eddy767 Eddy767

O fotógrafo, Roger Marcos, busca através da fotografia, encontrar um sentido para o amor.


Drama Todo o público.

#fotografia #medo #criança #mar #floresta #sexo #mulher #exemplo #caridade #filosofia #paixão #amor
0
1.1mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os Domingos
tempo de leitura
AA Compartilhar

Amor inabalável

Perto do velho cais, longe de qualquer pessoa inoportuna. Eu a observa, e sentia meu coração palpitar involuntariamente. Ela estava sentada, com os pés na água, contemplando o mar azul, em toda a sua excelência monótona. A leve brisa enriquecia a beleza, refletida pelo sol. Gostaria de poder, me aproximar, e balbuciar palavras, que despertasse, atenção ou curiosidade. Talvez, palavras de riso, ou de amor, algo inteligente ou improvável. Qualquer coisa que me aproximasse dos olhos verdes, do sorriso branco e voz angelical.
Eu sou uma daquelas pessoas, que não sabe agir diante da mulher amada. Pelo contrário, me torno inútil, desagradável e burro; a personalidade se apaga, dando espaço a evasão. Eu temo as mulheres, o sexo oposto, me sinto inferior, ao mesmo tempo, que o fascínio, vem na contra mão; dualidade de sentimentos, inerente do desejo. Sandra, era nome dela, filha de pescadores, caiçara de corpo e alma. Cabelo loiro, acostumado com o sol, pele morena, da cor do pecado; era uma garota suburbana, com alma nativa, com valores intactos que preenchiam o espírito.
A pontei a câmera em sua direção, com o intuito, de registrar o primor. Não precisei de muito esforço, ela fazia parte daquela paisagem, como se estivesse nascido ou brotado, daquele lugar. Estou perto do que é divino, não entendo, mas amo, sem entender. Será obra do acaso ou criação? Não me importo, desde que, sempre, seja assim. Com toda a sua particularidade, e mínimos detalhes, expostos, para o observado sensível, buscar inspiração.
Uma sequência de fotos se seguiu, todas elas captada pela atmosfera que o lugar proporcionava. Um barco de pesca surgiu vindo do horizonte, com ele, um homem e duas crianças. As crianças acenavam em direção ao cais. Sandra retribuiu o gesto com o mesmo louvor. Então, a imagem perfeita do acaso foi tirada, aquela em que os grandes artistas desejam; aquela, que exala a emoção viva do sentimento natural e irremediável. O pequeno barco passou, e com ele, duas crianças, pulando e brincando. Moreninhas do sol, pequeninos caiçaras, que se divertem, apesar do peso, que cerca sua realidade. Depois de um minuto de êxtase, Sandra voltou para posição estática. O bipe tocou, era a hora de ir. Teria de deixa-lá, o compromisso chamava, a obrigação sempre tinha que acabar com alegria da liberdade. Adeus meu amor secreto.

17 de Março de 2020 às 21:43 0 Denunciar Insira 0
Continua… Novo capítulo Todos os Domingos.

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Mais histórias

A minha escolha trara consequencias A minha escolha trar...
Tu Tu
Hospital de Mentiras Hospital de Mentiras