Dark Dreams Подписаться

aliceliddell Ariani Liddell

Manicômio,é um lugar onde loucos são levados para serem curados,mas não é bem assim. Alice Liddell,uma garota que foi considerada a maior louca,que seu caso nunca teria cura,por causa de suas alucinações e por disser que o País das Maravilhas existia,e pela a morte de sua família,por ela a si mesma. Depois de ser mandada pra esse lugar pela última vez ela perdeu as esperanças,mas isso estar prestes a mudar quando um conde famoso resolveu ter uma dama de companhia,então ele mandou o seu mordomo procurar uma. Será que Alice será a escolhida?


Фанфик Аниме/Манга 13+.

#Misterio-e-Suspense #Alice--Madness-Returns #Kuroshitshuji #fanfic
1
5259 ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждые 10 дней
reading time
AA Поделиться

Escaping From The Asylum

Era 03hrs00 da madrugada quando Alice recebeu seus últimos maus tratos do dia. Os enfermeiros à arrastaram até seu quarto,como uma boneca velha,chegando no quarto da garota,eles a jogaram em sua cama depois sairão do quarto e foram ficar de guarda,depois disso eles trancaram no quarto. Passou meia hora quando ela ouviu os enfermeiros saindo de suas guardas,então a porta foi destrancada. Alice virou o rosto,assim ela olho um homem grande com um terno preto ao lado de sua cama,mas ela não conseguiu olhar o rosto dele,esse homem caminhou até porta e saiu do quarto,a garota levantou da cama e sem pensar duas vezes saiu do quarto e trancou a porta e o seguiu.

Os corredores estavam vazios,Alice achou estranho mas continuou seguindo o homem,e quando algumas pessoas passavam ela se escondia em um lugar escuro da parede. A garota começava a ficar cansada mas,continuou o seguindo ele à levou para os túneis de escapatória dos asilo. Passaram meia hora dentro daqueles túneis,mas sem mesmo Alice perceber o homem já havia sumido,quando a jovem viu um feixe de luz ela correu até essa luz,e ele conseguiu escapar do manicômio. A jovem viu alguns seguranças e se escondeu em alguns arbustos,ela olhou ao redor e viu o mesmo homem de antes atrás de uma árvore a observando como a tivesse chamando,então a garota correu,mas quando ela chegou na árvore ele não estava mas lá. Ela sabia que o manicômio ficava atrás de uma floresta,então ela escapou por ela,e por quanto mais andava pela floresta o lugar de antes estava quase ficando no passado.
De tanto caminhar a garota ficou cansada,mas ela começou a ouvir um riacho então ela foi ate ele,separando algumas folhas de árvores,quando ela viu o a lua espelhada no lado,a jovem caminhou ate ele e se sentou-se na beirada,ela levou as mãos até a água e pegou um pouco nas mãos a observou e disse:

- Parece o rio da poção de encolhimento que bebi da última vez de quando eu voltei para o País das Maravilhas. - Assim que terminou de falar,levou as mãos para a boca e bebeu água. Ela pegou mais um pouco de água nas mãos e bebeu mais um pouco. Assim que terminou de beber a água olhou para alua,e percebeu que ela estava com um formato de um sorriso,e agora lembrou do Gato Cheshire. Ela ficou feliz ao sentir o chão de fora daquele lugar,ao sentir o vento ela fechou os olhos e o sentiu ele levando seus cabelos,depois olhou ao seu redor para procurar algum lugar para ficar até ao amanhecer,então ela se virou e viu uma estranha abertura em uma árvore,ela levantou-se e caminhou até essa abertura e entrou nela,não era um bom lugar para se passar a noite,mas seria melhor do que dormir outra vez naquele lugar.
Alice fechou os olhos e pegou no sono. Horas se passaram e começou a amanhecer,a luz do sol bateu nos olhos da garota,então ela abriu seus olhos rapidamente e saiu da abertura da árvore. Ela olhou meio torto para o riacho e para os animais que estavam ao redor dele,a garota achou tudo um pouco bonito demais,então ela falou:

- Parece o País das Maravilhas quando eu era mais nova. Bonito demais. - Assim que ela terminou de falou sentiu algo passar em seus pés,ela olhou para baixo e viu uma cobra,com a maior expressão de assustada ela chutou o animal que voou e caiu dentro do riacho,sem pensar ela correu em disparada. Com a corrida Alice saiu rapidamente da floresta e chegou em uma cidade,ela caminhava olhando as lojas e os carrinhos de lanches,andando na calçada distraída ela bateu em uma garota e as duas cambalearam para trás,então a garota que Alice bateu olho para ela muito irritada e falou:

- Não olha para onde andas? Isso acabou meu dia,não consigo comprar um presente para o Ciel e agora tenho que voltar para a mansão sem nada em mãos. - Quando a garota parou de falar colocou suas mãos em suas cinturas e olhou para Alice com bastante raiva. A jovem olhou para a outra com a expressão séria,mas não falou nada. Uma jovem mulher que estava atrás da garota pediu para a garota se acalmar,Alice a ignorou e voltou a andar olhando tudo,as duas garotas que tinham falado com Alice voltaram a andar e a garota que bateu em Alice voltava a gritar. Sem a jovem perceber já teria saído da cidade e indo para perto de uma mansão,então ela parou e suspirou e falou:

- Não sei por que ando tão desligada. - A jovem ouvia gritos então olhou para trás e viu os enfermeiros correndo e estava chegando quase nela,então a garota correu atá as grades de ferro da mansão e as escalou,quando Alice estava descendo as grades,os enfermeiros teriam batido nas grades e Alice caiu de costas no chão,então ela se arrastou e se afastou das grades. Os enfermeiros iriam escalar as grades também,mas um homem de terno preto apareceu e eles o olharam um pouco surpresos e os cumprimentaram:
- O-Olá,Senhor. - Alice olhou para o homem de terno que à olhava com um grande sorriso no rosto,então ele ajoelhou-se de frente a garota e disse: - Então conseguiu encontrar o caminho,que bom. Eu me chamo Sebastian Michaellis sou o mordomo dessa mansão e foi eu quem à guiou para fora daquele lugar. - Sebastian hesitou a pegar a mão da garota pois ele sabia que as mãos da garota estavam muito sujas. Alice ouvia passos um poucos baixos vindo em direção a nós,o mordomo ao perceber de quem era os passos ele se afastava do enfermeiros,e quando o dono dos passos parava Alice virava o rosto e via quem era, ela falou com sigo mesma: - É uma criança? - Ela continuava olhando o garoto e levantava uma sobrancelha começando a achar um pouco familiar. O garoto olhava para Alice e colocava a mão no rosto fazendo uma careta de nojo sentindo um fedor e falou perguntou ao mordomo:
- Então essa seria a "Dama de Companhia" que você conseguiu? - Então o mordomo com o sorriso nos lábios o respondeu: - Sim Bocchan,foi ela mesma. - Alice ao ouvir a palavra que o garoto falou,começou a ficar um pouco irritada então ele levanto do chão e falou perguntou ao garoto: - Dama de companhia? Por que eu?
- Estou me perguntando a mesma coisas. Por que ela Sebastian?
- Porque ela é perfeita para o cargo. - Alice ficou um pouco surpresa com a resposta de Sebastian,e olhou. Então o garoto tirou a mão do rosto e perguntou um pouco surpreso também:
- Essa garota imunda,é perfeita para o cargo?
- Sim.
- Se diz,vou contratar ela. - O garoto olhou para os enfermeiros e perguntou para Sebastian: - E quem são eles? - O mordomo se virou para o homens que estavam lá fora,e o sorriso que estava nos lábios dele,e inventou uma mentira:
- Sãos estrupadores. - O garoto ficou ainda mais surpreso com a mentira do mordomo,então Alice virou para os enfermeiros e colocou as mãos em sua cinturas e falou:
- Está certo,mas esses aí nunca me tocaram. - Então os enfermeiros gritaram:
- É por que a gente tem medo de você! - O garoto olhou para Alice mais ela continuou olhando eles,então o mordomo perguntou a eles:
- Tem medo dela?
- Sim,é porque ela matou dez de nós. - O garoto olhou para os homens no lado de fora,e depois para a garota e falou:
- E teve motivos? - Então a jovem respondeu:
- Sim. - Depois de Alice responder o jovem,Sebastian se virou para ele e perguntou:
- O que faço com eles? - Após Alice ouvir a pergunto do mordomo tirou as mãos de sua cintura e se assustou um pouco,então o garoto responde com a maior resposta possível:
- Mate-os. - Então o mordomo fez uma reverência para o garoto,e Alice começou a ficar tonta cada vez mais,então ela caiu no chão e fechou os olhos aos poucos,depois de fechar os olhos só conseguiu ouvir os gritos de medo dos enfermeiros,depois disso ela desmaiou.

26 апреля 2018 г. 13:47:56 0 Отчет Добавить 1
Прочтите следующую главу Lady of Company

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 10 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму