Conto
1
714 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Heroi

Veja

A salvação de todas as quimeras veio por palavras silenciosas

Pontos rígidos e brilhantes na noite retangular

Estrelas reluzentes de verdades tão mentirosas

Cadentes e sedutoras em tantos céus


Escute

Os discursos ecoados de imponência vazia

Realidades de antes tintiladas no agora

Mantras de certezas absolutas

Matam-me na alma, conservam-me no corpo


Fale

As suaves palavras do teu clero tecem belezas em tuas indelicadas crueldades

Homes brutos lançam em teus ombros um manto real

O mal se transveste de dignidade justa

Enquanto pisa em seu próprio reflexo nas poças salgadas e rubras


Toque

Na pobreza concretizada por tua mesquinharia e estupidez

Nas vidas destroçadas por teu coração de pedra e de diamantes

Nos sonhos etéreos dos mortos vivos por ti criados

No futuro que se afundou no passado


Viva

Nos palácios de granito rodeados dos que escravizou

Teus servos pessoais possuem correntes cintilantes e estribos de aço

Teus amantes deitam-se no leito de um deus

Teu estandarte tremula sob um vale de tristeza sem fim


Amordaça-me

Não por eu proferir a verdade, pois nunca teve espírito para vê-la

Mas por aqueles que têm olhos, ainda que vendados

Por aqueles que têm ouvidos, ainda que obstruídos

Por aqueles possuem palavras próprias, ainda que perdidas em mentes embotadas

Por aqueles que guardam compaixão, ainda que obscurecida pelo medo e ilusão


Teu reino se projeta em mil e tantas noites

E, embora tua escuridão tende a engolir vidas que virão,

Não duvide: nada pode deter o novo dia que desponta

Mesmo que aos tropeços em meio às tuas trevas

Mesmo que estarrecido pelo desalento de tuas obras


Eu sei que sempre existirão dias sombrios à espreita no horizonte

Todo dia traz a glória de um sonho e o terror de um pesadelo

Mas toda manhã conclama o herói adormecido

Toda manhã vem me despertar em quem quiser acordar



9 de Novembro de 2019 às 18:11 0 Denunciar Insira 2
Fim

Conheça o autor

Alarinrin . É estranho me adjetivar. Melhor que as histórias que escrevo falem de mim e por mim.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~