Derrubando Paredes Подписаться

tiotobirama brener Silva

"Sexo só depois do casamento, porque durante os convidados podem ficar constrangidos" Depois de um casamento muito esperado a festa pode se tornar bem quente com os casados a querendo um ao outro.


Фанфик Аниме/Манга 21+. © direitos dos personagens reservados a masashi kishimoto, essa historia é apenas uma ficção de fan

#romance #comedia #naruto #konohana #hanabi #konohamaru #hanabi/konohamaru
2
7398 ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Passando vergonha

Sarutobi Hanabi – Igreja Saint Mama.

-Então pelos poderes investidos a mim eu vos declaro marido e mulher pode beijar a noiva – o padre falou finalmente acabando com a minha ansiedade.

-Eu te amo Hanabi – Konohamaru tomou meus lábios de uma vez e eu me derreti se não estivéssemos no altar da igreja a papai.

-Eu sei meu amor – falei arrancando um enorme sorriso dele.

-Vamos? – ele deu o braço para que eu pegasse.

-Claro – me segurei no amor da minha vida e sai dali.

Assim que nos viramos eu vi todos os meus amigos, meu primo Neji estava em turnê na Europa e correu para meu casamento, minha irmã Hinata ao lado do meu cunhado Naruto que segurava meu sobrinho Boruto no colo, ao lado deles estavam os sogros da minha irmã e meu pai que parecia que se afogaria em lagrimas, o grande político face da seriedade o senhor Hyuuga Hayashi estava lá se acabando de chorar ao ver eu a filha mais nova a se casar não que ele não tivesse chorado no casamento da Hinata, mas aqui parecia as cataratas do Niágara.

Olhei nossos colegas da época da faculdade Udon e Moegi que nos parabenizavam, tenho que dizer que mais Udon, pois Moegi estava no ouvido dele provavelmente perguntando quando eles iriam se casar, assim como eu e Kono eles namoram desde a época da faculdade, mas até hoje nem sinal de casório a vista.

Saimos da igreja e todos fizeram a clássica chuva de arroz eu e Kono entre congratulações e um pouco te empurra, empurra chegamos a limusine que nos levaria até o salão de festas.

-Até que enfim – falei entrando no carro.

-Eu não agüentava mais ficar sem te dar uns pega gostosa – Konohamaru falou assim que entrou na limusine e fechou tudo.

-Eu também seu gostoso - falei puxando ele para mim e dando um beijo quente e cheio de luxuria, eu me arquei quando ele agarrou minha bunda e com a outra mão acariciou meus seios por cima do vestido.

-Querem alguma coisa, um lubrificante, uma camisinha? – Kiba um grande amigo da família e nosso motorista hoje falou.

-Queremos que o motorista suba o vidro e não atrapalhe – falei irritada.

-Hahahahaha Hanabi você e a Hina definitivamente são irmãs ela e o Naruto fizeram a mesma coisa e devo dizer que foi traumático ouvir a minha amiga de infância gritando no banco traseiro desde então eu tirei o vidrinho para evitar mais traumas porque eu sabia que depois dela viriam Sakura, Ino, Temari e já bastou um trauma e eu não quero ouvir mais alguém que cresci ao lado parecendo que está em um filme pornô – eu e Kono começamos a gargalhar apesar de ter acabado com o clima isso foi proveitoso, com certeza eu vou pegar no pé da Hina.

-Então toca pra festa – Konohamaru falou ainda rindo.

Kiba ligou o carro e saímos em direção à festa, odeio admitir que apesar da empatada de foda do Kiba estava sendo engraçadíssimo ouvir os contos de fodas das meninas, ou quase fodas, Sakura e Sasuke, por exemplo, não sabiam que o vidro estava desativado e só perceberam quando Saky estava quase no sexo gustativo, Temari e Shikamaru quase estrangularam e o Inuzuka por ficar quietinho até a Temari estar quase nua, foram tantos risos que eu nem vi que tínhamos chegado a festa, Konohamaru saiu primeiro e me puxou para fora ao melhor estilo cavaleiro, eu e ele fomos lentamente por um tapete vermelho até o salão onde todos os convidados estavam, eu e Kono faríamos a dança antes de tudo e depois nos sentaríamos a mesa para um discurso do meu pai.

-Sabe quando eu vi aquela escandalosa há sete anos no meu primeiro dia na faculdade eu nem imaginava que aquela doida varrida seria a mulher da minha vida – ele falou me fazendo rir quando começamos a dançar.

-Você fala isso pra mim? Eu jurava que aquele menino de cabelo arrepiado era gay tanto que eu não tinha vergonha de tirar a roupa na sua frente e eu tenho certeza que você fazia de propósito aqueles trejeitos só pra me ver pelada – ele riu e sussurrou no meu ouvido.

-Desde o primeiro dia que eu te vi te ver pelada diariamente se tornou meu objetivo – eu corei um pouco e agarrei a ele entre os movimentos da dança.

-Só nunca entendi porque demorou um ano pra avançar - falei olhando para ele.

-Eu era um moleque, aprendi a ser homem do seu lado, posso te confiar um segredo? – ele falou um pouco constrangido.

-Pode – falei curiosa.

-Eu não era experiente quando tivemos nossa primeira vez, na verdade só tinha tido uma experiência horrível antes – eu ri.

-Disso eu sabia – ele fez uma cara de interrogação – você contou para o Udon, ele contou para Moegi e ela contou para mim.

-Maldito boca solta – ele falou irritado, mas logo riu junto comigo.

-Eu também aprendi a ser mulher do seu lado, aprendi oque a Hinata falva que era o tal fogo no rabo por alguém, você sabe ela e Naruto namoram desde o ensino médio e bem oque eu conhecia de sexo era por ela – falei sorrindo para ele.

-Linda – ele me puxou para um beijo que foi comemorado por todos os convidados.

Assim que a valsa acabou nos dirigimos a uma enorme mesa onde eu e Kono nos sentamos no centro a minha direita se sentaram meu pai e meu primo Neji junto do meu tio, do meu lado esquerdo, a primo de tio de Konohamaru que o criou como um filho e sua esposa junto de Naruto Hinata e meu bolinho da titia baby Bolt, meu pai se levantou e bateu um talher em uma taça chamando a atenção de todos.

-Primeiramente gostaria de agradecer a todos os amigos que vieram para o casamento da minha mais caçula, depois gostaria de dizer que como pai estou orgulho de ter casado minha duas jóias ainda puras – eu e Hinata nos olhamos e tivemos que segurar o riso, eu acredito que meu pai saiba que eu ela não casamos virgens, mas acho que ele mente para si mesmo para não estragar a imagem de puras que ele tinha de nos – e casadas com homens direitos e de caráter ilibado que nunca desrespeitaram minha filhas esperando elas até o dia do matrimonio – agora eram Naruto e Kono que seguravam o riso – bom e por ultimo tenho que dizer que é muito emocionante ver as duas mulheres feitas, Hinata inclusive já é mãe, eu criei elas com a ajuda de minha família e de meus amigos agradeço a eles pois consegui manter minha saúde e cuidar das meninas depois da morte da minha esposa, por isso eu como pai não podia estar mais orgulhoso de ver as duas assim – meu já chorava arrancando aplausos de todos – bom antes que eu transforme isso em um show de choro eu declaro essa festa aberta – todos comemoraram – agora deixemos os casal trocar de roupas para voltarem e aproveitarem a festa.

Eu e Kono fomos juntos dando a volta por trás da mesa principal, passando atrás de uma parede de gesso móvel e flores que estava enfeitando o lugar, mas antes eu quero aproveitar um pouco meu marido antes de voltar para essa loucura da festa, então parei ali atrás do pano com a festa rolando do outro lado e puxei Kono pela camisa o beijando.

-Nos temos que nos trocar – ele falou me agarrando.

-Então vamos tirar a roupa aqui mesmo – falei já arrancando o casaco do smoking.

Dei um beijo cheio de desejo nele, e me agarrei em sua nuca, ele me segurou pelo quadril e me colocou com as costas na parede, eu me aproveitei da situação e soltei o vestido e meu sutiã seguidos, deixei os dois caírem o sutiã ao chão e o vestido para baixo dos meus seios que foram abocanhados vorazmente por Kono que me levou a loucura, ele circulava a língua e mordiscava levemente eu mordi seu pescoço e abafei meus gemidos, senti a ereção dele me tocar e minha intimidade latejar de prazer ele me desceu e subindo a parte de baixo do vestido tocou minha calcinha.

-Molhadinha do jeito que eu gosto – ele falou rasgando minha calcinha com as mãos.

-Safado – mordi a orelha dele quando ficamos na mesma altura.

-Safado, mas você bem que gosta.

-Adoro, agora chega de enrolar e mete safado – falei maliciosa em seu ouvido.

-Com todo o prazer – ele me pos em seu colo novamente.

Konohamaru baixou a calça e a cueca sem me descer e em um movimento rápido me penetrou e pelos céus que sensação divina, ele me subia e descia com firmeza e eu só aproveitava o passeio agarrada em sua nuca com os dedos entrelaçados, senti minhas costas baterem em algo, mas não liguei, Konohamaru continuou a me penetrar e chupar meus seios com fervor, eu senti as contrações inicias do orgasmo e senti que ele também estava chegando à mesma, eu entrelacei minhas pernas nele e o puxei para mim voltei a bater em algo, mas novamente nem liguei ele continuava a me penetrar e estava no ponto Konohamaru deu uma estocada final me levando junto com ele ao clímax nos dois gozamos e nos permitimos gemer alto, mas a surpresa veio logo em seguida quando a parede atrás de nos balançou e caiu, em cima da mesa principal, felizmente ninguém estava lá infelizmente todo mundo estava olhando para mim montada no meu marido e com os seios expostos.

-Isso que é juventude – Gai um grande amigo falou fazendo a mim e Kono agarrarmos nossas roupas e corrermos para o quarto onde iríamos nos trocar.

Chegamos ao quarto mais vermelhos que o cabelo da mãe do Naruto, eu tirei tudo e quando ia pegando outras peças intimas, senti Konohamaru me abraçar por trás e se roçar em mim eu gemi baixo e me colei a ele.

-Hana já passamos vergonha então nem ligo de demorar mais um pouco aqui e passar mais um pouquinho de vergonha com você – ele sussurrou me fazendo ficar no clima novamente.

-Quer saber você tem razão vamos passar vergonha mais um pouco – puxei ele para cima de mim em um sofá.

E assim foi demoramos mais uma hora para voltar para festa e foi à melhor vergonha que eu já passei, é claro que o sermão do senhor Hayashi não faltou porque ele é ele, mas eu nem liguei porque do lado do meu safado eu posso passar mais vergonhas assim facilmente.

27 февраля 2018 г. 13:25:54 0 Отчет Добавить 0
Конец

Об авторе

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~