Sagrada Magia Mística Seguir história

jpsantsil Jp Santsil

Ali sentado no sobrado, permanecia imóvel em plena contemplação, o corpo completamente relaxado e livre de toda tensão muscular, inflava energia. A mente em pleno estado de absoluto transe, sentia toda vida que se manifestava através dos seus olhos abertos e serenos...


Conto Todo o público.

#mistíco #Mágico #sagrado
Conto
0
422 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Sagrada Magia Mística

Sentou-se no sobrado do primeiro andar com uma bela vista dos montes de pedra esverdeados, cobertos de pinheiros, sálvias, alecrins, lavanda, mostardas, pequenos arbustos de amoras selvagens, entre outras ervas espinhosas e graminosas, que adornava a parte oeste da Galileia. Dedicara todo tempo livre a estudar a ciência oculta da MAGIA. Não a Magia pejorada e banalizada a falsas crendices, e ridicularias discriminatórias demoníacas, em que o homem tolo e a mulher tola julgam por aí.

Mas, sim! A Grande Ciência Sagrada que sempre estivera ligada desde os primórdios a humanidade. Aquela Força Infinita de luz radiosa que pode ser acessível ao ser invocada, provinda do âmago do nosso ser, ao romper a cápsula miserável da ignorância que gera o medo, a timidez, a avareza e a falta de fé. Sabia ele que a MÍSTICA não era para os ignorantes, e sim, uma coroa de rei e rainha da sua própria existência e consciência divina, para o homem e para a mulher de bem. Não o ‘bem’ de ‘bem e mal’, mas, o BEM do bem viver. O BEM da benção!

Buscara a raiz da MAGIA, como nenhum outro nessa época ousou. Fora além! Pois, a raiz da palavra ‘magia’ vem de ‘Magh’, palavra essa que quer dizer: ‘Sábio’, na língua dos povos que habitavam as regiões em que atualmente se encontra o Irã, junto as outras comunidades dos expatriados que habitam os países vizinhos, e os estados árabes do golfo Pérsico. Esses povos antigos eram os Persas. De ‘Magh’ se originou as palavras, como: Magnum, magistério, magíster... e por consequência: mago, mágico, mestre, mestrado. Todavia, intentara que MAGIA é o poder oculto dentro de cada homem e mulher, que contém a SANTA SABEDORIA OCULTA que capacita, disciplina, lapida e empodera a personalidade individualizada do SER a desvendar, e por assim, dominar a SI PRÓPRIO, e dominando a si próprio, estabelecia a conexão com o TODO EM TUDO para dominação de todo o UNIVERSO e de toda a NATUREZA.

Sabia ele que tamanha conexão, não seria nada fácil, porém, nada de impossível ao seu querer. E tridimensionalmente, na firmeza do seu corpo sólido, se percebera diante de uma aventura pessoal, solitária e única em seu estado do SER, e de ser. Sabia que para obter a VONTADE ORDENADORA que movimenta e controla as forças da NATUREZA MAJESTOSA e do UNIVERSO ABSOLUTO, tinha que manter uma constante observação e vigilância de todas as esferas dos seus cinco sentidos, aplicando a SAGRADA DISCIPLINA e a CIÊNCIA DA VONTADE sobre as multifacetadas manifestações dos seus sentimentos, emoções, pensamentos e palavras nos mínimos aspectos do cotidiano da sua vida diária. Só assim, conseguiria a CIÊNCIA TOTAL.

Para isso, tinha algumas ferramentas, como a meditação e imaginação criativa. Praticava as sete modalidades da YOGA INDIANA: a HATHA YOGA, para o controle e disciplina do pequeno veículo, que é o corpo físico; a RAJA YOGA, para o bom entendimento dos seus mecanismos mentais; a MANTRA YOGA, para a valorização da palavra como fonte de toda criação e poder divino criativo; a BHAKTI YOGA, para o exercício da humildade e simplicidade de toda devoção a FONTE CRIADORA, que traz a verdadeira paz e serenidade; a JNANA YOGA, para conexão com o DIVINO SUPERIOR em sua gnose do CONHECIMENTO TRANSCENDENTAL; a KARMA YOGA, para devoção aos deveres sociais e morais de servidão e voluntarismo com os seres semelhantes, em doação e boas práticas de ação de graças; e a TANTRA YOGA, que o conduziria a alcançar o mais elevado caminho do SAGRADO SUPERIOR... entre outras artes marciais orientais, que o autoeducava disciplinativamente para atingir a permissão de se dominar no plano físico, abrindo os seus canais energéticos, para o pleno conhecimento da MANIPULAÇÃO DO ESPÍRITO de todas as coisas existentes.

Percebia-se naquele instante, sentado no sobrado, trilhando a SENDA NIRVÂNICA de um ponto de vista alquímico, mágico e iniciático, escolhido por ele mesmo, para trabalhar nos mundos paradisíacos dos semideuses, ao se desviar pela SENDA DÉVICA, que mantinha e nutria a GRANDE OBRA de toda NATUREZA MAJESTOSA. Entretanto, todavia, fora além das delícias e encantos dos semideuses, seguindo o solitário caminho da VIA DIRETA, escolhida pelos mestres e grandes almas purificadas pelos muitos nascimentos, que intentaram ser os avatares, e enviados que encarnaram a TOTAL CONSCIÊNCIA DIVINA, perdendo-se completamente na dissolução do ABSOLUTO SAGRADO SUPERIOR.

Ali sentado no sobrado, permanecia imóvel em plena contemplação, o corpo completamente relaxado e livre de toda tensão muscular, inflava energia. A mente em pleno estado de absoluto transe, sentia toda vida que se manifestava através dos seus olhos abertos e serenos. De repente, vários pontos de luzes que piscavam, riscando a paisagem, aparecendo e desaparecendo repentinamente em curvas desconexas, tomou de avulso seus sentidos de visão. Esses pontos luminosos faiscantes iam cada vez mais ficando numerosos, rápidos e contagiantes, e de todo o seu corpo saíra tentáculos luminosos esverdeados fluorescentes como raízes a penetrar o solo da terra, buscando o âmago da NATUREZA MAJESTOSA, e do UNIVERSO MAGNIFICO uma seiva de luz cor de meu o penetrava, tomando todo o seu ser.

Entrara, assim, na QUARTA VERTICAL, abandonado o mundo tridimensional em que pregara Euclides, em que, na sua vivência mística, uniu a FEMININA IMAGINAÇÃO a MASCULINA VONTADE, dissipando toda aquela paisagem no sobrado que se sentara, onde o SER RECEPTIVO recebeu a linha média do SER CRIATIVO, aniquilando o abismo do observador entre a coisa observada.

5 de Novembro de 2019 às 20:57 0 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Jp Santsil Nasceu em Salvador, capital do Estado da Bahia, tendo se dedicado mais da metade de sua vida a projetos de ativismo social, educacional, cultural e ecológico com crianças e jovens em estado de risco e extrema pobreza nas favelas e comunidades carentes do Brasil e Ecuador. Atualmente vive e é cidadão do Estado de Israel, oriente médio asiático, onde se dedica a projetos ecologicamente sustentáveis. ​

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~