Só na Brotheragem Подписаться

thekaty TheKaty

Era evidente que Sasuke não amava mais Sakura - se é que algum dia a amou. A rosada tentou de todas as maneiras possíveis manter um relacionamento saudável, mas o moreno acima de seu namorado era também seu amigo e ela suspeitava de um sentimento crescendo dentro dele por outra pessoa. Estava determinada à fazê-lo ver isso, afinal desejava que ele fosse feliz independente com quem, ainda mais quando a paixão do seu best fosse também o melhor amigo dela.


Фанфик Аниме/Манга 18+.

#gay #yaoi #sexo #yuri #lemon #naruto #sasuke #narusasu #sasunaru #sakura #hinata #orange
18
5547 ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждый вторник
reading time
AA Поделиться

Segredo?

- Eu já disse que não!

O Uchiha mais teimoso e cabeça dura do universo ainda tenta teimar comigo, mesmo após 5 anos de namoro, vai entender?

- Sasuke, você preci...

- Não!

Respirei fundo.

Esta mula, também conhecida por Uchiha Sasuke, é meu namorado desde que tínhamos 12 anos. Prematuros? Talvez. Eu literalmente corri atrás dele a ponto de quase nos matarmos - e não é expressão - mas onde há ódio é provável que também exista amor. E existia. Ele era um moreno alto com a pele tão branca como gelo, e diga-se por passagem que o coração também, raramente demonstrava seus sentimentos, talvez a última vez que ele demonstrou algo foi quando eu lhe disse que estava grávida, ele riu crente de que era uma piada: mas não era. Foi difícil aturar a criatura nos primeiros dias, mas atualmente, com apenas 2 meses, está ainda mais. Não consegue falar uma frase sem mencionar “Sarada”, o nome que o próprio escolheu para a nossa filha, se será menina? Não sabemos ainda, mas segundo o Uchiha, ele diz ter certeza de que será a menina mais linda de Konoha com seu instinto de pai. Diz ele que ela não terá meus cabelos rosas muito menos os olhos esmeraldas, será uma Uchiha completa, talvez até mais inteligente do que ele, modesto... Os Uchihas são conhecidos por terem os cabelos negros lisos, expressão fria, uma beleza sem igual e orbes ônix que quando estão irritados é possível ver feixes de luz vermelha, variando a forma de Uchiha pra Uchiha.

- Você vai querer beber.

- Vou.

- Mas está grávida!

- Estou.

Ele não quer ir à festa de formatura do ensino médio, o motivo? Eu estou grávida e não poderei beber. Isso é desculpa? Deveria ser MINHA desculpa, não dele. Mas ainda estávamos em abril, no início do ano letivo, até lá a Sarada já teria nascido e eu não poderei amamentar, logo, Sasuke se recusa à ir para não fazer mal ao nosso bebê. Que fofo, não é mesmo? Mas eu quero muito ir. Afinal, é a nossa formatura, não teremos outra juntos e nem com nossos amigos, não acredito que todos querem fazer medicina, e eu não poderei ir para a faculdade no primeiro ano porque quero dar atenção à nosso filho.

- Minha resposta é: não.

- O que disse, machista? – Ele suspirou.

- Haruno, você está com a minha Sarada na barriga e não irei permitir que a faça mal.

- É meu bebê também.

- Então a proteja com a sua vida, porque eu protegerei vocês duas. – Me olhou com doçura tocando meu rosto. – Mesmo que seja a proteger da própria mãe.

Ri baixo. Me dei por vencida, por enquanto. Eu tenho o ano todo para fazer esta mula em forma de pessoa querer ir nessa bendita festa, talvez Naruto e Itachi me ajudem com isso. Terminei de trocar minha roupa enquanto ele entrava no banho, comecei a dar uma arrumada na cara e me estressava com a minha franja – a tinha apenas para tentar disfarçar o tamanho da minha testa, talvez fosse melhor que nosso filho puxe ao pai mesmo. Sasuke era um dos garotos mais cobiçados do colégio, provavelmente a única pessoa que nunca sentiu nada por ele foi a Hinata Hyuga, uma doce e meiga amiga, com seus 1,55 de altura era a mais baixa da turma, mas a vida lhe deu o que faltava em altura em seio. Era muito sexy a ver com trajes íntimos ou de banho, ah, também é o ser mais tímido na face da terra, normalmente está com as bochechas vermelhas, uma mulher de poucas palavras, mas muito inteligente, sempre competia saudavelmente com Sasuke e Neji – seu rígido primo - pela maior nota da sala. Quando meu moreno saiu do banho eu já estava devidamente pronta e fui para o carro acompanhando-o, me sentei no banco de carona e fiquei lendo as mensagens dos grupos do whats enquanto íamos para o colégio. Normalmente eu iria lhe dando carícias provocantes, mas como eu estava grávida e não estava no clima, ele aparentemente também não, apenas conversamos sobre poucas coisas. Ao chegarmos fomos em direção à secretaria para pegarmos nossos horários de aula, estranhei por não encontrar ninguém conhecido o que me fez encarar o relógio para conferir a hora.

- Chegamos cedo demais? – Perguntei para Sasuke e de onde surgiram tantas putas?

- O que disse? – Senti uma veia pulsar em minha testa. – Ah, desculpa, amor...

O tom com o qual ele me chamava e tentava me ludibriar não iria funcionar, quando mais nova era tiro certeiro, mas agora com 17? Não mais, Uchiha Sasuke! Revirei meus olhos, peguei meu horário com a Shizune, secretária do colégio Konoha High School – onde estudávamos – e segui caminho colégio adentro. Só queria encontrar meus amigos e ficar em paz.

- Sakura, Sakura!

Só de ouvir a voz eu já quis vomitar.

- Ino Yamanaka.

- Mas quanta rispidez! Esqueceu a educação nas férias?

Continuei a andar sem dar atenção ouvindo-a comentar com suas ‘piranhamigas’ algo sobre minha testa inibir a pouca educação que eu tinha, eu quis muito voltar e lhe dar um soco, mas avistei Hinata junto com TenTen e dei graças à Deus por isso. Me atacaram acariciando minha barriga.

- Oi bebê! Conta pá titia como foi as félias! – TenTen imitava voz de adulto quando fala com criança.

- Coisa m-mais linda da tia Hyuga. – Até você? – Já amo t-tanto.

- Alô, eu estou aqui também. - Disse arrumando minha roupa tentando ser discreta.

Elas riram me dando oi, ignorando minha falsa expressão de raiva. Conversamos até entrar na sala e nos sentarmos no fundo, poucas pessoas sabiam de minha gravidez, afinal, eu tinha medo de acontecer algo e o Sasuke temia alguém querer usar isso contra ele. Paranóico? Muito. Talvez com razão, o número de garotas que davam em cima dele por minuto eu não podia contar nos dedos e mais ainda os que já tentaram sequestrar ou até mesmo abusar dos filhos de Fugako, o comandante geral da polícia do Japão. Vi Sasuke entrar na sala com seu – e também meu - melhor amigo, Naruto e Shikamaru, sentaram nas cadeiras à nossa frente e prontamente a morena baixinha estava vermelha como um pimentão. Ela era apaixonada pelo Uzumaki, e acredite, só ele não percebia isso, era tapado demais, mas a timidez dela também não ajuda, mal conseguia conjugar frases mediante à presença dele.

- NANI?!?

Karin entrou na sala de aula gritando junto com Ino, chamando toda a atenção da sala, inclusive de Iruka Imuno, nosso sensei de japonês, já impondo autoridade.

- Que baderna é esta?

- Que papo é esse de você estar grávida do meu Sasuke?!

Ela apontava o dedo para mim. Era só o que me faltava.

13 августа 2018 г. 14:19:28 0 Отчет Добавить 2
Прочтите следующую главу Incerteza

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 10 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму