Clube da Luta Подписаться

tiatatu Tatu Albuquerque

Numa situação econômica decadente e cansado de depender de seu tio, Kakashi não viu outra saída a não ser usar seus poucos conhecimentos sobre lutas e entrar no mundo da rinhas clandestinas para conseguir tirar um extra. Tudo se torna mais difícil ao longo do torneio, principalmente quando ele enfrenta um novo desafio: lutar contra Gai, o campeão dos torneios passados com quem se envolveu romanticamente.


Фанфик Аниме/Манга Всех возростов.

#fns #minakushi #DanTsu #jiratsu #madatoka #IsuTetsu #ObiRin #AsuKure #Rasura #hashimito #naruto #Hayugao #kakagai
19
5218 ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждую среду
reading time
AA Поделиться

Prólogo

Notas: antes de mais nada, quero deixar claro que qualquer referência ao filme Clube da Luta aqui é mera coincidência. Eu nunca nem vi esse filme. Espero que tenham uma boa leitura! 

...


Os gritos de apoio e os xingamentos dos apostadores, que assistiam à luta enquanto, eufóricos, seguravam as notas de dinheiro que haviam apostado, mais lhe atrapalhavam que motivavam. 


Deu um chute na altura da coxa do oponente e desviou, com dificuldade, do chute voador lateral que ele lhe deu, mas não era tão fácil se manter de pé. 


Com o impacto de um novo soco, seu corpo acompanhou sua cabeça e foi para trás. 


Sentia o gosto do sangue na boca e se obrigou a engolí-lo uma vez que cuspir o protetor de boca junto com ele estava fora de cogitação. 


Gai não brincou quando disse que não ia pegar leve consigo e, ao olhar para ele, exausto e machucado à sua frente, sentia que talvez não tivesse moral para questionar o uso da força. 


Era a final do grande torneio de primavera. No canto, perto de onde o organizador de tudo aquilo os assistia de camarote, as medalhas e o grande troféu que enfeitavam uma mesa aquele galpão faziam parecer que tudo aquilo era algo oficial e legal, mas era exatamente o contrário. 


De um concurso oficial de luta livre, aquela rinha clandestina só possuía a premiação em dinheiro e era por ela que Kakashi estava ali. 


O máximo de proteção que possuía além do mordedor eram as surradas luvas de boxe de segunda mão que havia ganho de seu primeiro patrocinador ali. 


Olhou para a plateia insana e viu os amigos que havia feito ao longo da competição indecisos quanto para quem torcer e cientes do drama interno dos dois lutadores. 


Não devia ser muito fácil lutar contra alguém que se amava, mas “romances, romances, negócios à parte”.


Kakashi deu mais um soco e Gai revidou com um chute que pegou em seu braço, que por poucos momentos pensou ter sido quebrado. 


Não era a toa que ele era o vencedor dos últimos 5 torneios da casa clandestina de Danzou, que ria maldoso assistindo à luta e ciente de que era xingado mentalmente pelos dois. 


Que culpa tinha pela ganância deles? 


Kakashi com certeza preferia continuar a depender da boa vontade de seu tio Minato do que estar ali. Maldita hora que a consciência de estar, mesmo que de forma não intencional, sugando dos recursos que deveriam ser usados nos cuidados com o bebê que ele havia tido com sua tia Kushina, pesou. Era bem melhor que ter que lutar naquelas condições com Gai. 


“Até a morte ou, no mínimo, a incapacidade de lutar novamente em troca de 500mil dólares.”. Haviam sido essas as palavras de Danzou assim que ganhou a semifinal contra Asuma, na semana anterior e isso lhe pesava mais ainda na consciência. 


Poderia ser a sua salvação financeira ao mesmo tempo que seria a perdição de sua alma. 


Sabia bem o quanto Gai amava lutar e seria incapaz de lhe impedir de fazer isso pelo resto da vida, assim como não conseguia sequer pensar como seria dali pra frente se permanecesse com a culpa de matá-lo, mas também sabia que não cumprir as ordens de Danzou podiam refletir não só em sua vida mas também na de sua família. 


Seria melhor ser morto do que, por exemplo, matassem Minato, Kushina e o pequeno Naruto que há muito pouco havia nascido. 


Ah, como odiava aquela indecisão e aquele clube. Odiava com mais força do que a que usou no chute que acertou o rosto do oponente que por pouco não caiu na lona rasgada e tão suja que seria capaz de inflamar ou infeccionar até o mais limpo ferimento.


Em resposta, levou uma finalização.


Gai conseguiu lhe agarrar pela barriga, lhe suspender e jogar ao chão e aquilo era péssimo quando usado fora da cama. 


Luta no chão não era seu forte e odiou nunca ter aprendido o Jiu-jitsu no qual seu falecido pai era especialista, como sempre que a luta tomava aquele rumo, mas, a essa altura do campeonato – literalmente –, já tinha ao menos uma melhor noção do que fazer. 


Escapou da chave de braço ao mesmo tempo em que o sinal do fim do segundo round havia tocado. 


Saiu do centro do ringue cambaleando rumo ao canto esquerdo onde estava sua equipe de apoio. 


Nunca um gole de água havia sido tão saboroso quanto o que tomou daquela garrafa entregue por Rin enquanto Obito, que lhe fazia vez de treinador, lhe dava algumas instruções que não eram ouvidas. 


Olhava a todo tempo para os olhos tristes de Gai que parecia estar no mesmo impasse. Talvez os patrocinadores dele ou até mesmo o próprio Danzou tivessem dado a ele ordens para tirá-lo pra sempre do jogo. 


Ah, como aquilo era doloroso, tão doloroso quanto a própria luta em si, que já lhe deixava vários hematomas e cortes. 


Cospiu finalmente o sangue da boca e viu até mesmo um dente ali. Sentiu falta de um de seus molares e se impressionou. Gai era realmente o melhor lutador dali, era impossível achar o contrário. 


Não seria fácil derrubá-lo e sabia que um empate não era uma saída ali. Só podia haver um vencedor e, de preferência aos patrocinadores, só um podia sair vivo dali. 


Ah, como machucava... Mas não tanto quanto as ordens repassadas por Obito, que, discretamente, injetou algo em suas luvas que as deixou pesadas. 


— Desse round, a luta não pode passar! - disse praticamente em sua vida e engoliu seco olhando para o oponente que tinha a mesma feição do outro lado. 


Precisou segurar a mão de Rin, que, mesmo mais quieta enquanto já separava seu kit precário de primeiros socorros, lhe dava um pouco de amparo. 


Ah, qual era!? Não era um lutador impiedoso disposto a tudo pra ganhar dinheiro? Se bem que não haviam lhe avisado daquilo no início. 


— É a sua vida ou a dele! - disse Obito assim que tomou o último gole d'água e o sinal do início do terceiro round tocou. 


Lágrimas escorreram por seu rosto e o de Gai enquanto Anko erguia a placa que indicava o início do próximo round e os dois tocaram as luvas um do outro como cumprimento inicial de luta. 


— É agora ou nunca! - disse Danzou de onde estava, tomando um drink refrescante enquanto as chamas do inferno consumiam seus lutadores. 


Nunca antes Kakashi desejou tanto voltar no tempo e se impedir de entrar ali pela primeira vez. 

15 июля 2018 г. 20:40:57 11 Отчет Добавить 3
Продолжение следует… Новая глава Каждую среду.

Об авторе

Tatu Albuquerque Mãe de Konohamaru, madrinha de Hanabi, adepta da Fé do Sagrado KonoHana. Você tem 5 minutos pra ouvir a palavra da minha igreja? Kaiten no cu e gritaria, kore!

Прокомментируйте

Отправить!
Fox Bella Fox Bella
CARALHO TATU VAI SE FODER NÃO MORREU NINGUÉM É MEU CORAÇÃO JÁ TÁ PESADO! Aliás, faça o FAVOR DE ATT AS OUTRAS E ESSA PQ CARALHAS É MUITA FIC!

  • Tatu Albuquerque Tatu Albuquerque
    HUAHAHAH meu Deus, Isabella! Calma,ninguem morre... Ainda! Beijo! 17 июля 2018 г. 7:05:08
  • Fox Bella Fox Bella
    AH TÁ SHUKAKU! Beijo linda! 17 июля 2018 г. 12:48:00
Neeca Ashcar Neeca Ashcar
Ahhhh meu Deus, não machuca meu Gai, não Kakashi T.T... Gai meu bebêzinho lindo, Obito te pego e te mato.... AHHHH é tão bom que fico desconsolada sem um segundo capítulo! 😘

  • Tatu Albuquerque Tatu Albuquerque
    Olá, obrigada pelo comentário! O Obito nem merece tanto a surra, né? Ele tá seguindo ordens, maaaaas... Gai muito precioso sim e o Kakashi também tá sofrendo. Até o próximo, beijo! 17 июля 2018 г. 7:06:47
Inial Lekim Inial Lekim
JULIANE VAI TOMAR NO OLHO DO CENTRO DA CARALHA DA PORRA DO SEU CU SUA ARROMBADA! COMO VOCÊ TEM A CORAGEM DE FAZER ESSE TIPO DE COISA COM OS MEUS NENÉNS?! JULIANE EU VOU METER UMA VOADORA NA SUA CARA! OLHA ISSO! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ME DÁ OS PRÓXIMOS CAPÍTULO SUA CRETINA! CADÊ?! COMO VOCÊ OUSA PARAR NESSE MOMENTO?!

  • Tatu Albuquerque Tatu Albuquerque
    PATRÍCIA, PELO AMOR DE DEUS, ABAIXA ESSA FACA. EU TÔ SENTINDO O CHEIRO DE MANGUE DO FLUFFY, AAAAAAAAAAAAA EU SEI QUE SOU UMA FODIDA AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA MAS ME DÁ UMA CHANCE, NÃO ME MATA AGORA. 15 июля 2018 г. 16:38:01
  • Inial Lekim Inial Lekim
    PAU NO SEU CU 15 июля 2018 г. 16:44:52
Mandy Mandy
JULIANE COMO VOCÊ PARA AGORA AI MEU CU EU VOU MORRER TODO DIA EU SURTANDO POR FANFIC DE XULIANE E CHOCANDO ZERO PESSOAS

  • Tatu Albuquerque Tatu Albuquerque
    AMANDA, SEGURA A MINHA MÃO CHEIA DE DESCONTROLE E SURTA COMIGO AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA 15 июля 2018 г. 16:23:59
~