Togheter Подписаться

jpstyle JPStyle !

"Era madrugada e aquela, em particular, marcava um novo início. Porém, não estavam com medo. Não havia porquê. Estavam juntos, afinal" >ABO<


Фанфик 18+.

##Yaoi ##Naruto ##Naruto/Sasuke ##MPreg ##omegaverse
Короткий рассказ
28
7.5k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Usurathonkashi!

— Naruto - chamou o moreno tentando controlar a forte dor que sentia. - Acorda. Precisamos ir.


— Só mais dois minutinhos, eu já… - o loiro falava entre suspiros, claramente voltando ao mundo dos sonhos.


Sasuke impaciente pegou o travesseiro que estava sob sua a cabeça instantes atrás e jogou contra o rosto do marido.


— Levanta, levanta agora seu alfa de merda. - gritava com o outro, que sentou-se na cama assustado.


— Mas que merda? - perguntou olhando o relógio no criado mudo - Teme, são três da manhã. A loja só abre as oito.


— Você quer que eu dê a luz aqui? - perguntou sarcástico - Espero que tenha aprendido tudo que ensinaram no curso preparatório, Usuratonkashi!


— Do que você ‘tá falando afinal? - Naruto agora estava mais desperto, coçava os olhos com as costas das mãos.


— Minha bolsa estorou!


— O que? - Naruto num impulso já estava de pé, andando pelo quarto, completamente descontrolado - Mas ainda faltam algumas semanas… Nós acabamos de pintar o quarto, e eu ainda não comprei uma banheira, e tem também o plano medicinal, e os remédios para cólicas, Gaara disse que Metal tem muitas cólicas, e precisamos de absorventes grandes pra você, sim porque a Hinata sangrou muito e…


— Naruto pelo amor de deus, não pira. - Sasuke tinha se aproximado do amante e lhe segurava o rosto com as mãos. - Tudo que você vai fazer é pegar a minha mala, e as malas dos bebês, nós vamos até o carro, e você vai dirigir até a maternidade. - o ômega tinha a voz calma, mas por dentro segurava-se para não gritar - Você pode fazer isso por nós?


— Eu amo você Sasuke! - o loiro beijou-lhe os lábios com ternura.


— Eu também te amo seu idiota, mas agora se apresse, isso dói como o inferno.



O caminho da casa dos Uzumaki até o hospital foi percorrido em poucos minutos, era madrugada, então as ruas estavam vazias, Naruto segurava o volante com uma mão, enquanto a outra era segurada com força pelo esposo, Sasuke estava tendo contrações a cada dez minutos, e os espasmos de dor já o deixavam zonzo.


— Vai dar tudo certo Teme - Naruto levou a mão que segurava até os lábios, depositando um selinho casto. - Vocês três vão ficar bem.


— Se… Se eu - Sasuke falava ofegante - Se eu não conseguir, promete que vai cuidar bem delas?


— Okay, primeiro, vamos controlar essa respiração, Respira… - Naruto fazia o que falava, e com o olhar pedia para o ômega o imitar - Expira. - soltou o ar, vendo que o outro o seguia - de novo, isso. Continua respirando. Segundo, não vai acontecer nada com você Teme. Nossas filhas vão nascer, e elas serão saudáveis e lindas, como você, com os olhinhos tão negros que vão parecer duas jabuticabas - Sasuke sorriu com o pensamento - e depois nós quatro vamos voltar pra nossa casa, onde a rules e todos os 14 filhotes dela, - lembrou-se da gata que tinha acabado de dar a luz e não deixava que eles se aproximassem para ver quantos filhotes nasceram - e a Kurama, estarão nos esperando. Nós vamos perder várias noites sem dormir, e você terá os seios machucados de tanto amamentar, nós vamos receber as visitas com os cabelos desgrenhados e com a cara manchada de cocô, essa vai ser a nossa vida.


— Não me parece muito agradável - responde ainda controlando a respiração, como o alfa o instruirá.


— Mas será, e sabe por que? - o Uchiha negou com a cabeça - Porque estaremos juntos. Porque eu o amo e você me ama, e nós vamos fazer tudo juntos. Entendeu?


— Você promete? - os olhos do Uchiha tinham expectativa, apesar da dor.


— Eu prometo - Naruto, mais uma vez beijou-lhe a mão - Chegamos.


***


— Filho, se você continuar andando desse jeito, vai fazer um buraco no chão. - Kushina que tinha chegado ao hospital a algumas horas dizia.

— Já faz mais de cinco horas que ele entrou, já não deveria ter nascido? A bolsa já tinha estourado. Ninguém me diz o que está acontecendo…


— Ele está no pré-parto, seu Baaaaka - Sakura que naquela noite não estava de plantão, mas que se prontificou a acompanhar os amigos naquele momento tão importante dissera. - Eu lhe expliquei durante o curso preparatório. Ele precisa esperar ter 10 dedos de dilatação, só aí, ele vai para a sala de parto e você vai junto.


Naruto pareceu entender e finalmente permitiu-se sentar. Estava ansioso, e preocupado, não queria que Sasuke sofresse. Nem que as filhas passassem por algum estresse durante o parto. Era horrível não poder fazer nada. Sentir-se completamente impotente. Seus instintos gritavam que Sasuke estava sofrendo, que precisava de seu alfa, e ele não podia fazer nada para ajudá-lo.


— Os familiares de Sasuke Uchiha-Uzumaki por favor.


Um médico de meia idade, com uma cicatriz em parte do rosto perguntou encarando a prancheta que tinha em mãos.


— E… Eu - Naruto levantou-se afobado - Como ele está? Elas já nasceram?


— Não - o médico desviou os olhos do papel, encarando os azuis. - Você é o pai? - Naruto acenou que sim - Precisa vir comigo. Vamos precisar fazer uma cesariana. Ele não teve a dilatação necessária, apesar das contratações… E bem… a pressão dele baixou…


— Ele está bem? - Kushina interrompeu.


— Acredito que vai ficar, só precisamos fazer a cirurgia o mais rápido possível. Me acompanhe Senhor Uzumaki.


O médico deu as costas e voltava para o corredor de onde viera, Naruto permaneceu parado, olhando as lágrimas que pingavam de seu rosto nas próprias mãos.


— Filho - foi Minato quem falara dessa vez, segurando firme seu ombro - Ele precisa de você. Precisa ser forte por ele e pelas meninas.


— Eu prometi Otousan, - o loiro limpava o nariz e as lágrimas com a manga da camisa - Prometi que ele ficaria bem.


— E ele vai - Kushina colocara a mão no outro ombro do filho. - Não subestime a força de ômega para proteger sua cria.


A ruiva lançara um olhar cúmplice para Minato, o ômega quem tinha gerado Naruto, e este também teve complicações no parto, mas ao fim de tudo, Naruto nasceu cheio de saúde.


— Agora vá…


***


A cirurgia ocorria de forma calma, Naruto não prestava atenção no que faziam, a única coisa que lhe importava era o olhar sereno que Sasuke lhe lançava, as mãos do Uzumaki seguravam a do Ômega. E somente com o olhar eles eram capazes de se comunicar. Era o que marca causava, a ligação da alma.

Logo ouviram o primeiro choro, observaram o médico entregar a pequena de cabelos negros para uma enfermeira, e logo um segundo som foi ouvido, a criança de cabelos loiros parecia calma, como se toda aquela agitação já fosse esperada.

Os dois homens tinham lágrimas nos olhos, Naruto até mesmo soluçava, olhando das filhas Sasuke.


— Eu te amo Sasuke, eu te amo - Beijava-lhe toda a face - obrigado por me fazer pai Sasuke. Elas são lindas.


Sasuke foi fechando os olhos apreciando a presença do alfa, assim como o choro de suas filhas, não notando quando a escuridão o acolheu.


***


Acordou sentindo-se faminto, o corpo todo doía e sentia-se vazio. Abriu os olhos lembrando-se onde estava, levou uma mão até sua barriga, já bem menor que outrora, mas ainda um pouco inchada.


— Finalmente acordou - a voz já tão conhecida invadiu seus ouvidos - Você me assustou mocinho.


Naruto aproximou-afastando os cabelos negros e beijando-lhe a testa.


— Como elas estão? Quanto tempo eu dormi?


— Só algumas horas, o médico disse que é normal, você ficou muitas horas em trabalho de parto e depois teve a cesariana…


— Eu não consegui… - os olhos baixaram com pesar, lembrando-se de todo o planejamento que fizera para ter um parto natural.


— Ei, não ouse se culpar. Você foi incrível, elas nasceram saudáveis, nem precisaram da UTI neonatal, a pediatra disse que estão até um pouco acima do peso.


— Onde elas estão?


E como se as pequenas tivessem lhe ouvido, começou um choro incessante, Naruto seguiu até o pequeno berço perto da poltrona onde estava e pegou as filhas no colo.

Sasuke fez esforço para levantar-se sentindo os pontos da cirurgia fisgarem. Mas não reclamou. O alfa lhe entregou a pequena de cabelos negros, ela gritava como se o mundo fosse acabar.

— Essa aqui não para quieta, quando eu troquei a fralda ela me chutou e tudo. E ela se parece com você.


Sasuke sorriu colocando a filha em seu seio, para se alimentasse, a sensação que sentiu quando a pequena começou a fazer pequenas sucções era indescritível.

O loiro deu a volta na cama, com a outra filha nos braços, logo ela estava ao lado da irmã, alimentando-se com vontade.


— Essa é mais calma. Ela não chorou nem quando nasceu. E ela se parece comigo. - Naruto dizia orgulhoso.


— Temos que escolher os nomes - Sasuke brincava com os cabelos das filhas, elas tinham os olhos fechados, mas ainda mamavam.


— Temos tempo pra isso.


O loiro deu às costas para a cena, indo em direção a poltrona onde pegou seu celular.

O Uchiha nem mesmo notara sua ausência, estava encantado demais com aqueles dois serzinhos em seu colo, quando sentiu o flash em seus olhos. Naruto tinha o celular no alto e tirava uma fotografia da família, os olhos cheios de lágrimas, assim como as bochechas, podia até mesmo arriscar que do nariz escorria algo.


— Vocês são a coisa mais linda que eu já vi! - fungou o loiro, tirando mais uma foto, e então aproximando-se.


Sasuke soltou um muxoxo sorrindo pequeno, Naruto era um pai babão.


— Usuratonkashi! 

25 февраля 2018 г. 12:16:47 1 Отчет Добавить 15
Конец

Об авторе

Прокомментируйте

Отправить!
~