jeantmont Jean Monteiro

Anastácia, uma mulher escravizada da época do Brasil Império, é tirada de sua vida pacata da senzala para ser treinada com um único propósito: matar escravistas, em especial, senhores de engenhos e donos de escravos. Com a mudança repentina de sua vida, deixando de ser aos poucos uma jovem que admirava livros à uma grande assassina, questionando todo o sistema da escravatura e a ética das pessoas que apoiava algo tão desumano. Com a difícil realidade do povo escravizado bem na sua frente, e na sua pele, ela teve que, além de matar, também sobreviver. CAPÍTULOS: I - Anastácia, a protegida II - A Coruja de Madeira III - Um copo de sang... de vinho, e um bom livro, por favor. IV - Dor V - Homens brancos bondosos existem? VI - A verdadeira face da escravidão VII - Quilombolas, irmãos e irmãs do mesmo sofrimento VIII - Trato é trato, escrava sem nome. IX - A despedida de um bom homem, à uma boa mentirosa. X - A última chance XI - A sociedade XII - Redentora XIII - Destino Ilustração da capa: Janaína Bruno Todos os direitos reservados.


De Época Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#brasil #sofrimento #bahia #escravidão #navio #dor #escravo #ficção-histórica #1888 #engenho #fazendas #pernambuco #recife #senzala
3
4.4mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Avisos

Esta história é a minha primeira obra. Apesar de já ter escrito outras histórias, contos, esta é a primeira que saiu do papel, e a primeira que eu consegui concluir.

Portanto, é por isso que este livro só tem apenas 13 capítulos. Se tiver algum erro, falta de desenvolvimento, incoerência, ou coisas assim, peço desculpas! Peço que leiam o livro até o final, e se puder darem opiniões. Estou totalmente aberto e aceito críticas construtivas!

Obrigado, e boa leitura.

21 de Abril de 2020 às 21:09 2 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo I - Anastácia, a protegida

Comente algo

Publique!
Amanda Luna De Carvalho Amanda Luna De Carvalho
Sua história é muito envolvente! Parabéns!
January 13, 2021, 08:40
Eduardo Miranda Eduardo Miranda
Anastácia Olá! Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Há algum tempo não vejo o tema “escravos” entre os autores, gostei muito da sugestão criada nesta história, o clima hostil da escravatura com uma pitada de suspense. A proposta sugere muitas opções ao longo no enredo como um thriller policial de época valorizando a criatividade do autor. É importante se atentar aos detalhes da escrita, use e abuse sinônimos, eles enriquecem o seu texto e evitam a duplicidade de mesmas palavras no mesmo parágrafo, bem como o uso de corretor ortográfico que ajuda bastante. Insira também mais detalhes físicos dos personagens, roupas e costumes, isso ajuda muito o leitor a “entrar” na história. Logo nos primeiros capítulos a personagem é colocada em conflito psicológico e é criado uma tensão entre ela, os escravos e Afonso Almeida, isso prende a atenção do leitor que a cada capítulo buscará nova surpresa, um novo desfecho. O leitor passa a torcer pela personagem, para que ela consiga sair desta situação de opressão ao qual é colocada. O fato dela ser obrigada a cometer crimes também é um fator chave da história, algumas vezes até dividindo a opinião entre os leitores sobre o caráter da personagem. Parabéns Jean, é uma história envolvente que vai crescendo a cada capítulo, continue em frente mantenha essa “ousadia” de impressionar com cenas impactantes, você tem talento.
August 28, 2020, 21:00
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 15 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!