C
C Clark Carbonera


Um segundo: o suficiente para perder o chão, olhar para o lado e não reconhecer mais o lugar em que você está. O suficiente para se perder. Ele é imprevisível e espera você baixar a guarda para se aconchegar no seu ombro e permanecer como uma visita agendada. Ele pode esperar horas, dias, semanas para aparecer inesperadamente e dar o bote, e quando vem, assim, pego de surpresa, é difícil se esquivar. É uma serpente que se enrola em você e te prende sem nenhuma cerimônia. Você pode até tentar lutar e sair vitorioso, mas a verdade é que essa proeza não é fácil de se conseguir, apenas alguns conseguem e quando conseguem, percebem que não deverão nunca mais baixar sua guarda, pois o segundo já os encontrou e está esperando novamente uma oportunidade para voltar aos seus ombros.


научная статья 13+. © Todos os direitos reservados

#solidão #conto #brasil #português #literatura-brasileira #depressão #ficção
1
5.2k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

O segundo


Foda-se.

É. Foda-se.

Isso mesmo. Eu pensei exatamente o que você leu.

Foda-se.

F-O-D-A hífen S-E.

Foda-se.

Esse verbo é bem libertador e consegue passar uma imagem tão perfeita do agora que meu corpo estremece de excitação. Mas é só isso que ele faz no momento. Além de respirar, é claro.

Faz dois dias que estou do mesmo jeito, jogado na cama como um saco de roupas sujas, olhando um ponto fixo no teto branco do meu quarto, porque... porque...

Bem, eu não sei porque, só não consigo sentir ou ser mais nada além disso. Além desse momento. Além do fato de que pareço um saco de roupas sujas que não consegue desviar os olhos daquele ponto no teto.

Eu já pensei muito nas últimas 48 horas. Eu sempre penso demais. Às vezes isso é um problema e talvez eu esteja aqui, neste momento e nesta situação, exatamente por pensar demais. Mas eu não me arrependo de nada disso. Não me arrependo de pensar.

Na verdade, eu cacei e cacei na minha cabeça dezenas de milhões de pensamentos que poderiam me ajudar a sair dessa enrascada, mas não encontrei nenhum. Nenhunzinho, você acredita? Pensei em fazer várias coisas para ver se eu escapava desse agora. Pensei em estender a mão e pegar meu celular de cima da escrivaninha e ler as dezenas de mensagens dos meus amigos. Pensei em responder essas mensagens. Pensei em continuar minha paquera virtual pelo Facebook com uma menina da faculdade. Pensei em tirar uma selfie, jogado na cama como um saco de batatas e postar no Instagram. Pensei em levantar e jogar videogame. Pensei em ligar o note e ler mangás online. Pensei em me masturbar. Pensei em ver Netflix. Pensei em dormir. Pensei em comer. Eu pensei.

E pensei... e pensei...

Mas não passou disso.

Foda-se.


24 мая 2018 г. 13:56:20 0 Отчет Добавить 0
Прочтите следующую главу Depois do segundo - parte 1

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 5 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму

Больше историй