Conto
0
485 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

único

Você chegou em casa e estranhou as luzes apagadas, o silêncio era um tanto desconcertante. Tudo parecia vazio demais, frio demais; solitário demais.

O dia foi cansativo, você sabe. As pessoas te olham e desviam o olhar, no fundo elas também sabem. Tudo vem sendo complicado para você.

As cartas embaixo da porta precisam ser separadas, assim como as compras que foram deixadas sobre a mesa. Não era uma tarefa sua, era tarefa dele. Agora você terá de fazer, mas por ora, guarde apenas os alimentos perecíveis, tudo pode ser ajeitado amanhã.

É engraçado como as coisas são, as pessoas se queixam que tudo acontece rápido demais, mas é só uma desculpa para não terem percebido desde o início. Você sabe disso, Katsuki, agora você sabe.

Você deveria ter notado que tudo estava diferente, ele estava diferente. Mas você não fez, assim como ele também não. No fundo a culpa não é inteiramente sua, como também não é dele.

Sabe o monte de cartas que você acabou de pegar, a última delas não é para você. Ela tem o nome de Eijirou Kirishima e, ele não mora mais aqui. Você está só, Katsuki.

O cartão postal com a foto de Okinawa ainda estava na mesa de centro, junto com a chave extra. Não há mais necessidade de Eijirou tê-la, porque ele não vai mais voltar.

Mas no fundo, Katsuki, você tem esperança. Aguarda que ele bata na porta e peça para que vocês tentem de novo. Mas você sabe, Katsuki, isso não vai acontecer. Pelo menos não hoje.

Está tudo bem, você se saiu bem. Você se levantou da cama, foi trabalhar e se alimentou. Você fez compras, pagou o aluguel e mandou uma mensagem para seu pai, garantindo que estava tudo bem. Você se saiu bem, Katsuki. Você está sozinho agora, porque Eijirou lhe deixou, mas está tudo bem.

Está tudo bem, porque você vai se sair bem. Vai viver um dia de cada vez. Amanhã é um novo dia. Você vai ficar bem.

22 de Novembro de 2019 às 00:43 0 Denunciar Insira 2
Fim

Conheça o autor

Machadorisos . Aqui você vai encontrar de tudo um pouco, quase um mercadinho de fic. Sente, relaxe e aproveite, quem sabe não possa te tirar um sorriso com o que escrevo?

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~