plluxe thay .

Espelho: lâmina de vidro ou de cristal, metalizada na face posterior e cuja face anterior é usada para refletir a luz e as imagens de objetos e pessoas.Mas será apenas esta a sua função?


Fantasia Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#fantasia #conto #mirror #espelho #demon
Conto
0
1.1mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

Eu sou aquele que te reflete,aquele que te anima e te apaga,aquele que te mostra os seus erros e os seus acertos.O objeto que te seduz,que te faz perder longos minutos de sua vida,que te prende,que te vicia.Eu sou o espelho e você nem imagina o que eu realmente sou.

Eu vi pessoas bonitas e outras nem tanto,pessoas egoístas e pessoas bondosas,vi ódio,vi ganância,vi maldade e vi amor.Mas apesar de todas as diferenças havia algo em comum,algo que faltava em todas elas,a alma.E o culpado disto é quem vos fala.

Desde os primórdios do tempo o ser humano é fascinado pela sua própria imagem,a história começou quando estes perceberam que a água quando calma e límpida era capaz de refletir imagens,a partir daí várias foram as tentativas de reproduzirem este efeito e assim surgiu o espelho,primeiramente feito de bronze e ao passar dos anos sendo modificado até o objeto que conhecemos nos dias de hoje.O que

poucos sabem é que a minha função não é apenas refletir,muito pelo contrário,eu sou a ponte para o lado escuro,o seu primeiro contato com tudo aquilo que muitos temem,mas nem sempre foi assim

Irlanda - Séculos atrás

A sala completamente espelhada era o lugar mais bonito e invejável do grande castelo de Dublin,era composta por quatro paredes totalmente espelhadas e um luxuoso divã feito de ouro e seda ao seu centro,o lugar mais famoso da Irlanda e um dos mais comentados no mundo.Feito exclusivamente para a princesa Alana,a mulher de cerca de vinte e dois anos que era realmente uma princesa,seus cabelos castanhos eram cortados na altura de seus ombros em um estilo que muitos e muitos anos depois se tornaria moda,a pele alva e as sobrancelhas grossas contrastavam com seus olhos escuros penetrantes e sua boca que sempre estava tingida de vermelho.

Eram muitos os olhares de inveja e desejo lançados a princesa mas esta o que tinha de beleza também tinha de arrogância,Alana não sabia o significado da palavra obrigado e tratava a todos como inferiores a ela,havia apenas uma única pessoa em todo mundo ao qual ela gostava,ela mesma.O amor pela sua imagem era tanto que aos dezoito anos pediu a sala espelhada como presente de aniversário para o pai que concedeu de bom grado como fazia com todos os seus outros desejos,desde que esta havia sido construída a princesa passava praticamente todo o seu dia sentada no divã se admirando e tentando a todo custo ficar ainda mais bela.

Muitos diziam que Alana não merecia tal presente e sonhavam com uma sala igual a da herdeira ao trono,mas havia algo que ninguém sabia e que se fosse descoberto faria todos pensarem duas vezes

-Alana Alana,como você pode ficar cada dia mais linda?Assim todos os príncipes que morrem de amor por você vão acabar o fazendo literalmente -Digo enquanto balançava a saia do meu novo vestido

Este que era branco e todo bordado,com alguns detalhes em pura prata,combinava perfeitamente com minhas joias de esmeralda e meu sapatos também em prata

-Princesa Alana a senhorita -Escuto uma voz tímida e baixa dizer próxima a porta depois de duas batidas

-Eu não desejo nada serva inútil,me deixe sozinha -Digo irritada

-Mas eu fui ordenada para -A voz continua a dizer enquanto a maçaneta da porta é girada

-Não se atreva a entrar em minha sala,eu não quero sua imagem horrenda refletida em meus espelhos -Digo com um tom de voz mais alto

-A não ser é claro,que você esteja afim de ser cortada em mil pedaços e atirada aos cães -Completo

-N-não senhorita -São as suas últimas palavras antes de fechar novamente a porta

Me deixando em paz e em gargalhadas,eu adorava o efeito que minhas palavras cortantes e escuras causavam nas pessoas

-Tola -Comento com meu reflexo enquanto tentava conter minhas risadas

Volto a me sentar no divã enquanto observava minhas longas unhas de metal que eram inspiradas em garras de tigresa.

Um barulho estrondoso me faz acordar um tanto assustada,olho para os lados encontrando apenas meu reflexo em todas as paredes e sinto o medo correr por minhas veias,o barulho teria sido parte de algum pesadelo?Pelo visto sim.Me deito novamente no divã fechando os olhos e tentando apagar os últimos acontecimentos da minha mente,mas sou impedida pelo mesmo barulho que agora parecia estar mais alto,não ele não parecia estar mais alto,ele estava mais alto.Apuro meus ouvidos e percebo do que se tratava,eram palmas,alguém estava batendo palmas em minha sala.

Abro meus olhos dando de cara com um homem loiro de olhos azuis,vestia roupas escuras e adornadas a ouro e me olhava divertido

-Como você entrou aqui? -Pergunto assustada

-Querida,eu consigo entrar em qualquer lugar -Ele responde me fazendo bufar

-Não me faça de idiota,me responda como conseguiu entrar nesta sala,a entrada aqui é restrita -Digo nervosa

-Eu já lhe respondi,por acaso está surda? -Ele pergunta

-Como ousa entrar aqui e ainda por cima falar assim comigo? -Pergunto me levantando e ficando frente a frente com ele

-Eu falo com você da forma que eu bem entender -Ele responde

-Nem mesmo os maiores príncipes tem a audácia de dirigir a palavra para mim desta forma,não é você quem irá mudar isto -Retruco

-Aparentemente já mudei -Ele diz dando de ombros

-E além do mais,nenhum deles faz isto por puro medo -Completa me fazendo sorrir

Agora sim esta conversa estava me agradando

-Medo de que você os ameasse com estas suas conversas infantis ou os arranhe com estas suas unhas patéticas -Diz fazendo o meu sorriso sumir na mesma hora

-Saía daqui -Me controlo para não gritar

Eu nunca gritava,não valia a pena gastar tanto de mim com estes insignificantes.Ele nem ao menos se mexe

-Saía antes que eu mande meus homens sangra-lo em praça pública -Digo e ele começa a rir

-Vocês humanos são tão engraçados,se acham uns melhores que os outros quando na verdade não passam de seres insignificantes -Ele diz

-Você fala como se também não fosse um -Digo

-Mas meu bem,eu não sou -Ele diz segurando meus ombros e me virando para frente de uma das paredes

Coloco minhas mãos na boca tentando reprimir o grito de horror que queimava em minha garganta,olho para o lado e novamente para o espelho tentando me convencer de que aquilo não estava realmente acontecendo mas de nada adiantou.Ele continuava ali,do meu lado,mas não era refletido pelo espelho

-Q-quem é você? -Gaguejo ao perguntar

-Eu sou Dilyn,um dos demônios de Lúcifer -Ele responde fazendo todo meu corpo arrepiar

-Não,isto não pode é real,isto não pode estar acontecendo -Digo enquanto balançava a cabeça negativamente e fechava meus olhos na esperança de acordar daquele pesadelo

-Não poderia estar acontecendo?Você pediu para que acontecesse Alana -Ele diz

-Como sabe meu nome? -Pergunto

-Eu sei tudo sobre você -Ele responde me deixando ainda mais desesperada

-Como?Porque?O que eu fiz de errado? -Não consigo mais controlar meu medo

-Não foi o que você fez de errado e sim o que você fez de certo -Ele responde

-Você é a maior narcisista presente nesta Terra,você se cultua como uma deusa e não aceita que nada ou ninguém seja maior do que você.Meu senhor adora pessoas assim e por isto resolveu te presentear -Explica

-Me desculpe eu acho que acabei lhes passando a impressão errada,eu não quero nada de vocês não posso aceitar este presente -Digo me afastando

-Você não tem escolha princesa -Ele diz se aproximando de mim novamente

-Eu não quero ir para o Inferno -Solto enquanto sentia minhas bochechas ficarem molhadas

-E quem disse que você irá para o Inferno?Não não,nada disto -Ele diz

-Sua tarefa será aqui mesmo na Terra e poupará muito tempo do meu senhor.Você será imortal,perdurará por séculos e será sempre cultuada pelos humanos,tudo o que você sempre quis não é?Porque agora está com medo? -Completa tocando minha bochecha

-Eu tenho que ter uma escolha -Digo ainda com esperanças

-Mas não tem,você fez seu destino quando criou este lugar,foi como assinar o nosso acordo -Ele responde me fazendo sentir vontade de nunca ter pedido aquela sala ao meu pai

Dou mais um passo para trás correndo em disparada para o outro lado da sala e parando de frente com a porta,mas antes que eu colocasse minha mão na maçaneta ele apareceu na minha frente

-Não há como fugir querida -Ele diz

E pela primeira vez na minha vida eu grito,grito em alto e bom som com toda a força que conseguia mas nada acontece

-Grite,isto,grite mais,eu adoro ouvir os humanos gritando é como música para meus ouvidos -Ele diz

-Por favor Dilyn por favor me deixe ir embora -Digo enquanto caia de joelhos aos seus pés

Eu não conseguia acreditar que estava fazendo aquilo e se alguém me contasse algo do tipo horas atrás eu com certeza riria da pessoa e a mandaria para a forca,mas agora,estando de frente com um demônio,as coisas eram bem diferentes

-Já terminou o seu showzinho? -Ele pergunta sarcástico

-Quer saber,não importa -Completa segurando meu braço e me puxando para cima

Dilyn então começa a escurecer,suas roupas desaparecem e grandes asas negras nascem em suas costas,seus olhos se tornam totalmente vermelhos e um sorriso diabólico faz meu sangue gelar,o demônio então abre sua boca fazendo uma forte luz me cegar.

Pisco algumas vezes tentando recuperar minha visão e assim que consigo me sinto estranha,encaro meu reflexo no espelho percebendo que meu vestido antes branco agora estava negro,minhas jóias já não era mais de esmeralda e sim de rubi e tanto meus sapatos como os detalhes de meu vestido agora eram feitos de ouro

-Está bem mais linda assim,pena que seu destino já está traçado -Ele diz baixo como se fosse mais para ele do que para mim

-Você agora é responsável por eles -Ele diz indicando uma das paredes espelhadas com a cabeça

-Espelha -Completa

-Espelha? -Pergunto confusa

-Sim,este será seu novo nome -Me explica

-Agora,vamos aos detalhes finais -Dilyn diz se aproximando mais de mim

E ele continua a se aproximar e se aproximar até que minhas costas estivessem contra a parede,o meu medo era tão grande que eu não consigo mais me mexer,estava paralisada diante daquele servo de Lúcifer.Dilyn então profere algumas palavras que eu não consigo decifrar e toca minha testa com o polegar fazendo todo o ar deixar os meus pulmões,mas eu não tenho tempo de protestar,eu não tenho mais tempo para fazer nada,o demônio me empurra com força para dentro do espelho.

Sim,por mais surreal que aquilo fosse,ele havia me prendido dentro do espelho.E dali eu podia ver a minha sala vazia e minhas antigas roupas espalhadas pelo chão,esmurrei a barreira na tentativa de sair dali mesmo sabendo o quão idiota aquilo era

-Acorde Alana acorde -Praticamente grito para mim mesma

-Você ainda não conseguiu entender não é mesmo? -Ele aparece do meu lado me fazendo pular de susto

-Isto não é um sonho,eu realmente te prendi aqui e você já não é mais uma humana,é uma de nós -Ele diz

-Porque me prendeu dentro de um espelho? -Pergunto

-Eu não te prendi dentro de um espelho Espelha,eu te prendi dentro de todos os espelhos -Ele me responde

(...)

Na verdade eu não sou aquele,sou aquela.Espelha,a demônia do reflexo,aprisionada dentro de cada espelho existente no mundo.

Saiba que a cada vez que você se olha no espelho eu estou do outro lado,olhando você,analisando todos os seus segredos mais escuros,vendo seus sonhos e descobrindo seus desejos.O ser humano é narcisista,todos eles,e esta paixão pelo seu próprio reflexo os rouba seu bem mais precioso,a alma.Se você olhou ao menos uma vez para um objeto espelhado já não possui mais a sua.

Durante todos estes séculos encontrei guerreiros,reis,rainhas,crentes,plebeus,pecadores,fortes,gênios,psicopatas,fracos e todo tipo existente na raça humana.Assisti cenas de amor,perdão,amizade e gratidão,o sangue foi derramado por mim em assassinatos,traições e mentiras.

Eu vi o bem e o mal de cada um,julguei a todos e decidi quais seriam partes de nós e quais não eram merecedores de tal prêmio,nos olhos de alguns persegui o bem disfarçado de mal enquanto em outros o mal disfarçado de bem.Em frente a mim nada fica escondido,nada passa despercebido.

Para realmente conhecermos alguém devemos assisti-lo em frente ao espelho,é ali que descobrimos o que cada pessoa realmente é.Eu nunca minto apenas reflito tudo aquilo que você é,o que você deseja ser,o que esconde,o que tentar esquecer,o que tem medo,seus desejos e conquistas,sua ambição,sua avareza,seu amor,sua compaixão,sua ganância,seu egoísmo e sua luxuria.

Eu apenas reflito a verdade,o que realmente é.

E você?O que vê diante do espelho?O que eu reflito em você?

21 de Março de 2020 às 00:48 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~