Clumsy Подписаться

satonepink Bruna Miguez

E mesmo que Izuku Midoriya fosse tão desajeitado, Uraraka ainda não se incomodava em arrumar o garoto tímido e nervoso // DekuUrara, Drabble


Фанфик Всех возростов.

#romance #Ochaco-Uraraka #deku #Izuku-Midoriya #drabble #fluffly #my-hero-academia #boku-no-hero-academia
Короткий рассказ
2
6.1k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Clumsy

  Izuku corria extremamente desesperado pelas ruas então vazias de sua cidade. Seus cabelos esverdeados e bagunçado batiam no vento, deixando-os ainda mais desleixados graças a indestrutível força da natureza. As pessoas encaravam o garoto preocupadas, já que aquela cara de pânico normalmente significava algum monstro nas redondezas, mas logo tranquilizavam-se quando percebiam o uniforme de Midoriya usava.

  Não era um mostro que Izuku Midoriya enfrentava, ou melhor, não era um daqueles monstros que All Might costumava enfrentar: o monstro de Izuku era nada mais nada menos que chegar atrasado na U.A Hero Academy; o que, para ele, era algo inadmissível para um aluno de tal escola.

  Izuku esbarrava por diversos alunos no momento que entrou no prédio de vidro, sempre recebendo advertências nada agradáveis de alguns estudantes, que, para a surpresa de Midoriya, estava andando tranquilamente pelos corredores. A sala 1-A estava aperta, significando que a aula ainda não havia começado; Izuku deu mais uma carreia como se sua individualidade fosse igual a de Iida, para simplesmente encontrar poucos alunos conversando na sala de aula.

  Midoriya se sentiu um verdadeiro Deku no momento que viu que apenas Uraraka, Iida, Tsuyu, Yaoyorozu e Todoroki estavam presentes no local; enquanto todos voltavam a conversar normalmente, como se aquilo fosse uma atitude comum para Izuku, Uraraka partiu ao encontro do garoto com bochecha ruborizadas, tentando entender o motivo de todo suor em seu rosto:


  — Deku! — Uraraka o chamou — Por que chegou assim nessa pressa?

  — D-Digo, a aula não começaria agora? — Izuku se defendia, mas não notou nenhuma reação diferente dos seus colegas de classe

  — Aah, Deku! Ontem no último horário foi avisado que hoje todos os professores estariam em uma reunião durante a primeira aula! Por isso as aulas em si iniciariam mais tarde — a morena bufou, sem evitar em soltar uma pequena risada com a atitude de Deku — Ora, você é tão desajeitado, o que estava fazendo enquanto isso?

  — Não sei... — mentiu, lembrando de ter caído no sono graças a mais um treinamento intenso com o próprio All Might — Acho que estava viajando, foi erro meu


  Uraraka não evitou e soltou mais uma gargalhada pela desculpa nada convincente de Deku sobre não ter prestado atenção no aviso, ainda mais que o próprio roncou um pouco durante o aviso, fazendo que todos os colegas acabassem que passar pelo desafio de segurar a risada. Após risos e um Izuku completamente vermelho, Ochaco Uraraka notou mais uma bagunça na aparência de seu amigo: sua gravata completamente mal amarrada; Uraraka sorriu, aproximando-se de Deku para deixa-lo um pouco mais aceitável para as aulas daquele lugar:


  — Deku, você não amarrou sua gravata direito — mais um sermão vindo de sua amiga, mais por preocupação do que por autoridade — Vamos lá, deixe-me te ajudar 


  Izuku surpreendeu-se ao ver Uraraka desamarrando o laço mal feito da gravata e refazendo todo procedimento como uma verdadeira pessoa de negócios; as mãos delicadas de Uraraka as vezes encostavam no peito de Deku, que sentia seu coração bater mais rápido só pelo toque da morena em seu corpo coberto. Uma gravata perfeita e um sorriso de satisfação estampado no rosto de Uraraka só mostrou que agora a aparência de Izuku estava no mínimo decente, tirando, obviamente, as gotas de suor que tinham molhado alguns cantos do uniforme de Deku:


  — Se precisar de alguma ajuda, só me fale; sei que você saiu apressado hoje, então pode ter se complicado com alguma coisinha — Uraraka girou em torno de Deku, ficando então de costas para a porta da sala de aula — Você é desajeitado, mas sei que é bem dedicado


  O que teria soado como crítica nos lábios de Katsuki soou como uma verdadeira motivação para que Deku continuasse a melhorar, já que Uraraka sempre esteve ao lado de Deku desde o começo das aulas, causando uma certa inveja em alguns garotos pelo fato de Uraraka ser, além de legal, muito bonita. Os dois se encaravam dando sorrisos sinceros um para o outro, obviamente sem saber como prosseguir ali, indicado pela vermelhidão no rosto de cada um.

  Em uma enorme viagem entre sorrisos, os dois mal perceberam o barulho violento que se aproximava da porta onde Uraraka estava virada contra; em segundos, Katuski Bakugo entrou ferozmente na sala, empurrando tudo e todos que estavam em seu caminho; ele, obviamente, havia caído na mesma situação de Izuku, que acreditou que a aula seria no horário normal.

  A força que Katsuki fez nas costas de Uraraka fez com que a garota acabasse tropeçando e parasse apenas na primeira coisa em sua frente: Deku. Deku segurou Uraraka em seus braços, tentando para-la, mas a força de Bakugo foi com certeza mais forte do que aquilo que Izuku poderia aguentar, recebendo então, Uraraka em seus braços semi-fortes. Os dois caíram no pouco espaço que tinha entre a porta e as cadeiras, e para completar todo desastre que Katsuki havia feito, a força que Uraraka havia caído fez com que as cabeças se encontrassem, e junto com a cabeça, seus lábios; Uraraka acabou dando um rápido e indesejado (no momento) selinho, fazendo que a morena se levantasse rapidamente logo após processar em sua cabeça o que havia acontecido.

  Deku levantou-se com dificuldade, suando novamente graças aos lábios macios de Uraraka e a todos os olhares que acabavam se voltando para os dois. Uraraka botou seus dedos em frente a seus lábios, tentando esconder com o resto da mão suas bochechas avermelhadas, assim esquecendo que tinha duas bochechas e que a segunda também ganharia aquela coloração forte:


  — Acho que você foi desajeitada dessa vez — Deku riu de maneira nervosa, tentando acalmar toda situação inadequadamente romântica


  Uraraka agora tinha todo seu rosto pintado de vermelho; sua vergonha foi tão grande que acabou usando individualidade em si própria para fugir mais rápido daquele lugar:


  — Boa, Midoriya! — Tsuyu fez um pequeno sinal de ‘ok’ com seu polegar, fazendo com que Izuku soltasse um pequeno grito tímido — Conseguiu!


  E antes que mais alguém pudesse falar alguma coisa, Deku correu para sua mesa, escondendo de todos os olhares e principalmente o sorriso que queria dar por aquilo ter acontecido.

27 марта 2018 г. 22:49:51 0 Отчет Добавить 1
Конец

Об авторе

Bruna Miguez Bruna / Salvador / 16 / Ficwriter de anime e filme

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Похожие истории

Больше историй