Para minha amada e adorada, Pandora Seguir história

sophiagrayson Sophia Grayson

Pandora jamais imaginou em receber um presente como aquele. | Universo Alternativo | | AiorosXPandora | | Fanfic muitíssimo adiantada para o aniversário de Pandora Heinstein |


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#fluffy #cavaleiros-do-zodiaco #saint-seiya
Conto
0
799 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único - Feliz aniversário, Pandora

Era uma bela manhã de junho, o Sol brilhava estonteante e as nuvens eram raras na paisagem do céu. O clima era fresco e bem calmo na pequena cidade, perfeito para dar uma passeada pela mesma, com o canto dos pássaros aqui e acolá.

Tudo às mil maravilhas para ter um ótimo dia. Menos para uma moça que acabava de chegar em seu apartamento da faculdade, completamente triste e de mal humor por causa das provas. Cada uma com sua dificuldade e o que gostava de chamar: moda, para certos modelos avaliativos que se sabe lá de onde o professor os tirou.

Era para chorar sangue.

Pandora, completamente amargurada trocou de roupa, colocando suas folgadas e velhas vestes de casa, chinelos e soltando suas longas madeixas negras. Sentou-se em seu sofá da sala em frente a uma grande televisão e bufou completamente cansada.

Ela se sentia a pior coisa do mundo, um lixo mais do que lixo, um nada que não prestava para... bom, para nada mesmo.

Tudo por causa de provas que medem o conhecimento de forma abusiva das pessoas. Deixava seu psicológico já falho em puro pó.

Estava tão perturbada que nem percebeu que dia era. 25 de junho, seu aniversário. Que iria passar batido se não fosse uma pessoa extremamente especial para ela, com uma surpresa bem fofa e romântica.

A jovem Heinstein pulou de susto ao escutar sua campainha ressoar pelo apartamento. Aprumou-se no sofá, não estava esperando ninguém. Somente levantando-se quando escutou a segunda pressionada no sino, tentando se lembrar se tinha pedido algo pela internet. Mas nada vinha em sua mente.

Abrindo a porta e tirando o ferrolho de segurança, se deparou com um jovem entregador com um buquê nas mãos. Pandora arregalou seus olhos cinzentos surpresa.

Tinha que ter algo errado. Aquilo era bonito demasia para ela.

O conjunto de rosas no buquê eram: verdes, brancas, lavanda e pink, com hastes de pequenos botões, em um papel branco com vermelho mais lindo do que já tinha visto.

Ficou parada completamente pasma e quase abrindo a boca para perguntar se não era algum engano, mas logo o entregador a cortou antes de falar algo.

— Senhorita Pandora Heinstein? — a morena balançou a cabeça positivamente, então o buquê era realmente para ela? Mas de quem poderia ser?... Espera, era dele?

O rapaz entregou o buquê para ela com uma expressão que dizia “você tem muita sorte, moça. É muito amada”. Logo depois pegando uma prancheta que estava debaixo de seus braços.

— Poderia assinar aqui, por favor? — a canceriana rubricou mecanicamente, logo depois agradecendo ao rapaz, que foi embora para mais uma entrega.

A morena ficou mais um bom tempo no portal de seu apartamento assimilando o que tinha acontecido, até que sua visão encontrou um cartãozinho bem delicado, com uma letra de dar inveja a qualquer um que fazia caligrafia. “Pandora”.

Reconheceu momentaneamente a letra. Era de Aioros, seu namorado que deveria ter acabado de retornar de uma viagem.

Passou as mãos nos cabelos ansiosa. A correria foi tanta que ainda não tinha falado com o sagitariano naquele dia, ficou envergonhada pois tinha recebido um presente — que ainda não tinha entendido o porquê — e nem sequer deu bom dia a ele como sempre faz no aplicativo de mensagens.

Pescou o cartãozinho e o abriu, assim que entrou no lar e fechou a porta com todas as trancas.

“Para minha querida e adorada, Pandora;

Meu amor, não faço ideia do que colocar nesse pequeno cartão. No momento, é tanta informação que se passa em minha cabeça.

Talvez primeiro de tudo, seja o significado desse lindo buquê. Estava voltando para casa quando me deparei com essas belas rosas, cada uma com seu significado e fiz questão de escolhe-las a dedo para você.

Foi um pouco difícil, pois queria retratar com elas a intensidade que sinto. Meu amor é tão forte que fiquei com receio de não representar em sua essência.

Então como primeira opção escolhi a rosa pink. Que representa amor, admiração e forte emoção. Tudo o que eu sinto nesse terreno que é minha mente e coração.

Já a de tonalidade lavanda, é o amor e encantamento que senti quando te vi pela primeira vez. Interpreto como amor à primeira vista, o que foi o caso comigo. Te amei assim que pus os olhos em você.

Pode achar que fiquei encantado somente por sua aparecia, mas não foi só isso! O que me encantou mais foi a alegria em seu olhar, a forma de como falava daquilo que era extremamente prazeroso para sua pessoa. Seus olhos brilhavam como nunca tinha visto em ninguém antes.

Percebi na mesma hora o quanto fui sortudo de meu amigo ter faltado a aula e eu fazer dupla no trabalho de campo contigo. Na verdade, tenho até que agradecer a ele, pois foi a falta que me fez conhecer uma das pessoas que mais amo no mundo.

Voltando para as rosas, a última é a de cor branca, representa a pureza, inocência, humanidade e agradecimento.

Estas são coisas que te vejo exalar. A pureza e inocência com certas opiniões, humanidade com sua sinceridade e amor com os mais próximos, fazendo de tudo para ajudar. Mesmo que tem vezes que não deveria, pois tem pessoas que não merecem todo o carinho que você dá.

E o agradecimento, que é por aceitar essa pessoa um tanto extrovertida para com indivíduos que conheço, impulsiva que não pensa direito quando faz certas coisas, me arrependo logo depois. Ansioso e cheio de problemas relacionados. E claro, com sinceridades tremendas.

Obrigado por me amar, por abrir esse espaço para me receber e todo meu amor, seu amor.

Feliz aniversário, meu amor! Muitas felicidades e saúde.

Que passemos mais e mais para o próximo nível de nosso relacionamento.

E Pandora, sorria! Seu sorriso é belo! Não se repreenda tanto. Sei o quanto essa semana de avaliações te incomodam e te afundam mais ainda em seu poço. Não se deixe levar por notas, sei que se dedica bastante e elas não representam em nada seu verdadeiro conhecimento.

Com todo o amor e carinho,

Aioros.

(Ps: Nos vemos mais tarde, meu anjo)”.

Pandora se deslizou no chão até se sentar, encostada no portal. Algumas lágrimas escapavam de seus belos olhos. Jamais em toda sua vida pensou em receber algo tão romântico. Não se tocava o quanto seu namorado era um romântico incurável, sendo várias e várias vezes demonstrado por poemas fofos colados em seus cadernos e geladeira, sem contar dos bilhetinhos que encontrava pelo apartamento, sempre que Aioros passava o fim de semana.

Agora isso descia em seu íntimo, aquecendo seu coração ainda mais e seu amor por aquele acastanhado ficou mais forte. Tão sincero, tão amoroso e cuidadoso.

Seu dia tinha dado uma volta de cento e oitenta graus, e agora se sentia muito melhor. Como sempre acontecia quando estava perto dele.

E ainda Aioros se lembrou do aniversário dela, no qual ela mesma tinha esquecido!

Cheirou as belas rosas perfumadas e de olhos fechados, visualizando as esmeraldas do mais novo em suas memórias. Como amava aquele romântico incurável.

Depois de um tempo, se levantou para colocar o buquê em algum lugar bonito e para não perder nem tão cedo sua vitalidade. Logo após foi descansar para depois se arrumar. Queria estar bela e bem para ver Aioros mais tarde e agradece-lo por seu belo e maravilhoso presente.

23 de Outubro de 2019 às 09:51 0 Denunciar Insira 2
Fim

Conheça o autor

Sophia Grayson Só uma garota que gosta de escrever.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~