Короткий рассказ
19
7.1k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

1

Lá estava Midoriya, voltando para sua casa, em mais um dia cansativo na Yuuei, estava já em seu segundo ano e muita coisa havia acontecido desde então. A coisa que mais orgulhava o jovem, era que finalmente ele não ficava mais sem graça, muito menos completamente tímido diante de novas pessoas e até de certas atitudes, sem contar que estava bem menos medroso do que era antes.

Ele sempre voltava com seus amigos, ou como ficaram conhecidos, esquadrão Deku, ele nunca entendeu o motivo de terem aquele nome, era um tanto engraçado, só que depois de um tempo, acabou notando que os amigos lhe protegiam de qualquer mal que pudesse acontecer, tudo pra manter seu sorriso inocente e gentil no rosto.

Aquilo era bem estranho, não que ele não pudesse se defender, já que conseguia controlar 40% de seu poder e já conseguia fazer um grande estrago nas pessoas. Só que seus amigos, ou no caso o esquadrão, não queria que o esverdeado perdesse sua pureza.

Logo mais ele teria 7 em seu esquadrão, e lhe chamariam de branca de neve, coisa que infelizmente estava um tanto perto já que no momento haviam 6 integrantes em seu grupo, logo mais ele teria aquele apelido, ele estava sentindo em sua alma.

Ele voltava todos os dias pra casa, no caso até o local onde todos se dividiam e íam um pra cada canto. Os que mais andavam com ele era, Tokoyami e Asui já Todoroki, Momo, Uraraka e Iida se despediam antes, cada um em um local diferente. Depois de um certo tempo os últimos dois amigos também íam para suas respectivas casas o deixando sozinho.

O esverdeado sempre gostava de pegar o caminho, um tanto mais longo, já que passava pelo morro uivante, que por algum motivo sempre havia uma quantidade generosa de cachorros ali uivando, devia ser pelo fato do local ter uma ótima vista, tinha cada por do sol de tirar o fôlego naquele lugar. Precisava tomar cuidado com o barranco que levava até o rio, claro que havia um pouco de terra onde alguns até faziam piqueniques e tudo mais, isso se não faziam no próprio barranco.

Só que Midoriya possuía um azar de alguns cachorros pularem em si, algumas vezes, fazendo com que ambos caíssem e rolassem barranco abaixo. Fora isso as idas até o local eram sempre tranquilas e um tanto memoráveis, já que as paisagens que o pôr do sol fazia no ambiente era lindo.Via casais juntos, curtindo o namoro, crianças brincando próximo a margem do rio e até mesmo, algumas pessoas correndo no mesmo local onde ele andava pacificamente.

-EI NERD !! -Uma voz um tanto conhecida fez o esverdeado choramingar, estava tão perfeito o ambiente, justo hoje que estava completamente sozinho e em paz, sem cachorros doidos querendo sua atenção, arrumaria uma briga.

O esverdeado não parou, fingiu que não era com ele afinal, ele não era o único nerd do mundo, okay que não havia mais ninguém no caminho, então as chances de ser com ele eram bem altas fazendo com que ele contasse até mil para que tudo não passasse de um sonho doente seu, que estava dormindo e andando.

-EU TÔ FALANDO COM VOCÊ SEU PORRA, PARA DE ANDAR- O loiro então ultrapassa o esverdeado, ficando na frente do mesmo -Eu preciso falar algo.

-Você já ta falando, Kacchan -Falou tranquilo vendo o loiro lhe fuzilar.

-Eu gosto de você, nerd babaca -Falou então por fim.

Midoriya ficou encarando o loiro, analisando aquilo, tinha escutado direito? Tinha escutado a palavra -gostar- ou estava apenas louco, olhou para os lados tentando ver se havia alguma pessoa filmando até olhou para atrás para se certificar que não havia ninguém filmando, ou do nada saísse os amigos de Bakugou falando que era uma aposta e coisas afins.

Só que não havia nada, nem um cachorro, era só ele e Bakugou, o mesmo estava bem nervoso, outra coisa que o esverdeado não esperava ver, o maior nervoso e um tanto ansioso. Céus, o que estava acontecendo ali será que no meio de sua trajetória havia entrado em um portal para outro mundo e alí estava ele em outra dimensão onde Bakugou gostava de si?

Ele se deu um beliscão vendo que de fato não era um sonho, viu os pássaros voando vendo que voavam do jeito certo, okay as leis da física ainda estavam funcionando também. Só que não havia sentido nenhum, muito menos motivo pro loiro estar lhe falando aquilo, não havia testemunhas não poderia ser uma brincadeira.

Então ele fez uma cara, que certamente poderia ser digna de um meme, Bakugou estava falando sério sobre aquilo, o que raios havia acontecido com o loiro? Será que havia comido coisa estragada e não estava passando bem, como ele estava um tanto incerto de tudo isso, ele colocou a mão na testa do loiro afim de checar a temperatura, só que o loiro se afastou...ENVERGONHADO.

-Oh céus, você esta doente? A gente vai morrer? Eu fui abduzido, é a única explicação pra esse momento -Ele falou com certo pânico na voz.

-Que porra você ta falando?! Eu falei sério seu merda, eu gosto de você - O loiro repete, só que agora um tanto mais envergonhado.

Quem em sã consciência fica xingando e falando pra pessoa que gosta dela?Aaquilo não tinha o menor sentido em sua vida. Midoriya estava querendo entender a situação, tentou então voltar um pouco, para ver se encontrava alguma coisa em sua vida que não tinha percebido.

Bem, o seu famoso esquadrão meio que, impediam Bakugou de lhe machucar ou até mesmo se aproximar, ele foi arrastado, no caso obrigado na marra, a mudar seu acento para que ficasse em volta de seu esquadrão. Já que o mesmo gostava e muito de sua atenção, em outras palavras ele praticamente tinha ficado 1 ano sem se aproximar de Bakugou como ele tentava antes.

Ele tinha até parado de dar bom dia, já que sempre que chegava estava conversando, animado, então dava um aceno rápido para a turma toda que retribuía, alguns lhe davam bom dia e ele respondia, só que como o loiro nunca falava nada pra si logo ele nunca o respondia.

Parou de conversar, no caso tentar conversar, pra falar a verdade nem se lembrava a última vez que tentará falar com Bakugou, céus ele havia realmente esquecido o ex-melhor amigo de infância. O que não era tão diferente, afinal o mesmo tinha feito aquilo consigo, sempre desejava que se afastasse e nunca mais o procurasse, agora que finalmente tinha conseguido realizar o pedido do mesmo, esse vem se declarar?

-Você não vai pedir desculpas?! -O esverdeado falou um pouco mais sério.

-Porra, pedir desculpas por me declarar?! -O loiro ficou um tanto surpreso com aquilo, céus era tão nojento assim escutar aquilo de si.

-Não seu idiota, tô falando de todos os anos que tu foi um cuzão, se acha que é assim? Chega do nada falando que gosta de mim aos berros e xingos? -Cruzou os braços e encarou o loiro -E desde quando tu gosta de mim? Não era ´´Shine´´ sempre que me via? Você foi abduzido?

-Por qual caralhos eu preciso me desculpar por algo do passado? Se posso provar que mudei no presente? -Respondeu com outra pergunta, afinal estava disposto a mudar pra ficar com o menor ao seu lado.

-Não tem sentido nenhum, se tá achando que isso aqui é Rei leão e vamos começar a cantar Hakuna Matata? Deixe seu passado de lado é meu cu, pode pedir desculpas. E me fala como caralhos você começou a gostar de mim -O esverdeado fez um beicinho fofo fazendo o loiro rosnar.

-Você sumiu da minha vida por completo, comecei a notar mais a minha volta e como era estranho não ter você ao meu lado -O loiro falou coçando os cabelos.

-Eu nunca estive do seu lado, seu burro, se não deixava, como caralhos você só percebeu isso agora? E não antes, isso é armação se ta mentindo pra mim -Ele não conseguia acreditar naquelas palavras sem sentido do loiro.

-Cacete , você pede pra eu explicar,mas fica me interrompendo porra !! -O loiro fala irritado, tentando ficar calmo para não utilizar seu poder- Digo de literalmente não estar próximo, tu sempre tentou ganha minha atenção de volta.

-Ahhh então é isso, tu ta querendo atenção?! Compra um hamster -Falou tentando não rir, droga ele sempre queria rir quando falava aquela frase.

-Não ,quero a porra da sua atenção cacete, eu quero você de volta na minha vida, como antes porra!! QUE INFERNO – O loiro ficava bagunçando o cabelo irritado -Eu gosto de você, pra caralho, aquele gosta meloso e nojento de filme de romance.

-Ah, então por mágica tu reparo que foi um lixo de ser humano,que perdeu minha ilustre presença fofa e agora ta aqui pedindo pra eu volta a tentar ganhar sua atenção pra tu volta a me xingar?! Quem não me garante que você não vai voltar a ser um lixo humano novamente? Porra, você brigou comigo por um motivo de merda, e do jeito que tu é, vai brigar comigo caso eu coma o ultimo bolinho da cantina -Falou irritado, o loiro não era alguém que ele podia simplesmente confiar, já tinha sofrido muito tentando recuperar o que eles tinham.

-Eu já falei pra você esquecer a porra do passado e me deixa mostrar que eu mudei nesse cú de presente!! Para de ficar remoendo o passado e os problemas dele -Falou o loiro irritado encarando o esverdeado, o mesmo notou a insistência do mesmo então, de fato estava sério em relação ao seus sentimentos.

-Já mandei parar de ficar falando isso, ´´seus problemas, você deve esquecer ´´ o caraio, eu não vou aceitar essa declaração não, já basta que foi horrível. Nada romântico, nada digno de um Oscar muito menos de uma boa atuação. Romance meloso só se for aqueles cachorros alí transando -Falou apontando para dois cachorros que de fato transavam -Eu quero um pedido digno de desculpas por todos os anos e uma confissão bem mais bonita que essa porra, a gente ta no por do sol, um puta lugar digno de uma confissão digna, então não fode.

-Por qual caralhos eu vou fazer isso?! Se ta bem na cara que vai me jogar um ´´Não´´ então por qual motivo vou gastar meu tempo com algo que não vai funcionar -Perguntou um tanto nervoso, ele não queria ser rejeitado não pelo esverdeado, queria muito tentar novamente, queria provar que poderia mudar por ele. Que tudo seria diferente, só que o mesmo não ligava, de fato os últimos anos tinham feito Midoriya lhe odiar e desistir de si.

-Pelo menos vai ser um não bonito!! E se você não falar nada, eu vou levar em consideração que seu ´´sentimento´´ por mim não passa de algo da boca pra fora. Se gostasse realmente de mim, arriscaria mesmo podendo receber um belo não na cara, falaria tudo e mostraria pra mim que vai sim mudar -O esverdeado falou, não negava que queria o loiro diferente consigo, tinha saudades do mesmo em sua vida.

-Me desculpe, por ser um pirralho de merda prepotente e metido a besta que colocou na cabeça que tinha que ser o melhor em tudo. E quando viu ser salvo pelo melhor amigo, diga-se de passagem você era muito fofo naquela época, ficou doido e pirou virando esse lixo humano atual -Falou vendo o esverdeado balançar a mão como se pedisse pra continuar -Me desculpe pelos insultos, pelo jeito grosseiro que eu tratava você, se te machuquei ou fiz você se sentir um lixo, eu realmente sinto muito, não queria ter chegado a tal ponto. Só que eu realmente era um babaca que só pensava em si mesmo.

O esverdeado deu um sorriso pequeno,com isso o loiro ficou um tanto animado nem tudo estava perdido não é mesmo? Afinal, a quanto tempo não via um sorriso, mesmo que pequeno para si vindo do menor? Já sofria e muito por ver o mesmo dar aqueles grandes sorrisos diferenciados a outra pessoa e não para ele.

-Tudo que passamos na escola ..Me fez pensar muito e evoluir, amadurecer e perceber as burradas que tinha feito, só que não tem como eu mudar o passado e apenas o presente!! Então me dê uma chance Izuku, me deixe provar que mudei, eu estou falando sério, eu realmente gosto de você -Disse com a mão no coração-Quando notei que tinha lhe perdido, isso me deixou desesperado eu realmente gostava da sua presença mesmo que um tanto longe, só que aos poucos fui perdendo até mesmo isso, eu me senti um babaca por ter deixado chegar nesse nível, só que agora estou disposto a não deixar mais que você se afaste eu realmente gosto de você...Então, você também gosta de mim ?

-Não -Respondeu o esverdeado com um sorriso enorme.

-SE TA ZUANDO COMIGO, SEU PUTO, NÃO ACREDITO NISSO !! -O loiro queria explodir aquela maldita cara perfeita com aquele sorriso fofo.

-Eu quero ser reconquistado por você ,mas o pedido de desculpas já foi um grande avanço-Falou passando pelo loiro que ainda estava um tanto confuso com aquilo, afinal o que aquilo queria demostrar -Ficamos esse tempo todo afastados, então nada mais justo que você me conquistar e me fazer sentir o mesmo não? -Disse encarando o loiro, que lhe olhava ainda confuso.

-Então... você me dá um chance, só que eu preciso lhe conquistar antes? -Perguntou abrindo um sorriso animado, então nem tudo estava perdido.

-Isso mesmo, então agora vamos, nada mais cavalheiro do que você me levar até em casa, não? -Perguntou com um sorriso doce, aquele que o loiro mais gostava e achava fofo.

O loiro sorriu de volta e andou um tanto rápido para se aproximar do esverdeado e andar do lado do mesmo,estava disposto a mudar e mostrar que estava diferente. Não perderia o esverdeado, não mais, já tinha sofrido muito com a distância do mesmo, já estava na hora do mesmo ser apenas seu. Afinal ele amava aquele esverdeado

25 февраля 2018 г. 23:14:25 1 Отчет Добавить 5
Конец

Об авторе

Larivalk . Local, onde as fics estão em dia >https://www.wattpad.com/user/LariValk

Прокомментируйте

Отправить!
Lola Myla Lola Myla
Tá... Fofo demais!!! E o resto? Eu quero ver eles juntos e misturado meu anjo!! Não faz isso ;-; continua... :3
1 ноября 2019 г. 21:59:01
~