Road To You All Seguir história

teffychan Lilith Uchiha

Depois de mudar de escola pela terceira vez naquele ano Naruto finalmente encontrou um adversário a altura. Como aspirante a líder da Yakuza, estava sempre envolvido em brigas com gangues e a procura de pessoas fortes para derrotar. No entanto, por mais que tentasse, não conseguia vencer Sasuke. E não se tratava apenas de lutas, e sim porque o garoto era a primeira e única pessoa que se preocupou em saber o real motivo que levava Naruto a seguir essa perigosa estrada em sua vida. A única pessoa que se preocupava com ele e talvez também fosse a única com a qual Naruto viria a se importar.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas. © Todos os direitos reservados

#colegial #yakuza #naruto #sasuke #narusasu #sasunaru #yaoi #homossexualidade #lemon #nudez #sexo #violência #universoalternativo
5
786 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1 - Começo

Notas Iniciais:

Essa história foi inspirada no OVA Shippuu Konoha Gakuen Den.


_________________________


Em um terreno vazio, dois rapazes que outrora se conheciam como a palma da mão, mas que agora mal conseguiam compreender o que o outro estava pensando, se encontraram. Já fazia tempo que não se viam, mas isso não importava no momento. Para os dois era como se tivessem se encontrado ontem. Como se nada tivesse mudado entre eles… os dois tentavam agir desse jeito. Mas sabiam que não era bem assim.

— Estou impressionado que você tenha conseguido se formar — comentou em uma tentativa de aliviar a tensão entre eles.

— Fala sério… até eu estou surpreso — admitiu, deixando escapar uma risada.

O outro ficou mais sério. Ambos queriam ir direto ao ponto, sabia disso. Desistiu de tentar jogar conversa fora.

— Já faz dois anos desde aquele dia… e pensar que você ainda se lembra.

— Eu não esqueci. Porque nós prometemos… — respondeu, sem conseguir evitar de sorrir. Apesar da situação, precisava admitir que estava feliz por ele se lembrar também — Você… e eu — finalmente tirou o sorriso do rosto — Sasuke! O que começamos no passado… vamos resolver agora!




Dois anos antes




Naruto assustou-se com o som estridente do despertador. Toda manhã era a mesma coisa… incrível não tê-lo jogado contra a parede até hoje. Levantou-se, soltando um longo bocejo. Embora ainda estivesse sonolento já pensava no longo dia que teria hoje. Não conseguiria cumprir objetivo nenhum se chegasse atrasado para o primeiro dia de aula.

Embora tenha se esforçado para chegar no horário certo, acabou se atrasando. Bem, não é como se ele se importasse realmente, já estava acostumado com isso. Depois de mudar de escola pela terceira vez só naquele ano, o que era um pequeno atraso de meia hora no primeiro dia?

Na verdade era um problema, pelo menos para seu novo professor. Kakashi não ficou nem um pouco feliz quando Naruto chegou fora do horário. Geralmente teria colocado o garoto de castigo, mas deu um desconto por ser o seu primeiro dia na escola. Ao invés disso, Kakashi mandou que ele se apresentasse para o resto da turma.

— Meu nome é Uzumaki Naruto. Minha ambição é ser o maior souban* de todo o Japão! — declarou com orgulho.

Ouviu-se um coro de exclamações na sala, assustadas, confusas e até debochadas. Naruto olhava com atenção para os rostos de cada um diante dele. A maioria das garotas pareciam assustadas, algumas apenas confusas, como se estivessem se perguntando se tinham entendido direito. Vários garotos estavam confusos também. Alguns no fundo da sala riam baixinho.

Bem, ele não podia esperar que pessoas que acabaram de conhecê-lo simplesmente apoiassem uma ambição que ele sabia que era no mínimo suspeita sem saber seus motivos. E duvidava muito que alguém se interessaria em perguntar. Mas, infelizmente ou não, Naruto era assim mesmo, simples e direto.

Correu os olhos pela sala uma última vez antes que Kakashi mandasse ele se sentar. Um grupinho de garotas tinha se formado e cochichavam entre si, sem tirar os olhos dele. Agora que saíram do seu estado de confusão, alguns rapazes o encaravam como se Naruto os tivesse ofendido. E havia apenas um garoto que lhe lançou um olhar de indiferença.

Sempre tinha alguém assim. Que se acha melhor do que todo mundo. Que pensa que as outras pessoas não são dignas de sua atenção. Provavelmente era um daqueles riquinhos mimados e presunçosos… o tipo de gente que Naruto mais detestava.

— Ei! — Naruto caminhou até o garoto a passos largos — Por que está me olhando com essa cara? Quer brigar?

— Só estava pensando que você é muito barulhento — respondeu simplesmente — Além do mais, todo mundo estava te olhando por causa dessa declaração absurda que você fez.

— Acha que o objetivo dos outros é um absurdo, seu mauricinho idiota? — Naruto o segurou pela gola da camisa, obrigando o garoto a se levantar.

— Ei! O que pensa que está fazendo? — Uma garota exclamou ali perto.

— Solte o Sasuke agora! — outra mandou. Que engraçado, agora nenhuma delas parecia assustada.

— Já chega, Naruto — Kakashi finalmente interviu. Acertou o livro no topo da cabeça do garoto — Vá se sentar antes que eu te expulse da sala no seu primeiro dia de aula.

Ainda esfregando a cabeça onde tinha apanhado, Naruto sentou-se em um lugar vazio perto da janela. O resto da aula prosseguiu normalmente, na medida do possível.

Naruto mal conseguiu prestar atenção na matéria. Sua real motivação para ir até aquela escola foi porque queria enfrentar pessoas fortes. Ouviu rumores sobre os estudantes de lá, e como já tinha derrotado todos os alunos dos dois colégios anteriores que frequentou esse ano, que causou sua expulsão de ambos por sinal, escolheu esse pelo mesmo motivo. Escutou os boatos de que havia muitos alunos fortes lá, desde alguns integrantes do time de futebol da escola até o Presidente do Conselho Estudantil. Mas não ouviu nada sobre o rapaz que as meninas defenderam.

Talvez fosse só aquele tipo de cara bonito por quem as garotas tem uma queda mas que não mata nem uma barata. Isso mesmo, devia ser apenas aparência. Caso contrário Naruto teria ouvido falar dele.

Pretendia deixar o assunto de lado e se focar no real objetivo de ter entrado naquela escola quando ouviu seu nome. Algumas meninas tinham ficado na sala de aula durante o intervalo e falavam baixo entre elas, mas ainda assim Naruto pôde captar fragmentos da conversa.

—… perigoso?

— Viu a cara que ele…?

— E que objetivo é aquele?

— Só não quero… aproxime do…

— Ei — Naruto aproximou-se delas, fazendo as garotas se encolherem — Se vão falar de mim então falem na minha cara. Vocês têm algum problema com o meu objetivo?

— Hã… bem…

— Sakura, não diga! — uma delas sussurrou.

— Bom, é um objetivo um pouco estranho, não acha? — Sakura tentou soar o mais natural possível — Quero dizer, não é todo dia que alguém entra em uma sala de aula dizendo que deseja ser sounan…

— Talvez seja incomum, mas você não devia dizer que o objetivo dos outros é estranho — Naruto interrompeu — Escutem, eu não estou ligando muito para a escola de verdade. Vim até aqui para enfrentar caras fortes. Então, se não pretendem se aproximar de mim de verdade é melhor ficarem fora do meu caminho.

Ninguém nunca se aproximava. Ninguém tentava entendê-lo. Não podia culpar as pessoas, com um objetivo desses, quem seria louco o bastante para tentar? Então, já que elas não queriam se aproximar de verdade e tê-lo como amigo, só lhe restava afastar as pessoas para que elas não se machucassem.

— Céus, como você é grosso — outra garota resmungou.

— Deixa pra lá, Ino — Sakura falou — É melhor a gente não se envolver com ele mesmo.

— Mas isso está errado! — Ino insistiu.

— Ah, é mesmo? — Naruto ergueu uma sobrancelha — A qual parte se refere?

— Todas! — ela exclamou — Esse seu objetivo sem pé nem cabeça. Ninguém na sala entendeu! — falou exasperada — Sem falar que você é um aluno transferido!

— E daí?

— Como assim “e daí”? — Ino repetiu — Geralmente alunos transferidos são bonitos e misteriosos… cheios de charme, entende? Mas olhe para você! É tão barulhento, está totalmente fora dos padrões do clichê.

— Escute aqui, sua…

— Dê um desconto para elas — uma voz falou no fundo da sala, atraindo a atenção deles. Naruto virou-se e viu que o rapaz arrogante de antes lanchava em sua carteira enquanto lia alguma coisa — Elas leem muito mangá. Principalmente a Ino.

— E eu com isso? — Naruto deixou as meninas de lado, que aproveitaram para sair da sala e caminhou até ele — Sasuke, não é? Eu não me esqueci do jeito como me olhou com indiferença hoje de manhã.

— Eu não te olhei com indiferença — ele encarou Naruto brevemente apenas para indicar que estava escutando o garoto, voltando então a se concentrar na leitura.

— É desse olhar de indiferença que eu estou falando! — Naruto apontou acusadoramente para ele — Aposto como você é um maldito cdf e por isso se acha melhor do que todo mundo, não é? Quem ficaria lendo durante o intervalo afinal? — ele exclamou — Se aquelas garotas acham que sou um “clichê errado” por ser um aluno transferido, mas não ser misterioso então você também está errado! Geralmente alunos cdf usam óculos, daquele tipo fundo de garrafa, ou tem um corte de cabelo estranho, mas, pelo modo como as garotas agiram mais cedo você parece ser popular. Você não pode ser bonito e inteligente ao mesmo tempo, o seu clichê está errado!

— Agradeço o elogio — Sasuke respondeu quando Naruto terminou seu discurso, ou acusação, ou o que quer que fosse aquilo — Mas não sou nenhum cdf, isso nem é matéria da escola… a propósito, ninguém mais tem essa aparência, seu idiota. Há quanto tempo você não assiste TV?

— Não é da sua conta — Naruto resmungou. A cada frase que aquele garoto dizia, mais irritado Naruto ficava. Por que estava ali perdendo tempo com ele afinal? Não foi para isso que foi até lá! Mas Sasuke o estava irritando de verdade… tanto que no momento Naruto só conseguia pensar em socar a cara dele.

Ah… mas é claro. Por que não juntar o útil ao agradável?

— Vamos lutar — Naruto desafiou.

— O que?!

— Estou te desafiando para uma luta, seu imbecil. Você e eu, aqui e agora!

— Estamos na sala de aula, seu estúpido — Sasuke lembrou. Maldição, ele estava certo.

— Que seja — Naruto falou como se fosse algo irrelevante — Vamos para o pátio então, lá posso me mover com mais liberdade e te bater até cansar!

Sasuke revirou os olhos, percebendo que o garoto não o deixaria em paz até que ele conseguisse sua tão desejada luta.

Os dois foram até o pátio dos fundos da escola. Se encararam por alguns instantes até que atacaram ao mesmo tempo. O desafio tinha valido a pena, não só para descarregar a raiva que Naruto nem sabia porque sentia dele, mas também como treinamento. Sasuke lutava melhor do que ele imaginou. O rapaz aparentava ser apenas um garoto popular e arrogante. Quem olhava para ele jamais pensaria que lutava tão bem.

Sasuke desviava com facilidade da maioria dos golpes de Naruto, mas estava tendo dificuldade em acertá-lo. Se perguntava se talvez fosse melhor deixar Naruto vencer a luta. Talvez assim o garoto o deixasse em paz de uma vez. Por outro lado também não queria perder para ele. Não entendia essa implicância de Naruto com ele. Naruto dizia que era o modo como ele o encarava, um jeito indiferente… bom, na verdade ele olhava para a maioria das pessoas assim, não era nada pessoal. Tinha apenas achado Naruto barulhento. Mas ao que parece Naruto se ofendeu com isso, e muito.

Sasuke acertou um soco nele, mas Naruto conseguiu bloquear o segundo. Aproveitou para lhe acertar com um chute no estômago. Sasuke arfou e conseguiu se afastar antes que levasse outro golpe. Naruto avançou contra ele, mas dessa vez foi ele quem foi atingido com um chute. Ainda ofegante, conseguiu desviar do segundo e aproveitou a brecha para dar uma rasteira em Sasuke, derrubando-o no chão.

Sasuke estava esparramado no chão do pátio da escola quando sentiu Naruto segurá-lo pela gola da camisa com as pernas ao redor de seu corpo para que não se levantasse.

— Eu vim para cá procurando por caras fortes… parece que tirei a sorte grande com você — Naruto comentou como quem fala do tempo.

— Fico lisonjeado por ser um dos caras fortes que você procura — falou com sarcasmo — Por que você quer tanto lutar? O que tem contra mim afinal?

Naruto paralisou por um instante. Ninguém nunca tinha lhe perguntado o motivo disso tudo. Porque estava sempre lutando. Porque desejava ficar mais forte. Era a primeira vez que alguém se interessava em saber mais sobre ele.

Não… Naruto não sabia se Sasuke estava se referindo ao seu objetivo ou ao motivo de Naruto desejar lutar especificamente com ele. Não podia se precipitar. Além do mais, precisava se concentrar no que estava acontecendo agora, caso contrário Sasuke conseguiria se soltar dele.

— Eu já disse. Te detesto por me olhar com indiferença, como se a minha presença aqui não tivesse importância. Como se eu não fosse ninguém — segurou a camisa dele com um pouco mais de força — Quase dá pena machucar esse seu rostinho bonito… mas terei que te ensinar uma lição.

Antes que Naruto pudesse fazer alguma coisa, um barulho estrondoso soou perto dali, seguido de um grito e interferindo nos planos de Naruto de forma drástica.



*Sounan: Líder da Yakuza.



______________


Notas Finais:

Essa história também foi postada no Nyah! Fanfiction e no Spirit.

25 de Fevereiro de 2020 às 03:34 0 Denunciar Insira 2
Leia o próximo capítulo Capítulo 2 – Competição

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 7 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!