jessica-lima1540501058 Jessica Lima

Yugi Muto é um jovem rapaz de 18 anos, ao qual nasceu em Dominó, o mesmo foi criado por seu avô Solomon Muto , o rapaz vive com o mais velho que sempre cuidou e tratou com muito amor e carinho o jovem, que é a ancestral de um faraó de 5 mil anos, carrega consigo um colar ao qual é em forma, de uma pirâmide presente de seu avô onde está selado o espírito do Yami o faraó sem nome que precisará desvendar o seu passado da qual ele não se lembra e salvar o mundo mais uma vez dos poderes das trevas e descansar a seu espírito contando com ajuda de Yugi e seus amigos...


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#romance-drama--tragédia-saga #heterossexualidade-bissexualidade #hentai-shoujo-romântico-LGBT #passado-de-Atem-vidas-passadas #revolutionshipping #faraó-Atem
10
16.6mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 10 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Tentando desvendar o passado de Yami

Japão, Dominó City

Yugi muto


Hoje é mais um dia de aula na faculdade em Tóquio, onde eu estou cursando arqueologia. E nas horas vagas — ou após. — eu duelo ao lado dos meus amigos Tea, Joe e Tristan. Eu os conheci na época em que montei o enigma do milênio, que foi dado pelo meu Avô Solomon. Além deles, eu tenho amizade com o Yami — ele e eu somos muito parecidos. Foi através dele que me tornei um dos melhores duelistas da cidade de Dominó. E também com o apoio dos demais, além de acreditar nos corações das cartas.

Há uma conexão entre mim e ele, de uma forma mútua e intensa. Por ter o conhecido há anos, é como se ele fosse parte de mim. Não sei por que, enfim.A partir de amanhã, irei para o museu de artes, que foi inaugurado esses dias, para ajudá-lo a desvendar o seu passado. Quem sabe se lá podemos encontrar uma pista, paraYami poder voltar para seu lugar de descanso e salvar o mundo das trevas. Eu espero que até lá dê tudo certo...

Yami

Faz cinco mil anos que eu estou aqui selado nesse enigma. Não vejo a hora de voltar para meu lugar de descanso e me lembrar das minhas origens das quais eu não faço ideia — só lembro que estou aqui preso há mais de um século. Espero que o Yugi e os demais me ajudem a concluir essa jornadalonga, da qual eu devo terminar e finalmente descansar. Sem ajuda deles ficaria difícil, mas com certeza conseguirei cumprir o meu legado e voltar para casa.

Hoje, Yugi marcou de se encontrar com a Tea na lanchonete e, depois, ir para o Museu de artes, para descobrir se tem alguma pista do meu passado. Desde que aquela arena pegou fogo, ao lutar contra Keith, as peças do enigma se desfez em pedaços; ele quebrou minhas memórias e elas ficaram apagadas. E, desde então, eu não fui mais o mesmo...

***

Após o término das aulas da faculdade, Yugi foi para casa e, em seguida se arrumou para sair novamente, para se encontrar com a sua amiga Tea. Ao chegar algumas quadras, ele usou o enigma do milênio, chamando Yami. Poucos minutos depois apareceu ela, o chamando e, eles se complementaram, ficando logo após um olhando para outro, sem ter assunto.

Yami é bem aéreo nos seus pensamentos — ele olhava pela janela até que ela puxou assunto para quebrar o silêncio entre os dois. Depois, eles saíram de lá e ficaram passeando pela cidade, indo logo em seguida para o museu Dominó...


2 de Janeiro de 2020 às 17:06 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Visitando o museu

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 49 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!