Bruxa da Morte Подписаться

yatoorin Yato Sama

Há dois mil anos, seres de outros mundos vieram ao nosso planeta. Se autointitulando deuses, eles tinham como objetivo dominar o nosso planeta, depois de muitos anos de sofrimento, uma esperança acendeu para os humanos. Uma criança com dons especiais nasceu, cresceu e ficou conhecida como Bruxa da Morte e agora ela desafiará esses deuses.


Фэнтези Всех возростов.

#Magia #Aventura #Deuses
0
7036 ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждые 30 дней
reading time
AA Поделиться

O Começo da Jornada

— Meu Senhor — disse se curvando um dos servos de Zerot, o deus da morte.

— O que? — perguntou Zerot sentado no trono.

— A Bruxa da Morte está indo em direção a uma de suas cidades — informou o servo.

— Ok. Mais alguma coisa?

— Não, Meu Senhor.

— Então já pode se retirar.

O servo deu as costas e saiu da enorme sala.

— A Bruxa da Morte, é? — murmurou Zerot.

Uma antiga lembrança veio na mente de Zerot.

— Últimas palavras, mísero humano?

— Não será tão fácil assim! — disse o humano pegando sua espada do chão velozmente e cortando a perna de Zerot.

— Ora, ora... até que pra um inseto fraco, você é bem corajoso.

— Seu desgraçadooo!! — gritou o humano correndo em direção a Zerot.

Zerot atacou somente com sua mão, atravessando o estômago do humano e saindo pelas costas.

Em quanto se afogava em seu próprio sangue o humano disse suas últimas palavras.

— Um dia... uma mulher... será capaz de matar todos os deuses! — Logo após dizer isso o humano morreu.

— Se isso acontecer, farei dela minha esposa.

Zerot voltou a si e levantou-se de seu trono. Caminhando a passos largos ele foi para outra sala de seu palácio. A sala estava vazia. Zerot levantou suas mãos e conjurou um clone.

— Vá para Saito — ordenou Zerot.

— Sim!

O clone se teletransportou para a cidade de Saito.

Seu corpo foi engolido por uma luz azul, Zerot que estava a sua frente desaparecia de sua visão. Uma luz brilhou e logo desapareceu. O teletransporte estava concluído.

Os humanos vendo o que pensaram ser Zerot, logo se curvaram diante de seu clone.

Era possível notar em seus olhares que eles temiam Zerot.

O clone de Zerot, no entanto, estava ali com outro objetivo além de impedir a Bruxa da Morte, matar todos os humanos presentes na cidade e foi isso que ele começou a fazer.

Um a um, ele foi matando, depois de matar todos naquela região, começou a voar pela cidade. Qualquer humano que fosse encontrado por ele era morto. Após alguns minutos a cidade toda estava coberta de sangue.

— Droga... — sussurou um humano escondido.

O clone de Zerot percebeu sua presença e com um simples estalar de dedos ele matou o humano. Ainda insatisfeito, o clone destruiu toda a cidade, garantindo assim que não sobraria um humano sequer.

— Meu Senhor — disse se curvando o servo.

— O que?

— A cidade de Saito foi destruída.

— Não precisa se preocupar com isso.

— Ok, Meu Senhor — O servo se levantou e saiu da sala.

Zerot abriu um sorriso maléfico.

— Isso! Perfeito! Mate todos esses insetos! — gritou Zerot.

Yukie, a Bruxa da Morte, estava andando por uma estrada deserta que daria em frente a uma das entradas da cidade de Saito, seu manto roxo-azulado com capuz que cobria metade de seu rosto, balançava ao vento.

O clone de Zerot dirigiu-se a entrada da cidade, a espera de Yukie.

Yukie após andar mais alguns metros percebeu de longe o clone, e com um simples gesto de mão, criou vários espinhos de gelo do ar e atirou em direção a ele, que desviou de todos.

Ao perceber a cidade toda destruída, a fúria tomou conta de Yukie que se teletransportou para a frente do clone de Zerot, o assustando por não esperar essa habilidade.

Yukie levantou sua mão direita e uma espada de gelo surgiu.

— Não pretendo te machucar, Yukie.

— Mas eu sim — disse Yukie partindo para cima do clone.

Ele somente desviava dos golpes, deixando Yukie ainda mais furiosa. Com sua magia ela congelou o chão e o pé do clone, impossibilitando dele se mexer. Yukie andou calmamente em direção ao clone.

— No nosso próximo encontro, espero que seja você em carne e osso, para eu poder te matar de verdade — disse Yukie perfurando o coração do clone com sua espada de gelo.

Com asas de gelo, Yukie voou por toda a cidade e se lamentou por não salvar a todos.

— M-Me desculpe.

De repente alguém entra na cidade. Yukie virou-se na direção da pessoa para tentar reconhecer quem era, mas seu rosto estava coberto por um capuz.

— Parece que você precisará de ajuda, Bruxa da Morte — disse a pessoa tirando o capuz.

— Hahaha, bom... muito bom... Você se tornará minha esposa! — disse Zerot com um sorriso malicioso.

28 февраля 2018 г. 6:47:42 0 Отчет Добавить 0
Прочтите следующую главу Maça Amaldiçoada

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 1 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму