fromkais honey .

Com toda a delicadeza do mundo, Kyungsoo amarrou os cabelos que insistiam em cair na cara de Chanyeol com um de seus elásticos coloridos, em momentos como esse ele agradecia que sempre andava com eles em seu pulso. O vermelho do elástico tinha combinado com os cabelos morenos do outro. “O que foi?” “Nada.”


Fanfiction Bandas/Cantores Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#chanyeol #kyungsoo #chansoo #exo
1
1.7mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

eu só espero que não venha mais ninguém; capítulo único

Com toda a delicadeza do mundo, Kyungsoo amarrou os cabelos que insistiam em cair na cara de Chanyeol com um de seus elásticos coloridos, em momentos como esse ele agradecia que sempre andava com eles em seu pulso. O vermelho do elástico tinha combinado com os cabelos morenos do outro.

Kyungsoo se afastou para poder olhar o seu trabalho concluído, não pode evitar a gargalhada que crescia dentro de si, o som acabou chamando a atenção de Chanyeol, que até então estava muito mais concentrado no computador a sua frente do que no rapaz em seu colo.

“O que foi?”

“Nada.” Kyungsoo disse ainda com o sorriso enfeitando seu rosto afinal o maior ainda parecia confuso com o que estava acontecendo, seus olhos pareciam procurar alguma resposta nas feições alheias, o que tornava tudo ainda mais cômico na visão de Kyungsoo. “Porém, agora, Yeollie, você tem sua própria palmeira na cabeça.”

Assim que terminou de falar passou a mão nos cabelos espetados no topo da cabeça do maior. Chanyeol pareceu entender o porquê daquilo tudo e se fechou a distância que tinha entre eles apenas para poder selar os lábios rapidamente com o outro. O movimento fez com que Kyungsoo segurasse nos braços do outro para que não caísse da cadeira, se ele tivesse sentado em outra posição, teria pelo menos a mesa como apoio.

O maior pareceu entender o que o menor queria, então, tentou o arrumar melhor em seu colo. Não é como se realmente tivessem muito espaço para trabalhar em uma cadeira, mas conseguiram que as pernas de Kyungsoo ficassem uma de cada lado de seu corpo e ainda usando os ombros dele como travesseiro.

Não era a posição mais confortável de todas, não mesmo, mas era noite de uma quinta-feira, no dia seguinte teriam aula. Não poderiam fazer muita coisa de qualquer forma, então, aproveitar os momentos que tinham juntos era a melhor opção.

E mesmo que Kyungsoo não admitisse em voz alta, ele gostava de ficar com o namorado enquanto ele terminava alguma composição. As pequenas melodias eram de certa forma reconfortantes e o deixavam relaxado.

Chanyeol dividia apartamento com o meio irmão, Sehun, os dois tinham uma convivência até que boa, mesmo que por causa do rapaz tiveram que impor algumas regras em relação a quem ia passar a noite lá.

Kyungsoo podia fazer uma lista de pessoas que ele conheceu quando acordou no dia seguinte no apartamento dos irmãos. Sehun não era uma pessoa que estava procurando um relacionamento, pelo menos era isso que ele passou durante praticamente todo o primeiro ano da faculdade.

Em um certo momento foram mais de três pessoas diferentes em menos de uma semana.

Porém tudo que é ruim não dura para sempre, depois que Sehun conheceu Jongin, um menino da turma de dança dele, ele pareceu mudar. Kyungsoo começou a ver o outro rapaz com mais frequência até que Sehun finalmente assumiu o romance dos dois, Chanyeol não disse nada mas ele estava mais do que agradecido, não iriam correr mais o risco de acordar com alguém comendo a pizza que ele guardo ou, deus o livre, o seu cereal favorito.

O menor estava lutando com o sono que insistia em tomar conta do seu corpo, a respiração calma do namorado não estava ajudando, então, decidiu chamar atenção do outro.

“Você realmente precisa fazer esse relatório agora?”

Chanyeol não parou de digitar para responder o menor.

“Sim? Por que eu não faria agora?”

“Não sei.” Kyungsoo se afastou para que pudessem se encarar. “Talvez porque você tem um garoto lindíssimo no seu colo e ele precisa de atenção?”

“Precisa?” Chanyeol agora tinha toda sua atenção no moreno em seu colo, seus braços abandonaram o teclado e fizeram todo o caminho da cintura de Kyungsoo para as coxas dele.

“Precisa e precisa muito.” Kyungsoo passou seus braços pelo pescoço do maior o puxando para um beijo calmo.

Simples e suave como se tivessem todo o tempo do mundo.

Ambos sabiam que não podiam se deixar levar muito, ainda mais porque Sehun podia chegar a qualquer momento. Chanyeol ponderou um pouco mais sobre todas as vezes que chegou no apartamento e acabou vendo o irmão e Jongin em uma posição muito pior no sofá da sala de estar.

Os dois se separaram quando o ar se fez necessário.

“Quando você fala para eu dormir aqui, eu espero bem mais que isso sabia?” Kyungsoo disse acariciando as bochechas avermelhadas do namorado.

“Que tipo de coisa você espera então?” Chanyeol sabia muito bem o jogo que o menor estava fazendo, por isso o ajeitou para que ficasse sentado de lado em seu colo, mesmo que com certa relutância Kyungsoo se ajeitou rapidamente na nova posição.

“Você sabe, eu espero muito carinho... beijos... essas coisas.” Kyungsoo dizia as coisas lentamente, sabendo exatamente o peso que elas tinham em Chanyeol. “Sabe o que mais?”

Chanyeol o olhou esperando a continuação, que só veio depois que o menor o puxou para perto. Seus lábios não estavam encostados na orelha dele, mas o ar quente da respiração alheia foi o suficiente para fazer um arrepio aparecer.

“A hora que você me pega e...”

Chanyeol não conseguiu escutar o resto da frase, a voz alta de Sehun se fez presente pelo apartamento dizendo alguma coisa sobre ele e Jongin terem voltado de qualquer que fosse a atividade que tinham depois da aula.

Kyungsoo não disfarçou o bico nos lábios, mas não parou o que fazia com os cabelos da nuca do maior.

“Achei que tínhamos mais tempo.” Resmungou. Chanyeol por sua vez sorriu e beijou o bico do namorado.

“Não tivemos tempo hoje, mas, os dois vão viajar esse final de semana.” O maior disse encarando os olhos cheios de falsa inocência do outro. “O apartamento vai ficar vazio...”

Os dois trocaram um sorriso cúmplice, não era sempre que teriam o apartamento vazio, na cabeça do menor muitos planos começaram a se formar. Trocaram um último beijo, mas dessa vez tinha um pequeno toque de provocação do que estava por vir.

“Você tem um trabalho para terminar, não tem?” Kyungsoo disse tirando o elástico vermelho dos cabelos alheios e se levantou. “Vou ver se eles querem alguma coisa para comer.”

Antes que o menor pudesse realmente se afastar Chanyeol fez questão de dar um tapa estalado na coxa do menor para depois arrumar seu cabelo. Ele realmente precisava ir em um cabeleireiro, os fios já começavam a atrapalhar sua visão.

“Te amo.” Kyungsoo disse apoiado no batente da porta o olhando.

Chanyeol se virou para o menor que parecia pequeno demais em uma de suas camisetas, mas ainda sim com uma beleza indescritível.

“Te amo também.”

30 de Março de 2020 às 03:38 2 Denunciar Insira 2
Fim

Conheça o autor

honey . 🚀 𝖿𝗅𝗒 𝗆𝖾 𝗍𝗈 𝗍𝗁𝖾 𝗆𝗈𝗈𝗇 ✩ decidi criar isso aqui para deixar todas minhas histórias em um lugar só, talvez. ✩ ss. kinobam ✩ ss. mooochi

Comentar algo

Publique!
Dunew/ ina Dunew/ ina
Que amorzinhooooo, fiquei apaixonda por eles T^T ❤
April 03, 2020, 17:46

  • honey . honey .
    Que bom que gostou!!! eles são uns amores né? a coisa mais fofa desse mundo!!! April 04, 2020, 03:06
~