I Don't Wanna Miss A Thing Подписаться

luraywriter Luray Armstrong

Dormindo tão calmamente ao meu lado, será que você imagina que é a causa da minha insônia? Eu não posso dormir assim, por que não quero perder sequer um detalhe sobre você. O modo que respiras, as caretas que fazes, os espasmos ao ter pesadelos, eu não quero perder nada nem por um minuto. escrita em 07/2016


Фанфик Аниме/Манга 18+.

#yaoi #fluffy #pjo #solangelo
Короткий рассказ
0
1899 ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Capítulo único

Dormindo tão calmamente ao meu lado, será que você imagina que é a causa da minha insônia? Eu não posso dormir com você assim, por que não quero perder sequer um detalhe sobre você. O modo que respiras, as caretas que faz, os espamos ao ter pesadelos, eu não quero perder nada nem por um minuto.

Quem imaginaria que depois de tudo estaríamos aqui, apenas você e eu no mundo inferior- um cenário nada romântico ou agradável, confesso, ainda mais para mim, amante do sol- no seu quarto, após fazer amor... sim um doce, e até um tanto quanto selvagem, amor. Depois de todo aquele tempo te escutando lamuriar-se sobre o Percy, é um fato que seus sentimentos por ele custaram a desaparecer por completo, mesmo dizendo a ele que você já havia esquecido, depois de todo aquele tempo sempre sendo apenas seu bom amigo, quem diria que finalmente ficaríamos juntos, hein, Nico?

Qual não foi minha surpresa ao, no dia que decidi me declarar para você, ter você se declarando para mim primeiro? Os olhos fechados com força, punhos cerrados, dizendo que gosta de mim, pedindo para que eu não tivesse nojo de você e implorando para que continuássemos amigos, cada detalhe ainda está vivido na minha memória como se tivesse sido ontem... haha, okay piada idiota, realmente foi ontem.

Depois de o Nico ter se declarado eu tentei fazer suspense olhando para ele sério por alguns segundos e depois comecei a rir, uma gargalhada alta e incontida que fez o moreno encher-se de raiva e sair correndo gritando “Eu sei que sou um idiota por me apaixonar por você, mas não precisa rir de mim”. Ainda rindo derrubei-o na areia e o beijei, não conseguia me controlar de tanta felicidade, aquela alegria não cabia em meu peito. Ele me empurrou e se levantou assustado, eu me confessei para ele e quando dei por mim estávamos apoiados em uma árvore, na sombra e, um segundo depois, estávamos num lugar que parecia ser um quarto, havia algumas janelas abertas e mesmo assim estava demasiadamente escuro, apesar de ser de dia, então deduzi que estávamos no palácio de Hades, no Mundo Inferior, no quarto do Nico, mais precisamente. E foi ai que percebi onde aquilo ia dar e eu realmente não queria parar.

Acabei descobrindo que Nico era virgem um pouco tarde demais, quando já estava dentro dele em uma única estocada, sem muita preparação, suas lágrimas escorriam e ele me lançou um olhar carregado de ódio, cheguei a pensar que não sairia mais do mundo inferior, ficando lá permanentemente e “aproveitando” a estadia nos Campos da Punição, mas ele apenas fechou-os e me pediu para esperar. Apesar dessa primeira vez um pouco difícil, acredito que Nico se acostumou fácil a mim e que a dor não foi tão intensa, pois fizemos mais seis vezes seguidas, apenas parando momentaneamente para recuperar o fôlego e descansar, até que, agora, finalmente dormimos, ou melhor, Nico dormiu. Como eu poderia perder tempo dormindo se ele esta ao meu lado com uma expressão tão doce? Ele parece um anjo, um anjo de Hades, mas um anjo. Mesmo extremamente cansado, ainda prefiro ficar acordado observando sua expressão, sentido seu cheiro, ouvindo-o respirar, me perguntando com o que ele esta sonhando para este pequeno sorriso no canto de seus lábios se fazer constantemente presente. Eu definitivamente não quero fechar meus olhos, não quero dormir, por que eu perderia todas estas visões? De que valeria estar aqui senão fosse pelo Nico? Para vê-lo? Para ama-lo?

Sua boca se move então num sussurro:

“Will”

Um sorriso se forma em meus lábios ao perceber que ele esta sonhando comigo, que sonho será que é?

Mas então ele começa a rebolar o quadril para trás e seu sussurro chamando por mim começa a aumentar de volume, ficando arrastado, parecendo com um... gemido. Ele está gemendo meu nome?

Quando seu rosto se contorce em uma feição de puro prazer é oficial, contando o sonho de Nico fizemos amor sete vezes hoje, ou será que foi ontem? É difícil saber que dia é no mundo inferior. Bem o que importa é que vendo-o daquela forma eu já estava ficando pronto para a oitava...

Baixei minha boxer e a dele, foi muito inteligente termos vestido apenas pouca roupa, poupava-me trabalho. Encostei-o na cama para ficar deitado de costas e me abaixei pelas cobertas até chegar em seu penis já ereto deslizei a mão por ele e o abocanhei enquanto meus dedos seguiam até sua entrada. Ele gemeu alto, mas permaneceu de olhos fechados, será que ele pensava ainda estar sonhado?

Chupando-o lentamente e apenas circundando sua entrada com o dedo eu esperava fazê-lo acordar, queria-o plenamente consciente para poder toma-lo para mim mais uma vez e foi o que aconteceu quando, apelando, eu coloquei todo o seu penis em minha garganta e chupei com força. Ele arqueou as costas em surpresa, abrindo os olhos e me olhando. Sorriu, e quando tentei levantar-me para dar-lhe um beijo ele prendeu seus dedos nas madeixas do meu cabelo empurrando-me com força contra seu pênis até tudo estar em minha boca novamente, seu sorriso aumentou e ele olhou-me com uma expressão de alivio, então recomecei o trabalho e deixei-o ditar o ritmo estocando em minha boca suavemente, como se quisesse prolongar aquela sensação para sempre.

Aumentei a velocidade quando percebi que ele estava perto de gozar, e ele o fez em minha boca. Meus dedos ainda estavam posicionados em sua entrada, apenas para estimula-lo, mas quando ele gozou eu os coloquei por completo, e estoquei-o com dois dedos, rápido e forte. Ele estava ansioso pelo mesmo que eu, pois sentava em meus dedos com força e avidez. Retirei-os rapidamente apenas para passar a língua por seu anus, mordendo sua nadega direita e depois voltando a sua entrada, penetrando-o com a língua. Nico com certeza é a melhor coisa que já provei em toda minha vida.

Levantei-me e me posicionei entre suas pernas, ele me sorri e me beija enquanto o penetro e nesse momento eu sei que não há nada mais que importe, não há barreiras entre nós, e mesmo que já tenhamos feito isso sete vezes- contando o sonho de Nico- este momento é único e eu não quero perder nada.

Comecei com investidas leves e fracas, aumentando o ritmo e a força gradativamente enquanto seus gemidos também aumentam de volume. Ele começa a gemer alto meu nome e eu não posso evitar ir mais fundo, acertando sua próstata, fazendo-o gritar de prazer. Será que Hades me mandaria aos Campos da Punição por estocar seu filho daquela maneira? Não importa, qualquer coisa valeria a pena só para ter o Nico para mim desta forma apenas uma vez, e depois mais uma, e mais uma, e de novo, então novamente...

Ele me empurra fazendo-me cair de costas na cama então senta em mim e quica com força em meu pênis. Ele levanta bastante, até que meu pau sai dele quase por completo apenas para sentar e colocar tudo dentro de uma única vez novamente. Este movimento frenético está quase me enlouquecendo, ele arranha meu peito e puxam meus mamilos toda vez que fecho os olhos, ele odeia quando faço isso; disse que gosta de desvendar-me ainda mais em momentos como este, olhando no fundo dos meus olhos, vendo minha alma, ao mesmo tempo em que sei que ele baixa todas suas barreiras perante mim nesta hora e gosta de mostrar-se para mim por inteiro neste momento.

Ele novamente sai de mim e fica de quatro na cama, me convidando a penetra-lo mais uma vez. Estoco-o com força até que percebemos pelos nossos gemidos que estamos perto do gozo. Os braços de Nico amolecem e agora ele esta se apoiando apenas em seus joelhos, que tremem, todo meu corpo também está fraquejando gradativamente a cada estocada. Em um único grito de prazer gozamos juntos, eu dentro de Nico, e ele nas cobertas, que já estavam impregnadas com cheiro de sêmen por isto ter acontecido tantas vezes. Saio de dentro dele e me jogo ao seu lado, ele vira seu rosto para mim e me beija, seus braços e pernas me envolvem em um abraço de urso com o resto da força que ele tem e nós sorrimos.

O amor expresso no ato que acabamos de encerrar e no brilho de nossos olhares já deixa claro tudo o que queremos dizer um ao outro.

“Eu te amo, Nico.”

“Eu te amo, Will.”

12 июля 2019 г. 19:13:19 0 Отчет Добавить 0
Конец

Об авторе

Luray Armstrong Perfil também disponível no Wattpad. Facebook: Luray Armstrong . SNS ❤ TODOKIRIBAKUDEKU ❤ KageHina ❤ Solangelo/Pernico ❤ Sheith ❤

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~