Destino Envolvente Подписаться

ladydarkychan Nordica XX

O véu deslizava sobre seu rosto levemente corado dando destaque a pintura bem feita e desenhada em seus olhos verdes como duas esmeraldas brilhantes, seus pés faziam um movimento ritmado de acordo com as batidas da musica tocada e seu corpo ondulava de forma seduzente enquanto balançava seus ombros de forma lenta para um lado e para o outro, seu quadril dava leves tremidas fazendo as medalhinhas tilintarem, assim a jovem odalisca dançava em meio a grande roda de pessoas em uma grande sala oriental adornada com lindos tapetes e candelabros, seu rodopiar era tão leve e sereno que a mesma deslizava pelo chão com graciosidade, palmas eram ouvidas ao ritmo contagiante da canção, mas em um de seus rodopios ela parou en uma pose formosa reclinando seu corpo para trás enquanto ondulava seus braços, seus olhos se prenderam ao olhar de um homem no meio de muitos que assistiam sua apresentação, olhos tão negros quanto um umbral e tão penetrantes que sentiu que os mesmos lhe penetravam a alma. Duas linhas diferentes do destino acabam de se cruzar, e aonde seus efeitos poderiam levar? negro e verde, será que estava escrito?


Фанфик Аниме/Манга 18+.

#romance #drama #sexo #sadomasoquismo #sasusaku #dança #hentai #sedução #Insinuações-de-Sexo #BDMS
0
3.6k ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждый понедельник
reading time
AA Поделиться

Capítulo 1

Fugaku falava ao telefone uma língua conhecida como árabe, ele gesticulava afoitamente, parecia entusiasmado e um pouco nervoso, estava em uma conversa importante que fazia parte de um de seus maiores objetivos, sua empresa era conhecida como uma das maiores e bem conceituadas no ramo das joalherias, peças finíssimas e de grande valor no mercado, mas o mesmo queria sair dos padrões e confeccionar peças de diferentes originalidades, trazendo para o mercado a beleza peculiar das pedras árabes usadas pelas belas mulheres de lá, e para isso dependia da proposta positiva da sociedade com o Sheik Danzou, o mesmo tinha como posse uma das maiores mineradoras do Marrocos e basicamente um harém de esposas juntamente com suas filhas e filhos.



Fugaku suava frio ao ouvir a proposta direta do Sheik, desligou o telefone logo depois de dizer ao Sheik que lhe daria uma resposta no dia seguinte, o mais difícil seria convencer seus dois filhos a se casarem com as filhas do árabe, Itachi ele acreditava que conseguiria com alguma pressão e oferecendo alguns presentes, o filho mais velho adorava uma aventura diferente e era mais maleável, o problema seria Sasuke, que era completamente impulsivo, e de temperamento explosivo e forte, o mesmo quando tomava alguma decisão não voltava atrás de forma alguma.



– Senhorita Shizune, peça aos meus filhos para virem imediatamente, por favor. - Fugaku falou pelo telefone com sua secretária, deu um longo suspirar e se preparou mentalmente para lidar com a situação da melhor forma possível. Esperou por alguns minutos até sua porta ser aberta e por ela passar seus dois filhos.



– Aconteceu alguma coisa importante pai? - Itachi perguntou.



– Ainda não.



– Então significa que vai? - Sasuke se pronunciou.



– Estou prestes a fechar sociedade com o Sheik.



– Mas isso é muito bom não é mesmo? Vamos alcançar nossos objetivos e aumentar grandiosamente o rendimento da empresa com essa sociedade. - Itachi disse animado mas Sasuke permaneceu sério.



– Sim mas, o Sheik me fez uma proposta bem direta como firmamento da sociedade, constatei que seus costumes e abordagens são bem diferentes dos nossos, sem dúvidas. - Fugaku disse passando as mãos pelo rosto aparentemente cansado.




– Uma proposta direta? E qual seria? - Itachi perguntou curioso. Fugaku respirou fundo antes de começar a falar sobre o assunto principal.



– Ele propôs que meus filhos se casem com duas de suas filhas.



– Oi? - Itachi falou incrédulo.



– Nem pensar, não me caso desse jeito de forma alguma. - Sasuke falou alterando um pouco sua voz.



– Entendam, é importante não só para mim, mas para todos nós, é o futuro da empresa, estamos em uma rotina de mesmice nas confecções de jóias, se não mudarmos, perderemos clientes e a empresa mergulhará em uma crise terrível.



– Tem que haver uma outra forma, além de casamento, isso não faz sentido nenhum para mim, povo estranho, ele oferece as filhas em uma conversa de negócios como se fossem mercadorias. - Sasuke disse transtornado.



– É costume deles Sasuke, nós não seríamos os primeiros e nem os últimos, acho que é uma forma de ter uma confiança melhor, a fé e costumes são diferente dos nossos, as moças são ensinadas desde pequenas a aceitarem esse tipo de casamento, lá é o pai ou responsável pela família que escolhe o noivo para as mulheres. E se for estrangeiro, o noivo deve se converter ao islamismo para se casar com a noiva dentro de seus costumes, assim o noivo e sua família são aceitos como parte da família dele também.



– Além de ter que casar com uma completa desconhecida ainda tem que se converter a religião também, só pode ser brincadeira, como eu disse, tem que ter outro jeito. - Sasuke disse firme e Fugaku o encarou.



– Não há, as especificações do Sheik foram bem sucintas, ou aceito a proposta dele ou não há sociedade.



– O que eu ganho me casando com a moça? - Itachi perguntou curioso.



– Itachi! Não acredito que tá querendo aceitar essa loucura!! - Sasuke abordou o irmão espantado.



– Ah irmãozinho, você sabe como sou, querendo ou não, seria uma experiência nova pra mim, como um desafio, e se eu gostar da moça, não vou perder nada.



– É, só a sua liberdade.



– Pai, me responde uma coisa, se eu me converter, vou poder ter mais de uma esposa?



– Sim, mas terá que tratar elas com igualdade.



– Eu topo.



– Tá brincando né? - Sasuke encarou o irmão mais uma vez.



– Não, to falando sério, pode contar comigo, mas quero um carro novo, amanhã mesmo. - Itachi falou sorrindo, Sasuke passou nervosamente as mãos pelos cabelos negros.



– Obrigado Itachi, por compreender a situação, e você, Sasuke? Qual é a sua decisão? - Fugaku encarou o filho mais novo.



– Não, não vou me casar com nenhuma desconhecida e muito menos me converter a sua religião.



– Pense bem, Sasuke, com o tempo pode surgir amor entre vocês.



– Eu não estou atrás de amor pai, eu já decidi e não vou voltar atrás de jeito nenhum. - Sasuke disse firme.



– Tudo bem, eu não posso força-lo de qualquer forma, mas pelo menos, poderia ir conosco até o marrocos.



– Ah não acho necessário.



– Qual é Sasuke, vai perder meu casamento? Mamãe também vai, e você pode chamar o Naruto.



– Aquele idiota, tálouco?



– Ele iria de qualquer forma, Naruto faz parte da associação da empresa, ele deve ir comigo. - Fugaku disse em afirmação.



– Por quanto tempo é essa viagem?



– Um mês.



– Tudo isso?



– É um casamento e a conversão do Itachi, esse é o minimo de tempo que vai levar se tudo correr do jeito certo.



– Tá, eu vou, mas não me perturbem com a conversa sobre casamento novamente, disso eu não volto atrás de forma alguma.



– Certo. - Fugaku o olhou por um tempo e teve que aceitar a contra gosto a decisão do filho, mas estava mais aliviado por Itachi ter aceitado, talvez Sasuke ao ver a moça se interessasse.



Agora só faltava retornar a ligação ao Sheik e dizer sua decisão, se ele aceitasse, já teria que marcar a viagem com a família e Naruto para o Marrocos por pelo menos um mês.



Dia seguinte



Fugaku acabara de falar com o Sheik, o árabe ficou um pouco insatisfeito mas aceitou de toda forma, logo Fugaku avisou a sua esposa Mikoto e à seus filhos, a viagem seria daqui á dois dias, teria que preparar tudo para ocorrer como planejado.



Marrocos



O Sheik conversava com uma de suas seis esposas, ele jamais admitiria mas essa era sua favorita dentre as outras, Tsunade era formosa e de grandes atributos, severa quando era necessário mas possuía um grande coração.



– Como foi a conversa com o Senhor Fugaku?



– Eles virão em breve, mas haverá apenas um casamento, é uma pena mas alá sabe o que faz, terei que arrumar outro noivo para nossa menina Sakura, ela já passa da idade de se casar. - Danzou falou cabisbaixo, observando suas filhas dançando celebrantes como eram no centro de sua enorme sala, dentre todas elas a beleza exótica de Sakura se destacava.

26 июня 2019 г. 12:33:52 0 Отчет Добавить 0
Прочтите следующую главу Capítulo 2

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 1 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму

Похожие истории