Короткий рассказ
1
5.5k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Um escritor apaixonado.

Quando queres ver o arco-íris é preciso aguentar a chuva. Esse então foi meu início motivo para não desistir, eu persisti. Até o final. Porém, eu nunca me senti tão sozinho quanto estive dentro desta chuva. Meu âmago contorcia-se com a grande insegurança que me cobria.

Mas tu, o arco-íris, vieste a aparecer.

E colocaste a minha densa vida um novo rumo, me fizeste sorrir novamente, tirou-me da depressão, me fizeste querer continuar, querer ficar vivo.

Mas tu também cometeu um dos piores erros que pode imaginar, fizeste eu me apaixonar.

Quando olho para o céu, a única coisa que consigo ver é a imensidão azul dos teus olhos, tua pele deveras bronzeada, teu magnífico sorriso chamando-me para abraçar-te.

És tu, tão real, apenas meu.

Engano-me olhando-te no horizonte, destas vistas são apenas lembranças dos momentos mágicos que passei ao teu lado, no qual você sempre dizia que queria que durassem para sempre. Eu também desejava o mesmo, queria estar ao seu lado sempre. Sempre e sempre.

Mas o que resta-me agora? Tenho-te uma sabia e curta resposta; Chorar. Estava escrevendo um de meus livros antes de te perder, agora nem perto de meus papéis eu consigo chegar, tudo que me restou foi chorar por tua falta, por tua culpa.

Estava sofrendo, por que não me contou? Dói-me ter que ver teu belo nome escrito em uma lápide.

Salvar-me, mas não pude salvar-te.

Eu fui tua tempestade e tu o meu conforto.

Tu és meu arco-íris.

E eu nunca deixarei de te amar.

30 июня 2018 г. 13:28:04 0 Отчет Добавить 0
Конец

Об авторе

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~