Amizade colorida Подписаться

gabiiwon Gabi Almeida

Várias questões chegam junto da adolescência: escolhi a carreira certa? E se eu me arrepender? Como tornar a minha faculdade inesquecível? Todas essas questões estavam acompanhadas de amigos de longa data e completamente indesejados: os hormônios! E na idade de Hyungwon isso era completamente normal e se – talvez – ele fosse um adolescente “normal”, como seu amigo Hoseok, conseguiria aliviar todo o seu acumulo de testosterona nesse novo começo. Não era de ferro e estava começando a ficar frustrado com a sua condição, até o capeta do Kihyun tinha alguns rolos, apesar de ele tentar disfarçar. Estava começando a sua vida acadêmica, queria pelo menos dar um passo a mais na vida sexual, mas o que fazer com a sua timidez exacerbada? Não dava para chegar em qualquer um com um sorriso torto e jogar um charme, não sabia nem flertar! Mas ele tinha Hoseok, que era tudo o que buscava: um cara desenvolto e com muita experiência no ramo. Encaixava igual dedo no nariz, perfeitamente.


Фанфик Группы / Singers 18+.

#lgbt #sexo #hoseok #lemon #monsta-x #wonho #monstax #2won #hyungwonho #hyungwon #monsta
1
4.8k ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждое воскресенье
reading time
AA Поделиться

Prólogo

— Eu já disse que não... Não há volta, não há o que você possa fazer. Isso é tão... — Eu digo, deixando a minha voz morrer no meio do processo. Uma de minhas mãos estavam massageando minhas têmporas. Me virei para o Hoseok, no meio de meu quarto, ele olhava para o chão.

— Eu juro que eu tentei evitar, mas... Por favor, entenda o meu lado da história! — Gritou a plenos pulmões levando as duas mãos até os olhos, continuando com o rosto apontado para o chão, evitando me encarar.

— Não, você não entende o quanto isso é... Nojento... você... Você me enoja, saia do meu quarto. Agora!

— Mas... Eu esqueci minhas falas, oh, seja misericordioso e me perdoe! — Hoseok disse rindo com o roteiro em mãos, bati em minha própria testa e comecei a rir do palerma na minha frente.

— Chamar você para treinar comigo foi uma péssima ideia. — Digo me virando e lendo o roteiro mais uma vez. — Essa seria a parte que você me abraça por trás e eu te empurro... — Falo passando as páginas.

— Ah, o ator aqui é você Hyungwon, não eu. — O Hoseok disse sentando sobre a minha cama. — E se não fosse eu, quem você chamaria? Que eu saiba eu sou seu único amigo.

— Não precisa jogar na cara — Respondi.
Estávamos no meu quarto, treinando para uma peça de teatro da faculdade, que, entre nós dois, somente eu participaria, vale ressaltar.

Nada melhor que um professor completamente louco pra mandar calouros apresentarem uma peça para todos os professores e alunos do curso. Pelo menos não era para a faculdade toda, o que já era um pouco mais reconfortante.

— Eu me pergunto como você é tão bom e solto atuando... Na vida real você é tão tímido...

— Ah, Seokkie, é porque eu estou atuando — Falo pegando alguns marca textos e entregando para ele assinalar onde teve dificuldades — É um dom...

Bem, você deve estar um pouquinho perdido, correto? Então, vamos começar da melhor maneira, do começo.

Me chamo Chae Hyungwon e tenho dezoito anos, eu estou no primeiro ano, segundo período, da faculdade de artes cênicas e o professor nos passou um trabalho para o fim da sua matéria – já que ele não continuará nos dando aula –, eu não sou extrovertido ou uma pessoa com vários amigos, nem nada parecido com isso. Na verdade, eu sou a pessoa mais tímida que já deve ter pisado em um curso de teatro na face da terra, além de ser um rato de Internet e jogador de jogos on-line (às vezes me bate a paranoia: será se estou no curso certo, Deus?).

Porém, apesar de ser tímido ao extremo, quando se trada do teatro eu não sou assim, eu sinto que ele é o único motivo de eu continuar vivendo, sabe? Acho que ele foi uma das coisas que mais deram certo para mim, depois do meu nascimento. Eu também tenho Hoseok, a única pessoa que continua ao meu lado depois de tanto tempo, somos amigos desde o maternal e não, eu não estou exagerando nem um pouco.

Estávamos ensaiando para uma coisa que apenas serviria para mim, Hoseok estava ali de livre e espontânea pressão. E eu não sei por quanto tempo ele ficaria livre, ele faz engenharia elétrica, além de participar de uma das atléticas do curso dele, logo estava sempre muito ocupado, logo eu tenho que aproveitar os pequenos momentos que eu tenho ao lado desse ser.

Depois que entramos na faculdade o tempo sempre pareceu curto, eu sempre tinha que estar lendo alguma coisa e estudando alguma coisa nova e ele estava ou atrasado para um treino ou tinha uma lista gigante e interminável de cálculo para fazer.

— Hyungwon, eu tenho que ir. — Ele apareceu atrás de mim, escorando seu queixo em minha clavícula. — Kihyun me ligou dizendo que o horário do treino mudou, eu tenho que correr...

— Tá.

— Desculpa não poder ficar mais tempo com você — Disse dando um beijinho na minha bochecha e correndo até a porta.

Como eu disse, sem tempo nenhum para os amigos. O ruim de ter um amigo assim tão ocupado é que os momentos são extremamente apertados e as vezes eu sinto falta do nosso tempo de escola em que passávamos tardes intermináveis fazendo nada.

Optei por entrar no meu pequeno blog da Internet e continuei olhando os acessos das minhas postagens. Eu comecei a ganhar um dinheiro com essas coisas de blogs depois que um review sobre um jogo em que eu usei todas as minhas habilidades como humorista para transformar aquela merda de jogo em algo legal, o viral foi tão grande que eu comecei a ser patrocinado por algumas companhias de jogos médias.  

 Você deve estar pensando que seria muito mais fácil se eu tentasse ser youtuber, correto? Bom, eu até pensei em ligar uma câmera e ir pro YouTube, mas todo mundo usa o YouTube e em blogs você tem o poder do anonimato e como já foi repetido um milhão de vezes EU. SOU. TÍMIDO. Além de que no blog eu tenho o anonimato e caso eu arranje um emprego de ator no futuro ninguém vai me conhecer e nem associar o meu nome as vergonhas que eu passo na internet.

Digamos que eu prefira coisas assim mais quietas e em que eu não precise aparecer, eu sei que poderia usar uma máscara ou simplesmente não mostrar meu rosto, mas não dá, eu me sinto muito mais seguro por trás da tela do computador e com o editor de texto aberto do que com um microfone, uma câmera e seja lá mais o que precise para ter um canal no YouTube.

E é claro, como eu não consigo separar o profissional do pessoal, eu sempre comento da minha vida meio bosta para o mundo, ninguém liga muito, mas eu até que recebo uns comentários que ajudam nas situações que eu passo. E creio que no YouTube eu não teria toda essa liberdade de “expressão". 

De qualquer forma, essa minha vida na internet é completamente secreta, nem mesmo o Hoseok sabe sobre isso e se depender de mim vai continuar sem saber.

11 ноября 2018 г. 15:51:01 2 Отчет Добавить 2
Прочтите следующую главу Reclamações, pedidos e mais reclamações.

Прокомментируйте

Отправить!
Anna Luisa Anna Luisa
AAAAAAAA, eu amei muito <3 <3 ficou bom demais <3, beijos :3
11 ноября 2018 г. 11:03:41

  • Gabi Almeida Gabi Almeida
    Muiito obrigada, fico feliz que tenha gostado ❤️❤️ Beijos 11 ноября 2018 г. 13:32:09
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 1 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму