Insalubre Подписаться

way_borges229 Way Borges

Todos os dias um pedaço de mim morre como as flores do jardim da sua casa, como queria que tivesse me contado o que passava com você, como estava morrendo por dentro e como tinha que agir como se nada te afetasse, agora há única coisa que posso fazer agora é continuar vivendo essa vida insalubre. (ShiIta) (Angst) (+18) (Capítulo Único) ALERTA: Essa fanfic aborda levemente o tema sobre depressão e suicídio. As insinuações são sutis, porem, caso você ache que isso possa te trazer qualquer tipo de mal estar, te aconselho a não lê-la.


Фанфик Аниме/Манга 18+. © Naruto e seus derivados pertencem ao Kishimoto, porém a história é inteirinha minha. Capa editada por mim - créditos da imagem ao(s) autor(es).

#cuidado-gatilho #angst #shiita #shisui #itachi #naruto #drama #tragedia
Короткий рассказ
4
5.2k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Capítulo Único

Notas do Autor

Oiê gente linda do meu coração.
Faz muito tempo que não publicava uma one, né? Quando finalmente apareço é logo trazendo um angst ShiIta.
É, eu sou uma vadia sem coração .... rsrsrsrs

Antes de passa para a historia, quero agradece a Mandy por beta a historia

Boa leitura meus lindos


****


Hoje alguém me perguntou se eu te conhecia e um milhão de memórias passaram em minha mente, foi aí que cheguei a triste conclusão: eu não te conhecia mais.

Fico me perguntando “quando você começou a pensar que nossas vidas seriam melhores sem você?”

“Quando começou a achar que era desnecessário?”

Como queria que tivesse me contado o que passava com você, como estava morrendo por dentro e como tinha que agir como se nada te afetasse, mas eu deveria saber que o seu “estou bem” era um pedido bem baixinho de ajuda.

Sempre tive a impressão de que você me olhava como se estivesse pedindo socorro, porém, achava que era coisa da minha cabeça. Você não precisava fingir que estava tudo bem, não comigo que, além de seu amante, era seu melhor amigo.

Eu te entenderia, Itachi. Ficaria ao seu lado em qualquer situação, te apoiaria, te escutaria, seria o que você precisasse que eu fosse, estaria com você na escuridão para segurar a sua mão quando estivesse assustado.

Tem noção do estrago que você fez ao partir?

Agora que se foi, meu coração dói tanto que eu tenho vontade arrancá-lo do peito com minhas próprias mãos. Estou tentando, mas já não consigo continuar fingindo que a sua falta não está me matando, não tenho mais forças para agir como estivesse tudo bem.

Tudo dói, Itachi. Nada está bem. Nem chorar tem me ajudado a suportar a dor da sua ausência, ficar sem você é a coisa mais difícil que eu já tive que fazer.

Já não sou como era antes, estou me sentindo oco desde o dia que você se foi, seu Uchiha desgraçado. Obito tem tentado me fazer reagir, mas ele não sabe o que é estar morto por dentro, não sabe como me sinto imprestável por não ter percebido que você morria aos poucos. Sasuke também está mal, ele se encontra ainda mais fechado e está cada vez mais mergulhado na tristeza, o Kakashi, Naruto e a Sakura já não sabem mais o que fazer para tirá-lo da escuridão em que a sua partida o deixou.

O mesmo silêncio que te destruiu agora está destruindo a mim e ao seu amado irmão caçula – eu sei que não era essa a sua intenção, mas é o que está acontecendo, Itachi. Nós dois estamos morrendo, corroídos pelo sentimento insalubre da culpa de não ter percebido como você sofria.

Sabemos que não era isso que você queria, também sabemos que sua atitude desesperada foi para se livrar da dor, mas isso não diminui a sensação de termos falhado com você.

Um simples “adeus” escrito em poucas linhas de um papel... achou mesmo que isso seria o suficiente para que doesse menos?

Eu sei que preciso parar de chorar, que tenho que ser forte, que devo enfiar um sorriso no rosto e seguir em frente, fingindo que, em meu peito, o meu coração não implora por socorro. Mas como devo fazer isso?

Ninguém imagina quantas vezes pedi a mim mesmo que parasse de chorar – mas as lágrimas não param, e já não sei mais o que fazer para que elas parem. Já quebrei todos os vasos da casa, já gritei até não ter mais voz, soquei as paredes com força, mas nada é capaz de detê-las.

As pessoas ficam me dizendo que, com o tempo, essa dor vai passar –agindo como ele curasse tudo – mas, se elas pudessem olhar para dentro de mim e vissem o estrago que estou por dentro, entenderiam como estou sofrendo e cansado de mim mesmo.

Estou no fundo do poço, Itachi, e acho que nunca mais sairei daqui. Eu sei que deveria ser forte, que preciso aprender a lidar com sua perda, mas eu não consigo. Essa dor não suaviza.

Todos os dias um pedaço de mim morre, como as flores do jardim da sua casa – a tia Mikoto já não cuida mais das rosas. As ervas daninhas estão tomando conta de todo o gramado em que passávamos horas sentados, olhando as estrelas, conversando e namorando. Ainda me lembro das juras de amor que trocamos naquele jardim à luz do luar.

Seu pai perdeu toda a altivez que possuía, Fugaku também se culpa pelo que aconteceu e o remorso o está destruindo.

Ele te pressionou muito não foi, Itachi? Te sobrecarregou com expectativas inalcançáveis, tudo pelo legado do amaldiçoado sobrenome Uchiha.

Você estava cansado, certo, meu amor?

Cansado de tentar ser o filho perfeito; exausto de ver o Sasuke sofrer pela indiferença de Fugaku e fingir que isso não te incomodava e que não enxergava o quanto isso machucava seu irmão; eu via o quanto sofria a cada ordem que obedecia, mas nunca imaginei que você chegaria a esse extremo.

Eu deveria ter deduzido que você não aguentaria saber que foi responsável pela morte daquela criança, que de alguma maneira iria associá-la ao Sasuke, e que isso iria te ferir mais do que qualquer coisa que já tenha feito em nome dos Uchiha's.

Seu pai quis que você se tornasse algo que não era e isso acabou o tornando um homem vazio, não é?

Nem o meu amor foi capaz de preencher o buraco que existia em seu peito, saber que fui insuficiente me faz sentir tão impotente e inútil...

Tudo o que eu mais queria era ter você de volta, pode ser egoísmo te querer aqui mesmo sabendo o quanto estava sofrendo, talvez eu seja uma pessoa ruim – já que entendo porque você quis dar um fim a sua dor, sinto essa mesma vontade desde que você se foi, e tenho medo de sucumbir a ela. Você não imagina quantas vezes deitei na cama e fechei os olhos implorando para que fosse o meu último dia de vida.

Eu também não te culpo, no seu lugar, talvez eu ‘tivesse feito a mesma coisa, mas, entender é diferente de aceitar. Não aceito que você se foi, você prometeu que sempre ficaria ao meu lado. Eu te odeio por me deixar sozinho, Itachi, por me deixar vazio. Eu te amo tanto e não sei o que vou fazer com o resto da minha vida já que não tenho você aqui comigo – todos os planos que fiz foram para “nós” e agora sou apenas “eu”.

Não conseguirei seguir em frente! O trabalho, as viagens já planejadas, uma casa para chamamos de lar, filhos, não sei se consigo fazer isso sem você, não vejo sentido em fazer isso sem você. Por que me deixou, Itachi? Por que devo continuar sem a sua presença? Estou tão perdido, Itachi, sem chão, sem rumo. Eu sei que irei cair, não sou forte como as pessoas acreditam, não irei aguentar por muito tempo. O que eu faço?

A sua partida deixou esse sabor amargo de saudade e essa dor sufocante, que transborda o meu peito e reflete nos meus olhos. Estou definhando devido a todos esses sentimentos insalubres, sendo destruído de dentro para fora, corroído, corrompido. Minha alma está doente e fica pior a cada vez que tenho que fingir que sua falta não me afeta mais, mesmo que me lembre de você a cada minuto do meu dia.

Palavras de consolo não fazem o efeito desejado, só me deixam mais triste e com raiva – por ouvi-las de quem não sentiu o que estou sentindo. Eles não sabem, Itachi, que eu perdi meu melhor amigo, o amor da minha vida, o homem que amei desde sempre... você foi o meu primeiro em tudo. O meu coração foi enterrado com você e o que sobrou foi uma vala aberta em meu peito, um buraco enorme que nunca será preenchido.

Não sei se um dia vou parar de chorar, ou se essa dor vai se tornar suportável, ou se tenho conserto – algumas coisas são irreparáveis. Talvez eu enlouqueça ou tenha o mesmo destino que o seu, já que a vida sem você me deixa doente.

Infelizmente, a única coisa que posso fazer agora é continuar vivendo essa vida insalubre, carregando no meu peito essa dor e esperando que ela desapareça... ou me destrua.


****


Notas Finais

NÃO ME MATEM PARA ALIMENTAR OS CÃES, EU SOU UMA BOA PESSOA

E ai meu povo, arranquei lagrimas de vocês, ou um fungado choroso?
Deixem nos comentários os sentimentos que a historia causou, pode ser qualquer um, tristeza, indignação, raiva.

Quero agradecer mais uma vez a Mandy pela betagem da one <3

7 июля 2018 г. 16:49:43 0 Отчет Добавить 0
Конец

Об авторе

Way Borges Nome: Waynne Borges Idade: aí depende da ocasião Sou um universo em constante expansão, sempre aprendendo coisas novas e aberta a novas experiências. Tímida no primeiro contato, mas depois o difícil vai ser me fazer parar de falar. Sou gentil, atenciosa e educada com todos e espero a mesma cortesia, entretanto, isso não significa que eu não saiba ser grossa quando necessário. Adoro chocolate, séries, filmes e desenhos. Cachorros e gatos sãos meu ponto fraco, fico toda derretida.

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~