Angel Подписаться

tsukinofih Fih Tsukino

Uma aposta entre amigos que pode transformar a vida de uma menina colegial. A ideia ocorreu quando a morena passou pela porta da escola com a outra de cabelos rosados. E essa cena Uzumaki Naruto será incapaz de esquecer. Essa foi a melhor e a pior decisão que ele tomou na sua vida. Hyuuga Hinata entrou pelo portão da escola, com o seu jeito sereno e angelical de ser. Com apenas uma troca de olhares, o rapaz soube que seus destinos estavam interligados. O que ele não sabia disso tudo é que o anjo pode se tornar o diabo e sua total perdição. Porque esse é o perigo em se brincar com o sentimento dos outros: você pode até ganhar o jogo, mas com certeza irá perder aquela pessoa para sempre. [Capa feita pela linda @UzuKitsune do Naruto Shipper Designers - tô apaixonada <3]


Фанфик 18+.

#suspense #Romance #novela #Naruto #Colegial #novel ##Naruto #NaruHina #universo alternativo ##NaruHina #shoujo #FNH #hentai #HinaNaru #ecchi #Ficção Adolescente #festa #College #literatura feminina #Fanfics NaruHina #aomesmotempo ##FNH ###Naruto #Fanfics Naruto
17
7.0k ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждый четверг
reading time
AA Поделиться

Prólogo

Nunca pensei bem em como seria o dia em que eu me apaixonasse, tanto porque para mim esse sentimento não passava de um simples clichê que fazia as pessoas agirem de forma idiota.

Amor. Paixão. Nada disso para mim importava. Eram coisas abstratas, sentimentos desconhecidos e nada palpáveis. Nunca os conheci.

Não presenciei isso em casa. Meus pais morreram muito cedo, era apenas um bebê. Dizem que era bonito de se ver, mas por uma dessas desagradáveis peças que o destino te prega, simplesmente não pude testemunhar. Algo que foi roubado de mim.

Cresci presenciando o amor não correspondido do meu padrinho, o que fez com que ele virasse um verdadeiro pervertido que não se continha ao conhecer um rabo de saia. Bebidas, mulheres, orgias, vários casinhos de uma noite e nenhuma dor de cabeça que não fosse a da ressaca. Isso foi um dos exemplos que eu tive em casa. Sim, contei com muitos.

Porque não bastava Jiraiya, o escritor mulherengo e safado, na minha vida ainda tinha Hatake Kakashi, meu instrutor. Tão sacana com as mulheres quanto o primeiro. Dizem que ele era o melhor pupilo do meu pai e desde àquela época estava designado a me ensinar tudo e qualquer coisa sobre a vida, principalmente sobre como administrar tudo que eu herdaria. E o que eu sei sobre meu pai? Apenas retratos lembrando-me dia sim e o outro também de como eu sou sua cópia perfeita, as muitas cifras deixadas no banco e um império tecnológico para tocar, além de seu nome: Namikaze Minato. Da minha mãe, um diário sobre suas experiências na primeira gravidez, algumas coisas que fez do próprio punho para me presentear e as histórias do quanto ela me desejou e me paparicou em sua barriga: como eu queria Uzumaki Kushina aqui comigo, principalmente agora, para eu entender o que foi que deu de errado.

Até aquele maldito dia, eu era apenas um órfão playboy, que se dividia entre a escola e as lições diárias de administração, mas que na vida pessoal seguia os passos tortos do velho tarado: boêmio e cada dia com uma mulher, qualquer uma que eu quisesse. As que eu não quisesse também.

Eu e meu melhor amigo, Uchiha Sasuke. Um mal-humorado de carteirinha, com um destino familiar tão sacana quanto o meu e também sem nenhuma prova de amor entre homem e mulher em casa. Criado pelo irmão mais velho, Uchiha Itachi, que não sabia guardar o pau dentro da cueca, fazia tanta merda quanto eu quando o assunto era o sexo feminino.

Mulher era algo que servia para nos entreter, sem qualquer tipo de relação mais afetiva. Era sexo, era carnal e, da forma que eu gostava, quase animalesco.

E, então, temos o fatídico dia que nunca irei esquecer. Ela entrou pelo portão daquela escola, andando devagar, pé ante pé, praticamente agarrada a sua pasta, em um movimento que eu julguei ser em câmera lenta. Uma face tão delicada, tão angelical, que faria inveja a Michelangelo. Aquela menina poderia ser a própria Vênus de Milo ou de um quadro de Botticelli.

Precisei que nossos olhares se cruzassem apenas uma vez, para ter a certeza que nossos destinos estariam selados para sempre. E que olhar. De um claro tão intenso, mais pareciam pérolas brutas. Os rubros das bochechas me revelaram uma moça tímida, assim como o vento me trouxe o seu cheiro de lavanda.

— Tá vendo aquilo ali, meu irmão?

— Do que você tá falando, Sasuke? – disfarcei.

— A-li. Aquelas duas belezinhas.... uh, lalá!

— Hum. Que tem? – fingi desinteresse enquanto eu tentava gravar cada feição e detalhes daquele corpo pequeno, que se encolhia ao sentir meus olhos presos em si, enquanto conversava com uma amiga. Uma menina diferente, com grandes olhos verdes esmeraldas e um cabelo médio na cor rosa.

— Para de ser fazer de idiota, Naruto! Tá achando que eu não tô sacando sua cara de paspalho para as duas? Eu tô quase te dando um babador, brother! Qual das duas você quer?

— Tá maluco?

— Eu gostei da mina do cabelo rosa. Você vai na amiga?

— Não que isso seja um problema..., mas, a gente nem sabe sobre elas.

— Assim é melhor não? Desafios. Devem ser novatas. Carne nova. Tava na hora, não?

— Ô se tava.

— Saca a cara desse monte de macho secando elas. Vão ser nossas.

— Tá confiante demais, teme!

— E quando não fomos? E quando não conseguimos?

— É. Nisso você tem razão.

Percebi um grupo de meninas se aproximarem e reconheci: Sabaku no Temari, irmã de Gaara e namorada de Nara Shikamaru, nossos amigos; Yamanaka Ino, uma loira gostosa líder de torcida que estava de caso com um cara que já cursava faculdade, Sai. Ela era um casinho antigo do Gaara. E Mitsashi Tenten, que dizem, namorava um menino prodígio de uma escola rival. De repente, todos os olhos se voltaram para nós dois. Abri o meu maior sorriso e ajeitei minha melhor postura. Já o idiota Sasuke fez questão de fazer a cara mais carrancuda que tinha e a de maior desinteresse. Não sei o porquê gostava dessa "fama de mal".

— Ae, dobe! Acho que gostaram da gente!

— E tem como não gostar?

— Elas cheiram a virgindade não acha? – analisei mais um pouco e assenti com a cabeça. — Quem levar primeiro para cama vence. Na hora a gente vê qual o prêmio. Apostado?

— Cara, eu odeio essa coisa de tirar a virgindade, a mina fica apaixonadinha e vem com uns papos pé no saco sobre amor.... – suspirei. — Mas ali....... É, acho que vale a pena. Apostado, teme!

— Que comecem os jogos, Uzumaki!

— Que vença o melhor, Uchiha!

Essa foi a melhor e a pior coisa que fiz na minha vida. A parte boa foi ter conhecido a dona daquelas curvas. O lado ruim disso tudo é que foi a minha perdição. A cara de anjo, o jeito sereno de ser e o veneno certeiro que atingiu meu coração. Eu conheci o amor da maneira mais gostosa e mais dolorosa possível.

E é assim que começa a história de como Hyuuga Hinata fodeu com Uzumaki Naruto de todas as formas possíveis. De como do anjo se fez o diabo.

4 марта 2018 г. 17:40:06 2 Отчет Добавить 5
Прочтите следующую главу Capítulo 1

Прокомментируйте

Отправить!
Cecilia Jarske Cecilia Jarske
AAAAAA Naruto tá muito canalha e safado nesse capítulo, cara! huahuahua Mas fiquei curiosa com esse final... quero saber como que Hinata fodeu com a vida dele! xD hihihihiihihih
18 ноября 2018 г. 16:56:11

  • Fih Tsukino Fih Tsukino
    Eiii, feliz de tê-la por aqui! Rapaz, essa é uma história longa, mas nem tanto. O que será que rolou? hehehee :* 19 февраля 2019 г. 15:21:36
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 7 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму