Kage Подписаться

tiatatu Tatu Albuquerque

As regras da facção Jinchurikki deixavam claro: 3 desejos por uma noite. Esse era o trato inicial, mas não era tão simples assim lidar com os Kages, afinal, lidar com um demônio poderia atrair mais demônios sobre si, algo que Hinata descobriu da pior forma.


Фанфик Аниме/Манга Всех возростов.

#naruhina #fns #Shiba #FNH #konohana #gaalee #FantasiaNH #DesafioMeFFNH
11
4975 ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждое воскресенье
reading time
AA Поделиться

Prólogo

Notas: essa é uma das fics feitas para o desafio de medievais e fantasia que está sendo realizado pela página Fanfics NaruHina, mas essa é só uma fic de fantasia, não é medieval. Boa leitura! 


Seus pés estava doloridos e ela não aguentava mais em pé quando chegou em casa. 


Jogou os sapatos para longe assim que passou pela porta e a trancou, o que não impediu que um vento frio passasse por ali.. Engoliu seco. Correu para o quarto de seu pai e verificou se Hiashi estava lá são e salvo. Respirou aliviada ao ver que sim. 


Foi a vez se sua irmã estava bem… 


Foi até o quarto de Hanabi e a porta trancada evidenciou que ela estava ocupada com o Ele dela. Ah, claro, com ela não precisava se preocupar.


Talvez ela tivesse mais sorte.


Tentou relaxar, mesmo com aquela sensação de que o frio trazia um mau presságio. Riu nervosa, ela não havia se acostumado ainda? 


Para deixar bem claro, não estamos falando de uma vítima inocente. Não nesse ponto, a esse ponto da história toda, a inocência havia ficado para trás. 


E talvez fosse a sensação de culpa que a perseguisse. 


Negou com a cabeça. Não, não havia porque ter culpa, todos os que havia destruído tentaram fazer o mesmo consigo, não era? 


Sim, era, isso lhe deu conforto para conseguir respirar aliviada. 


Olhou para a folha como tatuagem na palma de sua mão. A vida nunca mais foi a mesma desde que ganhou aquela marca. 


Tanto para o lado bom quanto para o ruim, afinal, devia todo o seu sucesso a ela, assim como algumas das aflições que havia tido na vida. 


Nada era de graça, ela sabia disso, pelos menos agora tinha tal consciência, mas não sabia que ia ser tão difícil conviver com as consequências daquele pacto. 


Mas já não tinha volta, há 2 anos mantinha aquele laço que não poderia ser rompido nem com a morte. 


Aquela folha estava ali para lembrá-la que nem a morte desataria o nó que vez ou outra estava sufocando sua garganta. 


Às vezes se perguntava se tudo aquilo, aquelas péssimas sensações, eram um castigo pela decisão que havia tomado, pelos caminhos que havia trilhado… 


Pela união que havia feito…


Chega, já estava exausta, precisava de um bom e relaxante banho. 


Encheu a banheira de água morna, tirou a roupa, entrou lá e se afundou. 


Precisava tirar de si aquela sensação de pele suja, mesmo que isso não limpasse sua alma. 


Precisava tentar espairecer e aliviar aquele peso em suas costas, mas se arrepiou ao sentir mãos massageando suas costas e olhou para trás. 


Não, não havia ninguém, estava sozinha, ao menos era o que parecia. Não havia ninguém, ao menos não vivo e não humano. 


Mas não era bem os humanos vivos que ela temia, não… 


Voltou a se concentrar no banho, no aroma de frutas do sabonete, cheiro tão diferente do de enxofre que sentia sempre que ele estava por perto. 


Se bem que, depois de tanto tempo, o cheiro já não incomodava. Nem o cheiro, nem o toque. Talvez a falta de sentimentos bons sim, mas isso não. 


Também incomodava o “não há até que a morte nos separe”, “as regras” e aquela sensação horrível, assim como alguns pesadelos… 


Era terrível saber que não podia fugir de nada daquilo, apenas se acostumar e esperar que tudo ainda ia piorar. 


E sentia vontade de chorar sempre que pensava naquilo. 


Despertou das aflições quando ouviu um forte gemido de sua irmã. Ela pelo menos se divertia, mas também, ela não havia pedido o mesmo. 


Hinata sabia que eram seus pedidos que lhe traziam aquilo tudo, mas que bom que ao menos alguém havia se salvado. 


Amaldiçoou tudo e todos que haviam lhe levado a deitar naquela cama, tomar daquela taça, assinar aquele contrato e se entregar a ele. 


Talvez não tivesse valido tanto a pena. 


Respirou fundo e sentiu gosto de vinho seco em sua boca. Saiu da água e se enrolou na toalha com calma, estava menos nervosa ao menos, já era um adianto. 


Talvez tivesse conseguido fugir dos maus estares. Se dirigiu até o espelho e se assustou ao limpar o vapor dele e ver aquele reflexo ao seu lado. 


— Tentando fugir de mim, preciosa? - perguntou o ser que apenas aparecia no espelho e ela negou veementemente. 


— Eu sei que não posso e não devo, Kage! - disse olhando nos “olhos” do ser que poderia até mesmo chamar de esposo e que sorriu para ela. 


— Sabe bem que eu adoro quando você cumpre as regras, mas, para você, você sabe que sou apenas Naruto. - as regras… Malditas fossem elas, às vezes não as suportava, mas já estava acostumada. 


Tanto com elas quanto com ele, assim como com os demônios que a aliança com o verdadeiro demônio à sua frente lhe trazia. 


De qualquer jeito, já que não podia fugir, pelo menos podia ficar com a parte boa de tudo. 


Deixou o banheiro e o viu seguir-lhe como sombra, foi até a geladeira e encheu duas taça com vinho seco, seguindo então para o quarto. 


Já não precisava de rituais sacros ou a tal espiral de incensos, mas velas eram sempre boas, por isso acendeu três. 


Tomou gole por gole de sua taça e no nono deitou. 


Não precisava nem que fossem 3 horas da manhã mais. Sabe como é, né? Vida de casados… Se é que de fato aquele pacto era um casamento. 


Desistiu de pensar nisso e se concentrou nele. Tocou-se e então o chamou. 


— Naruto! - e, como mágica, ele se fez em carne e osso sobre si, beijando seu pescoço, pronto para tê-la como mulher. 


Mas nada era de graça, eles sabiam, e até mesmo para ele ter algo, precisava dar algo em troca. 


— Eu já posso fazer meus três pedidos?

3 мая 2018 г. 22:21:46 2 Отчет Добавить 2
Прочтите следующую главу Questão de Costume

Прокомментируйте

Отправить!
brener Silva brener Silva
estou curioso agora, esperando ancioso pelo próximo

~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 2 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму