Me! Me! Me! Подписаться

R
Ryukah TK


A sua mente pode ser um lugar seguro, mas pode também virar uma horrível prisão. O que você fará no momento que a realidade e imaginação se confundirem te prendendo em um mundo onde você terá que confrontar todos os problemas que ignorou a sua vida toda? - Minha adaptação da história do MV de Me! Me! Me! em 3 capítulos.


Фанфик 18+.

#tortura #hentai #sexo #me! me! me! #me!me!me! #brasil #portugues #otaku #psicologico #drama #daoko #mememe
3
6.7k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Êxtase

O sol atravessava a janela e tocava minha pálida pele que ultimamente só tem o sentido através dela nesse agora podre apartamento que comprei em algum ponto do passado, coberto de posters de idols virtuais e animes e alguns pontos que pela minha falta de cuidado começaram a acumular uma considerável quantidade de lixo.
Já fazem 2 meses...
A pouca comida restante já não parecia boa, porém nem mesmo a dor no estômago, e o cheiro nauseante que sentia vindo de algum ponto da casa me fariam sair dali, não enquanto ainda houvessem cigarros, energia e...ela.
Por ela...
Eu não sairia mais de perto dela, aquela mulher maravilhosa e inacreditavelmente sensual que sempre satisfaria todos meus desejos mais profundos, não agora que finalmente estava a sós com ela.
Já fazem 2 meses...
Viro-me para o lado e encaro-a, observo seus lindos e longos cabelos azulados, seus vivos olhos claros e sua expressão alegre que chegava até a ser levemente inocente, o que apenas tornava tudo mais excitante quando se conhecia sua verdadeira personalidade, pego um cigarro e o acendo, recentemente em todas as manhãs um sentimento vago tem preenchido minha mente...mas ela sempre tão cuidadosa rapidamente percebe meu desanimo, e ela sempre soube me animar como nenhuma outra já soube, e então ela sorri percebendo o que realmente quero.
Aquele sorriso...
Ela usando apenas aquela grande camisa de mangas largas, que deixava apenas um de seus ombros cobertos e com somente uma peça impedindo a visão total de sua parte inferior começou a engatinhar de um jeito manhoso até minhas pernas, seu olhar continham um claro desejo que eu nunca esquecerei, ela sobe lentamente por mim agarrando e deslizando suas mãos suavemente por cada parte de meus pés, de minhas pernas, e então...
Nunca esquecer...
Seus lábios já parcialmente molhados pelo desejo de me ter somente para si mesma tocavam minha pele de vez em quando passando leves arrepios a medida que abaixava minha roupa de baixo com apenas sua própria boca, ela deu um leve sorriso envergonhado e ao mesmo tempo excitado ao ver o estado em que conseguiu me deixar tão rápido, e assim olhando em meus olhos passou a lamber cada parte inferior minha, evitando e diminuindo a velocidade propositalmente ao se aproximar do local que meu corpo mais ansiava por prazer, até que finalmente senti seus lábios tão macios e até então gelados tocarem tal lugar, acabo deixando um pequeno gemido passar, o que apenas a atiçou mais, o vai e vem de suas mãos e boca que começaram tão lentos por alguns minutos já começaram a ganhar um ritmo gradualmente profundo e acelerado, ao mesmo tempo que percebo-a que ela mesma tocava sua intimidade através da roupa íntima, já puxada levemente para o lado, em ritmo igual. Ela suspirava e de vez em quando gemia bem baixo enquanto o prazer proporcionado por si mesma aumentava mais do que podia conter em seu interior, mas claramente aquilo não era o suficiente para nós dois, ela já tomada pelo desejo decide avançar sob meu corpo e me beijar, seus dedos molhados por sua própria excitação brincavam por minha barriga enquanto desciam para aliviar meu desejo, eu faço o mesmo deslizando meus dedos até a fonte de sua umidade, que quando se encontraram ela não deixou de conter um outro leve gemido, nossas carícias parecem sincronizadas por nossas necessidades mais profundas enquanto trocamos beijos que já se estendiam por toda a nossa parte superior e aliviavam o calor provocado por nossos corpos e suas respirações já aceleradas ao mesmo tempo que o incendiavam cada vez mais, não aguento mais e faço menção de me levantar para finalmente senti-la em sua plenitude, mas ela me prende com seu corpo sentando sobre ele e levemente levantando seu quadril para finalmente nos unirmos, mas ela não facilitaria as coisas, apesar de sua face denunciando claramente o quanto ela queria fazer logo aquilo, ela não perderia a oportunidade de me fazer lembrar o quanto eu precisava dela, acabando por sentar de um jeito leve que nossas intimidades se tocassem não se completando, mas atritando-se, misturando nossa excitação com um rebolar em um vai e vem para frente e para trás extremamente provocativo, minha mão passeia por seu corpo aproveitando cada momento da provocação, ao passo de que também mal conseguia esperar para possui-la por completo, até que já não aguentando mais ela levanta deixando transparecer um fino fio fracamente consistente ligando-nos através de nossos líquidos que demonstravam o quanto nenhum dos dois aguentaria mais ficar sem o outro por mais um segundo, e por fim conectou nossos corpos. O prazer intenso tomou conta de nós, a sensação de estar envolvido profundamente com aquela mulher tão maravilhosa naquele momento era surreal, cada subir e abaixar lento e ao mesmo tempo firme que nossos corpos faziam era uma nova onda de prazer invadindo nossos corpos e mentes, ela mexe seu quadril aproveitando e querendo sentir cada parte de mim que está dentro de seu ser a medida que aumenta a velocidade de seus movimentos, nos já não conseguíamos conter a maior parte dos suspiros e baixos gemidos que se tornavam levemente mais altos consequentes da tamanha excitação que estávamos sentindo, aquele momento estávamos nos entregamos totalmente um ao outro como se nada mais existisse. Apesar dessa situação toda ter sido feita para me animar, não conseguia deixar o desejo de domina-la de lado, abaixei-a em meu peito ao mesmo tempo que continuava penetrando-a, dando lentos beijos aproveitando cada parte do espaço entre seus seios e sua boca, por fim passando a língua levemente por sua orelha e dando uma leve mordida arrancando-a um suspiro, e então decido me levantar encaixando nossos corpos e aumentando rapidamente o ritmo e a força de meu movimento, sinto seu interior já se contraindo querendo tudo o que coubesse de mim dentro de si prenunciando o clímax que ela em poucos segundos obteria, sentindo isso não conseguiria mais me conter, e assim que a senti se levantar um pouco apertando minhas costas ao alcançar seu ápice de prazer não me segurei mais e liberei toda a excitação acumulada dentro de seu ser, a maravilhosa sensação que compartilhava com essa mulher nesse momento sempre lembrava-me o quanto precisava dela em minha vida, com o êxtase do momento se esvaindo lentamente de nossos corpos faço um...dois lentos movimentos antes de parar por completo e começarmos a nos beijar devagar, brincando com os lábios um do outro enquanto nossos corpos exaustos encontravam companhia no outro, nos então deitamos lado a lado enquanto faço carinho em seus cabelos

-Eu te amo... - ela me diz em um tom quase inaudível pelo cansaço, mas eu uso o resto de minhas forças para retribuir em um sorriso.

Amor...

Sentia-me adormecendo lentamente enquanto minha visão embaçava antes da realidade enfim me fazer ceder a percepção que tentava escapar das profundezas do meu consciente, a de que... 

9 марта 2018 г. 19:51:19 0 Отчет Добавить 0
Прочтите следующую главу Realidade?

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 2 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму