Desafiando o Destino Seguir história

melodyholy Melody Holy

Quem disse que eles deveriam seguir o que estava planejado para eles só por causa de uma marca idiota em alguma parte aleatória de seu corpo? Não. Não seria assim. Eles fariam o seu próprio futuro. Ryan/Arme ♦Fanfic escrita em 2017♦


Fanfiction Jogos Todo o público.

#MelodyHoly #Arme-Ryan #Ryan-Woodguard #Arme-Glensdit #GrandChase
Conto
0
381 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

- Wow!

Arme sorriu com a reação do elfo. Ryan olhava em volta como se nunca tivesse estado em um lugar como aquele. E provavelmente nunca estivera.

Os dois estavam na biblioteca de Canaban. Elesis decidirá aproveitar que passariam perto de Canaban para ir ao reino resolver algumas coisas com os Cavaleiros Vermelhos lá. Lire quisera abastecer seus suprimentos e medicamentos, visto que não encontrariam outra cidade tão cedo.

Arme fora para a biblioteca do reino, procurar por um livro que contivesse a história de Cazeaje, já que ela era daquele reino. E Ryan fora com ela.

Fazia menos de vinte dias que o elo se juntará às três na Grand Chase, no lugar que insistia em chamar de Floresta Élfica. Ele quisera ir com Arme na biblioteca, apesar dos protestos da maga sobre isso. Ela não tinha certeza se Ryan conseguiria ficar em silêncio naquele lugar, mas depois que as outras duas praticamente a abandonaram na porta do lugar com o elfo, ela não tivera muita escolha a não ser pedir para que ele a acompanhasse.

Agora, tinha de admitir, era engraçado ver como ele encarava as estantes lotadas de livros como se fossem algo divino.

A maga levou um dedo aos lábios, pedindo silêncio à ele após receber um olhar de advertência da bibliotecária. Ela o puxou para as estantes sobre história.

-Cuidado - ela sussurrou sem olhá-lo de fato.- Não podemos falar alto em uma biblioteca. Atrapalha a concentração dos outros.

Ryan assentiu, e era visível seu arrependimento por ter gritado na entrada do lugar. Arme lhe sorriu e acariciou seu cabelo, o que o fez corar.

-Certo, Ryan- Arme voltou a olhar para os livros, ignorando deliberadamente o constrangimento do companheiro.- Me ajude a encontrar um livro sobre a história de Cazeaje.

Ele assentiu mais uma vez, olhando ainda por algum tempo para a maga, que corria os olhos pelos títulos dos livros, antes de se virar e começar a procura pelo livro que ela pedira.

Infelizmente, sua mente não conseguia se concentrar na busca que deveria realizar. Não com Arme atrás de si.

Sim, era estranho, ele sabia. E errado. Ela não era sua alma gêmea. Mas não conseguia impedir que seu coração batesse mais rápido, que suas mãos suassem ou que seus olhos a buscassem em quase todos os momentos.

Lisnar que o ajudasse! Estava apaixonado por alguém que obviamente não era sua alma gêmea. Isso não era comum. Não podia ser! As almas gêmeas de elfos são elfos, era assim que aquele mundo funcionava. Como ele pôde se apaixonar por uma humana?

Elesis dizia que ele e Lire eram almas gêmeas, mesmo que a espadachim nunca tivesse visto a marca de nenhum dos dois. Lire... gostava da elfa, mas ela não exercia sobre ele o mesmo efeito que Arme. Não mesmo.

-Ryan?- o chamado sussurrado foi acompanhado de uma cutucada em sua costela. Ele se virou para Arme, que o observava quase que com vergonha.

-Hum?- o elfo não conseguiu formular uma pergunta decente, então esperou que isso expressasse bem seu questionamento.

Arme estendeu o braço, apontando para um livro em uma prateleira que ela não alcançava. Um pedido mudo para que o pegasse para ela.

Ryan riu baixo, dando um passo à frente para poder alcançar o livro de capa roxa. Arme apoiou-se na prateleira a fim de dar-lhe mais espaço. Infelizmente, aquela posição a permitiu ver a marca de Ryan, pouco abaixo da clavícula direita.

Um arco e uma flecha. A corda do arco, assim como a flecha, era dourada, enquanto que a "armação" do arco e as penas da flecha eram de um verde folha. O símbolo era vibrante, sinal de que ele já conhecera a elfa destinada à ele. Ela se perguntava quem seria até que viu as iniciais L.E em dourado ao lado do símbolo.

-Lire Eruell?- Arme murmurou, sem se dar conta do que fizera.

A cena que se desenvolveu em seguida Arme não foi capaz de acompanhar, mesmo que tivesse parecido correr em câmera lenta.

O símbolo da marca cintilou, como acontecia quando se ouvia o nome de sua alma gêmea. Ryan puxou o livro ao mesmo tempo em que olhou alarmado para Arme. O livro chegou ao chão com um baque mudo, e a maga ouviu Ryan sussurrar um 'não" entes de levar uma mão ao queixo da garota e aproximar os rostos.

Os lábios se tocaram sem que Arme pudesse fazer algo à respeito. Não que ela quisesse fazer algo à respeito daquilo. Quando se deu conta, correspondia àquele beijo tão terno e envolvente. Sentiu uma mão do elfo em sua cintura e a outra subiu por seu braço, parando em seu ombro direito. O toque do outro sobre sua marca a fez se tocar o quão errado aquilo podia ser.

Levou as mão até o peito dele e o empurrou de súbito. Ambos estavam ofegantes, mas Arme decidiu ignorar isso ao se inclinar para pegar o livro que havia caído. Lançou um olhar mortal ao elfo, que encarava uma prateleira atrás da maga.

-Por quê?- Ele perguntou murmurando, mais pelo choque do que por se lembrar de que estavam em uma biblioteca.

-Não podemos. Não sou sua alma gêmea, Ryan. Lire é.- Ela levantou a manga da roupa, revelando o desenho de uma adaga cinza de punhal azul. O desenho era fosco, prova de que ela ainda não encontrara sua alma gêmea. Apontou para a marca do elfo, o lembrando de para quem estava destinado.

Ryan umedeceu os lábios, pensativo enquanto olhava para a marca no ombro de Arme. Se apoiou na estante de livros atrás de si, de repente se lembrando se onde estava.

-Isso não importa - sussurrou, olhando a maga nos olhos. - Arme, isso não importa.

-Como a-

-Me escute- ele a cortou.- Por que somos obrigados a passarmos o resto de nossas vidas com uma pessoa em específico? Por que as deusas assim estabeleceram quando nos criaram? Por causa de uma marca de nascença idiota? - Riu baixo, balançando a cabeça.- Não, Minha vida não será como todos esperam.

Arme desviou o olhar, sentindo o peso das palavras em si. Droga. Estava prestes a chorar.

-Mas e a Lire? Ela com certeza já sabe que é você.

Ryan sorriu e olhou para o livro nas mãos da maga. O símbolo preto na capa roxa do objeto estava coberto pelas mão enluvadas da garota.

-Eu e ela já conversamos sobre isso. Lire não sente nada além de carinho por mim, assim como eu. Concordamos que não precisamos seguir o que as deusas escreveram sobre nós.

Arme fitou os olhos do elfo, como que tentando decidir se acreditava nele ou não. Suspirou, derrotada, vendo-o sorrir e se aproximar. As respirações se mesclaram e Arme sentiu algo se agitar dentro de si ao ouvir Ryan sussurrar um suave "posso?"

A maga sorriu e se inclinou,, eliminando a pequena distância ela mesma.

_______________________________________________________________

Arme sorriu ao ver Ryan e Lass discutindo sobre alguma banalidade, e Ronan tentar separá-los, sem sucesso, enquanto Jin apenas observava a cena, curioso. Lire e Elesis se aproximaram de si, provavelmente porque aquele era o melhor lugar para se assistir a discussão.

A maga podia ver que, assim como si, Lire revezava o olhar entre Lass e Ryan, e sua mão estava sobre o punho, onde sua marca estava.

Quando conheceram Lass, depois de finalmente derrotarem Cazeaje, Arme sentiu uma onda de calor vinda de seu ombro. O símbolo passara a brilhar de modo vibrante, e as letras L.I apareceram em prateado. Finalmente, conhecera sua alma gêmea.

Ela ainda não discutira o assunto com Lass, já que ainda não conseguira acalmar o ciúme de Ryan. Os garotos de davam bem , mas o elfo odiava ver a maga perto de Lass.

Esperava que o ninja compreendesse sua situação. Claro que gostava dele, e não seria mal educada só por causa do ciúmes do elfo. Mas não queria se apaixonar por ele.

-Relaxe, Arme- ouviu a voz de Lire sussurrar a seu lado.- Não se estresse com isso. Eu e Lass já discutimos esse assunto.

A elfa colocou a mão sobre seu ombro, como que para mostrar que estava falando das marcas. Olhando nos olhos dela, Arme pôde ver que não eram apenas ela e Ryan a desafiar seus destinos. Lire e Lass também faziam isso. Assentiu e sorriu.

Ao menos Ryan não precisaria mais ter ciúmes

22 de Novembro de 2019 às 12:48 0 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~