Cafuné Подписаться

luraywriter Luray Armstrong

Do seu jeito, cuidaria dela e a protegeria sempre que pudesse, tratando de suas feridas no conforto de seu colo, com um abraço e um cafuné. fanfic escrita em 11/2017


Фанфик Аниме/Манга Всех возростов.

#yuri #naruto #sakino
Короткий рассказ
1
2289 ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Capítulo único

+

Ela deitou em seu colo devagar, ajeitando o cabelo para não amassá-lo. Fechou os olhos e deixou os dedos da amante deslizarem por seu rosto até o cabelo, suavemente. Os carinhos de Ino eram uma delícia.

E ela estava precisando muito deles. Triste, frustrada e abatida, ela havia chorado na noite anterior, e sempre ficava melancólica depois que chorava.

Rejeitada mais uma vez nas audições para ser o cisne branco em sua escola de balé. Não apenas ouviu um “Você não é boa o bastante” como ficou com um papel em que aparecia para dançar apenas por dois minutos. Ela não teria importância alguma na apresentação.

Pelo menos dessa vez ela conseguira um papel.

Mas estava tão frustrada, seu maior sonho era chegar à Bolshoi, mas no ritmo em que estava não conseguiria em, pelo menos, 200 anos. Não tinha os anos de treinamento e a disciplina das outras, ela sabia. Mas tinha emoção, se expressava pela dança. Contudo, emoção sem talento não lhe valeria de nada. Foi o que lhe disseram.

Ela não pretendia desistir de seu sonho. Jamais. E o cafuné de Ino lhe dava as forças que precisava para lutar mais um dia. E depois outro e mais outro e mais outro. Até não poder mais.

Os dedos longos e finos acariciavam seu couro cabeludo e depois alisavam as mechas do cabelo rosa com carinho.

Ino queria esconder Sakura num potinho e não deixar ninguém mais tocar, queria protegê-la e a esconder do mundo, não queria que ninguém mais pudesse machucá-la.

Mas não podia fazer isso.

Tudo que podia era colocá-la em seu colo e lhe fazer carinho, lhe prometer que sempre estaria do lado e a apoiaria e que para si ela nunca deixaria de ser a melhor bailarina do mundo.

Era tudo que podia fazer e fazia com gosto.

Sempre fora muito realista, pragmática, fria, calculista. Muito pé no chão. Sakura era o seu oposto. Sonhadora, idealista, pacifista, nunca conseguiu a entender. Ela era de extremos. Muito triste, ou muito feliz, ou muita raiva. Já ela era sempre comedida, equilibrada, calma.

Tão diferentes. Isso a encantou. No início, Sakura era um grande problema de matemática que ela não conseguiu entender. Tentou fórmulas e mais fórmulas, mas o resultado nunca era alcançado. Então se apaixonou. Com a convivência, aceitou que nunca a entenderia.

Ela nunca durava muito tempo em relacionamentos, enjoava rápido de coisas e pessoas. Mas com Saky não. Tentou dizer pra si mesma que era quase como um experimento científico, que queria apenas permanecer ao lado dela para lhe entender melhor e observar. Entretanto, não podia mentir pra si mesma por muito tempo.

Aquele sentimento, aquele amor, era muito estranho. O que sentia por Sakura era a única coisa no mundo que ela admitia que não podia ser explicada cientificamente.

E por todo esse amor, sempre estaria com ela. Ela era mais do que uma fórmula, uma equação. Sakura era como um ser superior, como alguém que não pertencia a esse mundo, um anjo visitando a Terra.

Ela era mais, mais que tudo.

E mesmo assim era tão frágil, precisava tanto de si. Era a única a qual ela mostrava esse lado, essa face e se orgulhava disso.

Do seu jeito, cuidaria dela e a protegeria sempre que pudesse, tratando de suas feridas no conforto de seu colo, com um abraço e um cafuné.

8 июля 2019 г. 13:10:42 0 Отчет Добавить 2
Конец

Об авторе

Luray Armstrong Perfil também disponível no Wattpad. Facebook: Luray Armstrong . SNS ❤ TODOKIRIBAKUDEKU ❤ KageHina ❤ Solangelo/Pernico ❤ Sheith ❤

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~