Dependência! Подписаться

carol_nara Carol Nara

Revirei os olhos e sai, batendo a porta, eu não conheço esse tipo de amor. Acho impossível você se envolver com duas pessoas ao mesmo tempo, isso não existe. *** – Onegai Sasuke-san, fala com ele, diz para ele me perdoar e voltar pra mim. Sem reação eu apenas o encarei assustado, aquele sentimento era algo que eu não conseguia compreender. O que será que meu irmão fez com esse garoto? Ele estava desesperado, se culpando por algo, que ele não fez.


Фанфик Аниме/Манга 18+.
2
4.5k ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждый понедельник
reading time
AA Поделиться

1 Parte:

Vi ele voltar e sentar em sua carteira, de modo delicado, e tudo que ele fazia me chamava atenção. Ele começou a copiar a matéria da lousa e eu estava tão centrado em observá-lo que o notei parar, colocando a caneta na boca, ficando a analisar o que estava escrito. Meus olhos se fixaram nos fios dourados, nos olhos claros límpidos e na boca pequena rosada. E aquilo tinha que parar, porque era extremamente errado!

Quando dei por mim, a campainha já havia tocado e os alunos já estavam saindo, ele levantou e começou a arrumar sua mochila. Apressei-me e também comecei a guardar meus materiais, quando vi que ele já estava saindo, joguei tudo de qualquer jeito e fui correndo atrás dele, tentando alcançá-lo.

– Hey Naruto, espera! – gritei, ele parou e se virou para mim.

– Oi Sasuke-san, tudo bem? – e sorriu daquele jeito só seu.

– Tudo… Eh, você vai lá em casa hoje?

Ele me encarou, depois abaixou a cabeça pensativo, alguns minutos depois voltou a me olhar, sorrindo largamente.

– Hai, vou sim, Itachi-kun já chegou da viagem, não é!?

– Já, ele chegou ontem á noite. Mas eu queria que…

– Eu vou passar em casa, rapidinho, e depois vou pra lá. Já nee! – virou-se e saiu sorrindo feliz, quase eufórico.

E aquela expressão iluminada eu não via há dias. E ele nem me deixou terminar de falar, bem, pelo menos o veria de novo hoje. Enfiei as mãos nos bolsos da calça e suspirei.

– Até mais tarde Naruto. – falei sozinho, já saindo do colégio.

A caminho de casa fiquei pensando nele, e isso realmente tinha que parar, ou eu ficaria louco. Talvez estivesse impressionado. Quando entrei em casa, vi Itachi, meu irmão mais velho, jogado no sofá com alguns papéis em mãos.

– Oi Itachi, o que está fazendo? – falei me aproximando dele.

– Oi! Estou vendo as letras das novas composições.

E balançou os papéis, depois levantou e resmungou algo sobre terminar seu trabalho. Não dei ouvidos e fui para o meu quarto. Tomei um banho e, depois de vestido, sentei com um livro de História nas mãos, eu precisava estudar. Eu realmente não me entendia com aquela matéria, estaria ferrado nas avaliações no final do mês.

Acordei da leitura tediosa com o som da campainha. Há quanto tempo eu estava ali? Não fazia a mínima ideia. Levantei e fui atender, já que quando meu irmão estava no estúdio não ouvia. Assim que abri a porta, me deparei com o loiro sorrindo, todo arrumado. E como ele estava lindo, de cara pude sentir seu perfume tomar conta do meu redor. E oficialmente eu estava ficando insano.

– Oi Sasuke-san, posso entrar? – me cumprimentou gentilmente, como sempre.

Ainda atordoado, apenas dei espaço para ele passar, e quase sufoquei com o seu cheiro. Não que estivesse forte, mas era impregnante. Ele olhou para os lados e depois focou em mim, parecendo esperar por algo, e como eu não fiz nada.

– Eh… será que poderia chamar…? – e foi interrompido pelo meu irmão, que entrava na sala ainda olhando os papéis.

– Olha Sasuke eu vou… Fofura!? – parou assim que viu o loirinho e sorriu para ele.

Naruto sorriu e seu rosto iluminou-se, seus olhos brilharam e ele correu até Itachi, se jogando nos braços dele. Meu irmão correspondeu ao abraço desesperado do menor. O loiro o abraçou em volta do pescoço, ergueu o rosto e ficou na ponta dos pés, para tentar alcançá-lo, meu irmão abaixou o rosto e os dois se beijaram. E aquilo me atingiu de algum jeito, fiquei muito incomodado.

– Eu estava morrendo de saudades! – falou Naruto, assim que se afastaram – Então, como foi a viagem e o show?

– Foi ótima, eu também estava com saudades. – ele acariciava o rosto do loiro – Vem, vou te contar tudo, também trouxe uns presentes para você.

CONTINUA...

7 мая 2018 г. 18:31:51 0 Отчет Добавить 1
Прочтите следующую главу 2 Parte:

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 7 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму