F
Flavio Cesar Soares


Prefiro o Paraíso é um livro de estudo bíblico, onde levará você a refletir na sua vida como Cristão.


Вдохновенный Всех возростов.

#]
0
8.7k ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Everyday
reading time
AA Поделиться

Minha intimidade com Deus

Minha intimidade com Deus

Intimidade substantivo feminino


1.a vida doméstica, cotididana.

2.relação muito próxima; amizade íntima;familiaridade.


Sempre fui uma pessoa participante dentro da igreja (já fui catequista, coordenador da pastoral da juventude, coordenador de EAC e dirigente do ECC.)

E sempre fui participante de ações sociais ( em data especificas). Mas no início de 2019 sentia que faltava algo e que não era o Cristão que Deus esperava de mim. Mas não entendia o que faltava. No dia 10 de fevereiro de 2019 no primeiro dia do Cerco de Jerico ( Aquele que te chamou és fiel) abri meu coração a Deus, orei como nunca tinha orando. E foi neste dia que ao me aproximar do Santíssimo entrei em repouso pela primeira vez. E foi neste momento que escutei Deus pela primeira vez. Ele me falou que ser amigo dele e muita vezes andar em lugar estreito e que não tem como ser amigo de Deus sem carregar a sua cruz e beber de seu cálice.

Que muitas vezes ele é doce que louvamos a Deus mas tem algumas vezes que o cálice é amargo ondet temos que orar e agradecer, pois é nesta hora que ele nos modela e nos deixa mais forte. Ao acordar orei em línguas pela primeira vez, era algo mais forte que eu.

E olhe que não gostava e achava estranho. Naquele mesmo dia pedi para Deus mudar minha vida e que me direcionase para algo que me completase. No qual eu poderia ajudar o próximo e que me ajudaria a ter um intimidade maior com ele. Não demorou muito, no dia 12 de fevereiro uma conhecida e agora uma amiga (Valeria) postou sobre a Missão Eu prefiro o Paraíso. Um trabalho que havia mais de 3 ano na paróquia mas que não tinha conhecimento. Entrei em contato com ela . Que me apresentou um dos responsável ( Ronaldo). No dia 22 de fevereiro já estával participando. No início eu era mais um marmiteiro, mas com o tempo Deus foi me mostrando que era preciso muito mais do que isso. Foi na rua que aprendi a importância de orar (conversar com Deus), e percebi que eu não era amigo de Deus e sim um colega que só o procurava quando precisava. Criei uma intimidade com Deus. Com isso ele virou um amigo e comecei a conseguir escultalo com mais frequência. Porém ainda tinha dúvida e achava que era coisa da minha cabeça. Na novena de Santo Antônio ele me deu a incumbência de dar uma notícia a uma mulher que nunca vi. Relutei quase a missa toda. Até uma pessoa falou no meu ouvido: Ele pediu para você falar. Cai no choro, na adoração ao santíssimo criei coragem e fui e falei. Ela simplesmente desabou no chãoe chorava. Após a missa ela me procurou e me agradeceu, pela coragem de falar a palavra de Deus. Mesmo com está experiência me questionava. Até que um dia ele me falou que mostraria o lado espiritual as batalhas que não enxergamos e que me prepara-se. No dia 19 de julho estáva na missão, tudo começou diferente, sentia que o Espírito Santo estava comigo, após algum tempo andando pelas ruas, deparamos com um irmão na Cohab II, peguei uma marmita e entreguei para ele. Virei para fechar o porta mala do carro quando volto para me despedir do irmão vi ele como um animal comendo a marmita caída no chão com a boca. Logo peguei outra duas marmitas e fui levar para o irmão. Falei deixa está comida, tem mais para vc. Ele me olhou e disse: não, tenho que comer está aqui no chão. Olhei nos olhos dele falei que não, pois ele era filho de Deus e comeria com Dignidade. Peguei ele levei a até a calçada e dei o que comer e orei por ele. Sai de lá no choro. Fiquei quase a noite toda chorando. Pois aquela imagem tinha me abalado. No outro dia procurei o padre e expliquei tudo. Ele me orientou a ficar em oração, pois Deus me comfortaria e que estava acontecendo era uma batalha espiritual. Estava em casa na aquela semana e fiquei em oração até que um dia após a oração cai no sono. E Deus me mostrou toda batalha espiritual que ocorreu naquele dia. Me mostrou a importância de estar em comunhão e de jejuar para nos proteger de todos os mal. Me fortaleço cada dia mais em oração e jejum principalmente as sexta feiras. Pois sei que não é fácil ficar em comunhão com ele. Afinal sou pecador. Com isso vi a necessidade de subir o monte. Vi com alguns amigos do grupo de oração e participante da Missão é fui pela primeira vez. Foi uma noite de muito frio e chuva. Para alguns foi uma noite que nada aconteceu. Mas para mim foi uma noite incrível na presença de Deus, o Espírito Santo me usou para falar para muitos ali, Sai de lá, acreditando que Deus me usava e que realmente tinha criado uma intimidade com Deus. E muitas coisa que Deus revelou aconteceu no próximo mês. Mas não parou por aí. No dia 10 de setembro no cerco de jerico Com o padre Cleito, ali o Espírito Santo falou que precisaria me fortalecer pois enfrentaria algumas tormentas, logo lembrei que temos que beber o cálice que for servido. Um amigo estava do lado e falei para ele que estava forte e que nada me impediria de dobrar o joelho. Mas satanás é astuto, ele ouviu. E no outro dia torci o joelho. Mas fui no outro dia na novena e falei meu corpo pode não se dobrar mas meu espírito se dobra para ti meu Deus e nada impedirá isso. Passou alguns dias e meu coração estava apertado e com uma vontade imensa de chorar. Deveria ser de Alegria pois tinha me recolocado ao mercado de trabalho, esse foi uns do pedidos alcançado que coloquei em oração no 1° cerco de jerico de 2019. Mas sentia que era provações que viria, até falei para os demais da Missão que tínhamos que orar um pelo outro. Mal sabia eu... depois de alguns dias ( dia 20 de setembro) meu coração estava apertado aproveitei que a igreja estáva aberta fui orar. E ali mais uma vez ouvi uma voz que hoje acredito que seja do meu anjo da guarda que pediu para ficar em comunhão, não entendi o motivo. O questionei e nada me respondeu. Fiquei angustiado aquela noite, fui para rua na missão. Mas orando muito e não sai do carro. No outro dia tinha que trabalha, mas minha vontade era de ficar em casa. Mas estava em reta final para inventário que ocorreria no outro dia. Após conversar com minha esposa resolvi ir. Porém as 9hrs me deu uma dor de cabeça muito forte. Sai para orar e nada de passar. As 11 minha esposa me liga para saber com estava. E falei que estava com dor de cabeça ela me orientou a parar ir tomar um remédio. Quando deu meio dia, fui tomar o remédio e decidi antecipar meu terço da Misericórdia. Pedi para que Deus tivesse misericórdia de mim e que não tivesse dor. Terminei e fui para meu setor. Chegando lá o gerente pediu para usar a empilhadeira, falei que poderia pegar, pois não estávamos usando. Ele me chamou para conversar e lá fui eu. Após alguns minuto ele ligou a máquina do nada e me arrastou. Mas Deus me deu uma paz e tranquilidae que nunca tive. E logo lembrei do meu pedido de aliviar minha dor. Neste momento sabia que meu anjo da guarda estava comigo me ajudando conforme a vontade de Deus. Acalmei as pessoas e fui tirando meus pés. Quando tirei o 2° pé vi que tinha algo errado, mas não sentia dor. Quando puxei vi que tinha pedido um dedo pois ele venho depois do pé, enroscado num pedaço da meia. Naquele momento só pedi força e que ele continuasse comigo. Fiz meu primeiro socorro e depois liguei para minha familia. Depois de um tempo o resgate me levou para o hospital. Ao chegar no hospital fiquei um tempo no corredor até minha esposa chegar. Onde de cara pedi um terço. Quando o médico chegou falou que iria amputar meu pé. Na hora olhei para meu cunhado que também foi para o hospital e pedi para ele ver com minha esposa se dava para ser transferido para outro hospital. Descobrindo que não, então resolvemos sair por conta própria e ir para outro hospital. Neste momento meu irmão mais velho ficou sabendo e estava próximo ao hospital que iríamos e informou eles. Cheguei lá já estava tudo preparado e com cirurgia agendada. O médico falou que era grave mas veria o que faria, mas teria que assinar a autorização de amputação, pois era uma da hipótese. Nesta hora só pedi para Deus iluminar ele. Quando acordei vi que estava com o pé mas estava enfaixado. Só após alguns dia descobri que tinha perdido parte do 2 dedo e que tinha a possibilidade do pé necrosar.

Novamente orei E orei muito. Todo dia que pensava em cair Deus mandava um anjo para orar por mim ou para animar, fora minha esposa e filho que ficaram comigo me dando força. Até que depois de muitos dias internado entrou uma enfermeira de outro andar e pediu para falar comigo. Estava só no quarto neste momento. Ela falou não sei se acredita, mas Deus mandou falar que satanás queria te ver questionando e ele te ouviu foi orando. Neste dia fiquei mais forte na fé e oro cada vez mais. Já em casa em tratamento ao passar pelo hospital Lucy Montoro o médico falou que após ver a foto do meu pé, que é um milagre me ver daquela forma. Mais uma vez foi provado o amor de Deus por mim. Hoje oro quase toda hora e busco cada dia mais intimidade com o meu criador e com meu anjo da guarda. Pois sem ele não sou nada. Enfim aprendi que ter intimidade com Deus não te livra de sofre, mas nos faz olhar com outro olhar. Um olhar de gratidão por tudo. Afinal cada um tem sua cruz e quando somos amigo dele ela pode ser até pesada para olhar carnal, mas para o espiritual fica leve, pois ele carrega junto com aqueles que o buscam e não o jugam na dor. Enfim sou muito grato e amo todos meus familiares e amigos, mas está intimidade que estou tendo com Deus é que me deixa muita vezes de pé, firme e forte. E este livro venho depois de muito direcionamento e intimidade com o Espírito Santo.

10 апреля 2021 г. 2:49:13 0 Отчет Добавить Подписаться
0
Прочтите следующую главу O livro

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 99 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму