. E aquilo estava começando a mexer com Naruto da forma mais estranha que se pode imaginar.


Фанфик Аниме/Манга 18+. © Todos os direitos reservados

#yaoi #sexo #lemon #naruto #sasuke #narusasu #sasunaru #homossexualidade #nudez
Короткий рассказ
5
3.0k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Capítulo Único – Because The Taste is Addicting

Notas Iniciais:

A capa é meramente ilustrativa, ou seja, Sasuke tem os dois braços na história.

Não é pra fazer sentido, é pra rir.


__________________________



Aquele verão estava mais tranquilo do que de costume. Na verdade fazia dias que a vila andava tranquila. Todos recebiam poucas missões e tinham mais tempo para relaxar. Parecia até que os inimigos resolveram tirar férias e curtir o verão também.

Que também estava mais quente do que de costume por sinal. Até corria uma brisa fresca durante a noite às vezes, mas nem de longe era como a dos anos anteriores. E havia outra coisa que andava causando calor em Naruto. Um tipo de “calor” diferente.

Já fazia alguns meses que estava namorando Sasuke e com o tempo criaram o costume visitarem com frequência a casa um do outro. Às vezes ficavam até o anoitecer, mas sempre voltavam para sua própria casa por motivos óbvios. Embora se conhecessem há bastante tempo ainda não eram íntimos o suficiente para dar um passo tão importante na relação. Mas isso estava começando a incomodar Naruto ultimamente. Não que ele quisesse apressar as coisas, mas, nos últimos dias Sasuke parecia estar fazendo coisas apenas para provocá-lo. Ou melhor, comendo coisas.

Bananas. Sempre que Naruto ia visita-lo ele comia bananas. Não deveria ser nada de mais, Sasuke estava apenas fazendo um lanche, mas… olhar o namorado abocanhando a banana tão devagar na sua frente, às vezes chegando a lamber a fruta sem nenhuma necessidade antes de comê-la estava enlouquecendo Naruto. E Sasuke notava. Sempre perguntava se havia algo de errado e Naruto precisava mentir, dizendo que estava tudo bem.

Tudo bem uma ova! Culpava-se todo santo dia por ter pensamentos tão sujos por estar associando uma simples fruta com… bom, outra coisa. Aquilo não deveria ser grande coisa, Sasuke estava apenas comendo. E quando pensava nisso Naruto desejava que ele estivesse comendo outra coisa… ah, olha só os pensamentos impuros outra vez! Aquilo o estava enlouquecendo. Não aguentava mais. Precisava conversar com Sasuke sobre isso.

— Sasuke — ele chamou o rapaz, que estava sentado na varanda do jardim de casa. Era a vez de Naruto ir visita-lo.

— Oi? — ele virou-se. Usava uma Yukata em uma tentativa de se refrescar, assim como Naruto, mas não estava ajudando muito — Encontrou o ramen?

— Não, não é isso — Naruto tinha até se esquecido de que tinha inventado uma desculpa sobre ir até a cozinha para fazer ramen que Sasuke só comprava por causa dele — Eu queria te dizer… o que está comendo? — ele percebeu que o rapaz não estava lanchando bananas dessa vez, e sim outra coisa.

Picolé. Sasuke o recolocou na boca enquanto esperava Naruto terminar de falar, sugando-o lentamente enquanto o picolé desaparecia dentro de sua boca, reaparecendo segundos depois.

— Picolé — Sasuke respondeu — Tem mais na cozinha se quiser.

— É picolé de quê? — Naruto perguntou, já imaginando a resposta.

— Banana — Sasuke respondeu, começando a lamber o picolé devagar antes que derretesse.

— Certo, eu não aguento mais! — Naruto jogou as mãos para o alto — Sasuke… pode parecer idiotice, mas ver você comendo bananas durante os últimos dias tem me deixado maluco.

— Por quê? — ele lambeu o picolé novamente, bem devagar — Caso você não saiba, banana ajuda a reduzir o nível de colesterol. Ela também provoca a sensação de saciedade mais rapidamente…

— Quer ser saciado? Ótimo, eu cuido disso — Naruto o segurou pela mão e arrastou Sasuke até o próprio quarto, fazendo com que o namorado deixasse o picolé cair no meio do caminho. O beijou, deixando Sasuke sem reação por um momento, mas logo correspondeu.

Naruto o abraçou pela cintura, uma das mãos escorregando até o quadril enquanto sentia Sasuke aprofundar o beijo, deixando escapar um suspiro e se agarrando aos cabelos loiros. Desceu uma das mãos, deslizando por suas costas. Naruto não estava usando camisa no momento e sim uma Yukata, portanto não poderia levantá-la para tocá-lo melhor, o que era uma pena.

Ironicamente foi Naruto quem deu um jeito de resolver isso. Andou meio aos tropeços em direção à cama, sentando-se com Sasuke ali de forma desajeitada e abriu a Yukata. Sua própria Yukata para ser mais específico. Não precisava interromper o beijo para fazer isso então manteve Sasuke focado em sua língua que tentava alcançar a garganta do namorado enquanto terminava de retirar as mangas da Yukata, restando apenas a fita que a prendia em seu corpo com a parte de baixo.

Quando ficaram sem oxigênio tiveram que encerrar o beijo, mas nem por isso o desejo de continuar havia diminuído. Pelo contrário, ver Naruto assim estava animando Sasuke também. Ele não resistiu à tentação de beijar seu pescoço, lambendo-o em seguida, fazendo Naruto suspirar. Mas não conseguiu evitar de achar aquilo um pouco estranho. Não se lembrava do corpo de Naruto ser tão sensível assim… decidiu apoiar as mãos no peito dele e o lambeu de novo, causando-lhe um arrepio e confirmando suas suspeitas. Alguma coisa mudou em Naruto nos últimos dias.

Ah, e como mudou. Finalmente, depois de uma semana tendo fantasias idiotas, tinha Sasuke para ele do jeito que desejava. Eram pensamentos ridículos e sujos, ele sabia disso, mas pouco se importava no momento. A única coisa que desejava era que Sasuke fizesse com ele a mesma coisa que andou fantasiando nos últimos dias enquanto o rapaz comia. Que comesse outra coisa.

Naruto enlaçou sua cintura, deitando-se na cama e trazendo Sasuke junto com ele. Não sabia dizer se a expressão de espanto de Sasuke era por estarem chegando a este nível ou por Naruto estar embaixo dele. Geralmente era o contrário. Naruto sorriu, trazendo o rosto de Sasuke para mais perto e lhe dando um beijo rápido, como se tentasse transmitir confiança, direcionando-o então em direção ao próprio peito.

Sasuke não sabia o motivo, mas logo deixou de se importar e apenas deixou-se levar pelo momento. Lambia e chupava o corpo de Naruto, deixando uma trilha de marcas por onde sua boca passava, ouvindo-o gemer. Sentiu Naruto segurar sua Yukata com força em uma tentativa vã de controlar os gemidos até que acabou retirando a parte superior e passou a arranhar suas costas. Sasuke não se importou com isso, estava mais preocupado com outra coisa. Percebeu que tinha se empolgado e usava a língua para brincar com o umbigo do namorado. Uma das mãos estava prestes a desamarrar a Yukata por completo quando ele parou.

— Sasuke… por que você parou?

— “Por que”? — ele repetiu — Naruto, se a gente continuar com isso…

— Sei muito bem o que vai acontecer — Naruto interrompeu — Sasuke, eu quero fazer isso… eu preciso fazer — ele desviou o rosto um tanto desconcertado e afastou um pouco as pernas, consequentemente deixando-as a mostra por baixo da Yukata. Sasuke entendeu o que ele queria dizer quando viu o quanto Naruto estava excitado.

— Você… já se sentiu assim outras vezes? — Sasuke perguntou. Tinha sido pego totalmente de surpresa e não sabia como deveria reagir.

— Não. É a primeira vez — Naruto informou — Eu vou entender se você não quiser, não quero te forçar a nada. Na verdade eu… estava pensando em uma coisa diferente.

— Diferente como?

— Bem… dizem que dói na primeira vez, então não precisamos fazer isso agora. Mas eu preciso dar um jeito nisso de uma forma ou de outra — Naruto explicou. Realmente precisava resolver isso logo. Seu membro pulsava tanto que estava começando a doer — E eu odeio ter que te falar isso, mas, ver você comendo tantas bananas todos os dias… o jeito como você come, como coloca na boca devagar e com cuidado… eu sei que é só um lanche mas é estupidamente sexy! E te ver chupando picolé hoje foi a gota d´agua! Ver você abocanhando e lambendo ele… que droga Sasuke, parecia que você estava me provocando com comida!

— Então… resumindo, você quer que eu te chupe? — Sasuke ergueu uma sobrancelha.

— É, isso simplifica as coisas.

— Certo… se vai te deixar tão aliviado assim, eu faço — ele concordou e Naruto suspirou aliviado por Sasuke não pensar que ele era louco — Mas sabe… você arranjou um fetiche meio estranho — Sasuke sussurrou em seu ouvido, mordendo-o de leve. Esquece, ele com certeza pensava que Naruto era louco. Mas pelo menos tinha concordado.

Ele beijou Naruto nos lábios e foi descendo, deixando rastros de mordidas e chupões por onde sua boca passava. Aquilo com certeza ficaria marcado, mas Naruto pouco se importava com isso agora. Sentiu Sasuke rodear seu umbigo com a língua enquanto retirava por completo sua Yukata, seguida pela roupa de baixo.

— Tem certeza de que é isso mesmo que você quer? — perguntou uma última vez.

— Certeza absoluta. Pode começar — Naruto não conseguia desviar os olhos dos de Sasuke.

— Você está mesmo afobado — Sasuke riu. Começou a massagear o membro de Naruto com a mão bem devagar, tanto para fazer uma espécie de reconhecimento da área quanto para provocá-lo. Sabia que Naruto queria mais do que aquilo. Prova disso é que o namorado logo começou a resmungar, pedindo mais.

Sasuke afastou um pouco mais as pernas do rapaz, passando a língua devagar pela glande e ouvindo-o gemer. Mantinha os olhos fixos nos de Naruto o tempo todo para acompanhar as variadas reações que conseguia causar no namorado. Acariciou suas coxas, apertando-as ocasionalmente, e embora aquilo excitasse Naruto ainda não era o que ele queria.

Mas estava enlouquecendo. Ver Sasuke naquela posição, com os olhos negros repletos de luxúria fixos nele estava acabando com sua sanidade. Sentiu o namorado segurar seu membro com uma das mãos e voltar a massageá-lo enquanto distribuía beijos leves nos testículos. Deixou escapar outro gemido com aquela sensação tão prazerosa. Ainda não era o que Naruto queria, mas céus, como Sasuke conseguia enlouquecê-lo até esse ponto? Estava brincando com ele, só podia ser.

E então finalmente aconteceu. Sasuke abocanhou seu membro de uma só vez, passando a suga-lo devagar. Naruto nem tentou conter o longo gemido de prazer ao sentir os lábios do namorado chupando seu pênis. Sasuke ainda conseguia usar a língua para provoca-lo, deixando tudo mais excitante, embora parecesse estar torturando-o também. Naruto queria chegar logo ao clímax, mas ao mesmo tempo desejava que aquele momento durasse para sempre. Assistir seu membro ser engolido por Sasuke e reaparecendo enquanto ele começava a aumentar a velocidade era uma sensação terrivelmente viciante. Naruto apoiou as pernas nos ombros do namorado para que ele pudesse se mover com mais liberdade. Queria que Sasuke fosse mais rápido, mais fundo e que aquilo nunca acabasse.

Sasuke aumentava a velocidade gradativamente. Já não conseguia mais manter o contato visual com Naruto, pois os olhos do namorado estavam desfocados de tanto prazer, então manteve toda sua concentração no que estava fazendo. Usar a língua para provoca-lo parecia estimulá-lo ainda mais, se é que isso era possível. Segurava as pernas dele com força sobre seus ombros enquanto sentia uma das mãos de Naruto puxando-o pelos cabelos para mais perto em um pedido mudo para que fosse mais rápido, pois mal conseguia dizer algo coerente, enquanto a outra mão arranhava suas costas. Realmente aconteceu uma mudança enorme com ele. O Naruto de alguns dias atrás dificilmente se deixaria levar daquela forma e, no entanto, lá estava ele, implorando por mais.

O que significa que funcionou.

Era realmente curiosa a situação em que Naruto se encontrava. Embora nunca tivesse feito aquilo, já ouviu falar sobre o sabor do sêmen. Alguns diziam que era adocicado, outros que era amargo… Naruto não teria como saber naquele momento. Mas sabia que o que Sasuke estava fazendo agora era melhor do que o sabor, seja ele qual fosse. Aquela sensação era intoxicante.

Naruto continuava dividido ente o desejo de continuar com aquilo para sempre e atingir logo o ápice, mas sabia muito bem qual dos dois ia acontecer. Sentia Sasuke engolir seu membro vorazmente, até a garganta, e uma parte dele se perguntava como o namorado conseguia fazer isso. Esforçou-se para conseguir focar os olhos nos de Sasuke. Ele não fazia aquilo apenas com uma rapidez absurda. Seu olhar parecia faminto, como se desejasse devorar Naruto por completo.

Aquilo foi a gota d’ agua. Não “água” literalmente, já que Naruto derramou outra coisa na boca do namorado quando gozou, gemendo alto. Respirava com dificuldade, o peito subindo e descendo com força enquanto apreciava ao máximo aquele momento que desejou por dias. Ergueu um pouco a cabeça para encarar Sasuke, que passava os dedos pelos lábios cobertos de sêmen.

— Não pensei que você queria tanto assim fazer isso — Sasuke comentou, olhando para si mesmo. Não apenas engoliu uma parte do sêmen, como também deixou transbordar pelo canto da boca, que agora pingava pelo seu queixo.

— É porque você faz isso muito bem. Melhor do que eu imaginava — Naruto sentou-se, acariciando o rosto dele e limpando-o — Não sei como você consegue fazer isso, mas cara… as coisas que você faz com a língua… é viciante. Eu poderia fazer isso o dia inteiro.

— É, bom… agradeço o elogio, mas…

— O que foi? — Naruto aproximou-se ao ver Sasuke se mexendo desconfortável.

— É que sou eu quem estou com um problema agora — ele murmurou.

— Ah… — Naruto demorou alguns instantes para entender — Então deixe que eu resolvo isso para você — ele sorriu, dando uma piscadela — E… vamos fazer isso do jeito tradicional. O que acha?

— Quer ir até o fim? — Sasuke arregalou os olhos — Isso é meio injusto… sou eu quem precisa disso agora.

— Não, você não entendeu — Naruto apressou-se a dizer — Eu… quero que você faça em mim.

— O que? — o rapaz exclamou — O que aconteceu com você hoje, Naruto?

— Já te expliquei o que aconteceu antes de começarmos com isso tudo, não me faça repetir — ele pediu — Eu disse que você é viciante, lembra? Prefiro o jeito que você fez agora, mas… quero você dentro de mim de um jeito ou de outro.

— Não que eu esteja reclamando, mas… tem certeza disso? Dizem que dói — Sasuke lembrou. Esse era um dos principais motivos pelo qual não tinham feito isso ainda.

— Eu aguento — Naruto garantiu.

— Bem, depois não reclame se doer muito — ele acariciou os cabelos loiros, beijando Naruto e o deitando na cama novamente. Tocou os lábios do namorado com a língua, que logo deram passagem para que ela entrasse e explorasse o lugar que conhecia tão bem. Sentiu as mãos de Naruto deslizando por seu corpo, esgueirando-se até o quadril e terminando de tirar a pouca roupa que lhe restava. Apertou a nádega direita do namorado, fazendo Sasuke gemer dentro de sua boca, atiçando Naruto também.

Já tinha beijado Sasuke incontáveis vezes e ainda assim Naruto sempre se sentia inebriado quando o rapaz intensificava o contato entre eles, mordendo o lábio inferior de Naruto só para provocá-lo. Principalmente quando o fazia por iniciativa própria, o que era raro. Também estava estranhando um pouco o comportamento do namorado naquela noite, Sasuke geralmente se deixava levar pelos seus toques, mas estava no comando dessa vez. Vê-lo se impondo daquela maneira até que era um pouco excitante.

Sasuke encerrou o beijo, para a infelicidade de Naruto, e fez uma trilha pelo seu corpo usando a língua, fazendo-o se arrepiar. Também soltou um gemido baixo quando sentiu Naruto acariciando suas coxas, apertando uma delas de súbito.

— Não pensei que faríamos isso hoje, então não tenho nada do que precisamos, vai ser no improviso. Desculpe — Sasuke falou, segurando as pernas de Naruto.

— Vou garantir de preparar as coisas quando você for me visitar — Naruto deu uma risada nervosa. Sabia como aquilo funcionava, é claro. Sabia também que doía com a preparação correta, ou pelo menos foi o que ouviu dizer. Não fazia ideia de como funcionava sem ela.

— Sabe que eu te amo, não é? — Sasuke sorriu.

— Eu também — Naruto sorriu de volta quando ele lhe deu um beijo rápido, segurando seu rosto com uma das mãos. Em seguida colocou os dedos sobre os lábios de Naruto, que os sugou, umedecendo o máximo possível.

— Sabe, é mais sexy quando você faz — Naruto comentou.

— Você é um pervertido — Sasuke acusou, mas colocou os próprios dedos na boca assim mesmo apenas para satisfazer os desejos estranhos de Naruto — Vou começar — avisou, inserindo um dedo na entrada do namorado, que contraiu os lábios para não reclamar. Realmente doía. E Sasuke só o estava preparando.

Sasuke realizou movimentos de vai e vem, esperando Naruto se acostumar para então inserir o segundo dedo. Dessa vez ele não aguentou e deixou escapar uma exclamação de dor.

— Naruto, se você quiser eu paro — Sasuke falou ao ver a expressão do namorado.

— Não precisa… pode continuar — ele respondeu quando se acostumou com os movimentos de fricção.

Sasuke retirou os dedos e apoiou as pernas de Naruto em seus ombros. Respirando fundo, inseriu seu membro nele quase que por completo, soltando um longo gemido rouco. Seu corpo inteiro pedia para que ele começasse a se mover logo, mas sabia que tinha que esperar. Naruto precisava se acostumar com aquela situação que devia ser no mínimo desconfortável.

Desconfortável não era bem a palavra certa. As coisas que Naruto ouviu eram verdadeiras, doía. Ainda que Sasuke estivesse parado no momento, esperando ele se acostumar, doía mais do que imaginou. Bem, havia algo dentro de seu corpo que não era para estar ali, o que ele esperava? Sentia seus músculos se contraindo em protesto por estar sendo invadido e ele se agarrou aos ombros de Sasuke como se isso pudesse fazer a dor passar.

— Naruto, tente relaxar o corpo.

— Para você é fácil falar — ele resmungou.

— Você precisa relaxar para que eu possa me mover, é sério — Sasuke tentava controlar o tom de voz. Seu membro pulsava tanto que começava a doer — A ideia de fazer isso foi sua — ele deu um jeito de inclinar a cabeça até conseguir sussurrar no ouvido de Naruto — Você disse que queria me sentir dentro de você, lembra? De um jeito ou de outro… tudo isso por causa do seu fetiche estranho enquanto me assistia comendo banana, dizendo que achava sexy o modo como eu a enfiava na boca e lambia…

— Começa logo!

Inexplicavelmente aquela lembrança ajudou a fazer seu corpo destravar. Sasuke o beijou rapidamente antes de começar a se mover devagar. Naruto era apertado, então precisava se mover com mais força do que achava necessário. Percebeu que o namorado estava começando a ficar excitado novamente e deixou escapar um sorriso maldoso antes de começar a massagear seu membro com uma das mãos enquanto aumentava os movimentos de fricção. Inicialmente teve receio de machucar Naruto, mas ele parecia ter se acostumado muito bem. Ainda que Sasuke achasse que estava fazendo forte demais ele parecia gostar.

E como gostava. Realmente doeu no início, mas de alguma forma aquela lembrança, somada aos toques de Sasuke fez com que Naruto se acostumasse depressa. O estranho motivo que o levou a fazer isso tudo tão de repente. Um fetiche estranho por ver Sasuke colocando coisas na boca e o modo como as comia. Coisas com o formato de… bem.

Sasuke acelerou os movimentos de fricção, no mesmo ritmo em que o masturbava, até que ouviu Naruto gemer mais alto quando atingiu a próstata. Concentrou-se em tentar acertar o mesmo lugar novamente e acertava na maioria das vezes. Um pouco desajeitado, mas acertava. Não conseguia mais controlar a intensidade da força e agora penetrava Naruto com tudo, indo até onde seu membro permitia, retirando-o quase que por completo para então penetrá-lo de novo.

Perguntou-se algumas vezes como seria sua primeira vez, mas nunca imaginou que seria assim. Quer dizer, nunca mesmo. Sempre que Sasuke pensava no assunto supunha que ele e Naruto estariam em posições opostas. Jamais passou pela sua cabeça que Naruto desejaria isso. E agora, lá estava ele, totalmente entregue ao seu bel prazer.

Funcionou melhor do que imaginava.

Apesar da situação em que se encontrava, Naruto esforçava-se para manter os olhos abertos. Ainda que parecesse vergonhoso, queria ver Sasuke e o que ele estava fazendo. Queria observar aquela maldita sensação intoxicante se concretizando diante dos seus olhos.

Não demorou para que ela de fato se concretizasse, pois logo Sasuke atingiu o ápice, soltando um gemido longo. Retirou-se de dentro de Naruto poucos segundos antes de gozar, sujando seu abdômen e parte do lençol. O namorado também gozou instantes depois.

Sasuke desabou na cama, ao lado de Naruto. Os dois estavam suados e exaustos, mas felizes. Sasuke virou o rosto para o lado e viu que Naruto tinha passado o dedo pelo sêmen que Sasuke deixou escorrer em seu abdômen e agora lambia as pontas dos dedos.

— Ei, não coloca isso na boca! — Sasuke pediu.

— Por que não? Eu quero saber qual é o seu gosto — Naruto falou como se fosse a coisa mais natural do mundo. Não sabia se Sasuke tinha ficado irritado ou envergonhado com a resposta.

— E?

— Como pensei, tem gosto de banana — Naruto riu e Sasuke revirou os olhos.

— Você é mesmo incrível Naruto.

— Sou? Foi tão bom assim? — ele se ergueu sobre os cotovelos.

— Foi maravilhoso. Melhor do que eu imaginei que seria — Sasuke lhe deu um beijo rápido — Mas não estava falando disso.

— Então estava falando do que?

— Do que você acabou de fazer. E também do principal motivo de você ter desejado fazer tudo isso hoje — Sasuke respondeu — Quem diria que comer banana daria certo.

— Do que está falando? — Naruto indagou com um pressentimento estranho.

— Bem… na verdade eu andava pensando em fazer isso já tinha algum tempo. Só não sabia como te dizer — Sasuke confessou — Então comecei a fazer coisas que essa sua mente suja pudesse associar ao assunto. “Utilizando os movimentos sexys da minha boca para comer banana”. Palavras suas.

— Seu desgraçado… então você planejou tudo isso?! — Naruto sentou-se, completamente pasmo. Não conseguia acreditar que tinha caído em um plano estupidamente… bom.

— Não é que eu tenha planejado, eu só não sabia como te falar que queria fazer isso — Sasuke tentou se defender, sentando-se também — Dá vergonha dizer essas coisas.

— Então me induziu a fazer a parte que dá vergonha comendo bananas — Naruto resmungou — E chupando picolé! Aquilo foi golpe baixo Sasuke.

— Aquilo foi o auge — Sasuke corrigiu, deixando escapar uma risada — Não sei como você não percebeu. Eu nem gosto de coisas doces — ele lembrou. Agora que tinha falado nisso, tinha razão. Naruto deveria ter percebido, mas não, a cabeça de baixo falou mais alto.

— Tá. Resumindo, você ficou uma semana comendo banana e chupando um maldito picolé que você nem gosta só para me comer?

— Na verdade essa parte me pegou de surpresa — Sasuke respondeu sincero — Eu esperava causar aquela primeira reação em você e imaginei que depois, bem… o resto acabaria acontecendo — ele comentou, ligeiramente desconcertado — Mas nunca passou pela minha cabeça que você iria querer fazer desse jeito.

— Acha mesmo que vou cair nessa? Você planejou isso desde o começo, seu mentiroso — Naruto acusou, recolhendo sua Yukata do chão. Tinha começado a se vestir, mas Sasuke apoiou ambas as mãos nos ombros dele, impedindo que completasse a ação.

— Não fiz isso de propósito — Sasuke beijou sua bochecha esquerda — Eu só não sabia como te dizer que te desejava — beijou-lhe na bochecha direita — Não queria te deixar chateado — beijou seu queixo — Me desculpa, vai — ele lambeu os lábios de Naruto, que estavam crispados, mas instantaneamente corresponderam ao toque e beijou o namorado. Naruto não conseguia entender, muito menos resistir ao poder de sedução que Sasuke tinha sobre ele. Tomou os lábios do namorado para si, sentindo Sasuke envolver seu pescoço e brincar com seus cabelos com uma das mãos. Naruto encerrou o beijo instantes depois, concluindo que era melhor separar-se logo dele antes que acabasse se empolgando demais outra vez.

— Tudo bem. Dessa vez passa — ele se deu por vencido. Não conseguia ficar bravo com Sasuke quando o namorado fazia essas coisas. Principalmente porque ele ainda não tinha se vestido — Mas eu preciso mesmo ir agora.

— Tem certeza? Pode dormir aqui se quiser.

— Não, eu prefiro ir para casa — ele terminou de amarrar a Yukata — Então, até amanhã — Naruto se despediu, deixando o quarto e fechando a porta da frente ao sair. Sasuke sabia que ele ainda devia estar chateado, mas também o conhecia bem o suficiente para saber que o humor de Naruto estaria melhor pela manhã, então achou melhor deixá-lo acalmar os ânimos. Até que notou que o namorado tinha colocado apenas a Yukata e esquecido a cueca em cima da cama e teve uma ideia.





— Sasuke! — Naruto retornou até a casa dele pouco mais de um minuto depois — Eu esqueci… o que está fazendo?

— É que eu não fiz nada para a janta e estou com fome — Sasuke falou com a voz um pouco abafada, pois estava com uma banana na boca, mas ainda assim Naruto entendeu. Ele abocanhou a fruta devagar e a lambeu sem necessidade nenhuma — Eu estou com tanta fome, Naruto… preciso ser saciado… — falou com a voz manhosa.

— Eu te odeio — Naruto queria dizer o contrário e Sasuke sabia disso. Segurou a mão livre do namorado e o arrastou de volta para o quarto — Nós vamos revezar, entendeu? E come logo essa banana!



______________________________



Notas Finais:

Hoje é aniversário do Sasuke, mas o presente é de vocês o/

História postada também no Nyah! Fanfiction e no Spirit.

Perfil no Spirit:

https://www.spiritfanfiction.com/perfil/teffy-chan88





23 июля 2019 г. 14:11:42 3 Отчет Добавить 5
Конец

Об авторе

Прокомментируйте

Отправить!
Isis Isis
Kkkkk bananas... Só Naruto mesmo pra não perceber o plano. feliz aniversário Sasuke!

  • Lilith Uchiha Lilith Uchiha
    Oii! Bananas são tão sugestivas que o Naruto acabou se deixando levar... mas no fundo ele gostou kkkkkkkk Parabéns pro melhor planejador da história! o/ Kissus e obrigada por comentar *-* 23 июля 2019 г. 16:46:45
~