VIVER O QUÊ? VIVER DE QUÊ? VIVER PORQUÊ? Seguir história

jpsantsil Jp Santsil

Viver o quê? Viver de quê? Viver porquê? Vamos me fale! Pra quê viver?


Poesia Sátira Todo o público.

#reflexão #vida
Conto
0
519 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

VIVER O QUÊ? VIVER DE QUÊ? VIVER PORQUÊ?

O mundo é tão complicado
As pessoas são tão confusas
Felicidade!
Todos buscam, todos buscam...



A vida é tão curta
Os dias passam rápido
O tempo é escasso
Não temos tempo a perder
O tempo não para
Vamos viver!



Viver o quê? Viver de quê? Viver porquê?
Vamos me fale! Pra quê viver?



Viver a ignorância predominante do nosso país?
Viver a miséria e a violência que deixa o nosso povo infeliz?
Viver a deficiência do ensino público?
Viver com fome, demente e imundo?
Viver num país de terceiro mundo subdesenvolvido?
Viver a blasfema “de um mundo melhor” na boca dos políticos?
Viver jogado nas praças, debaixo dos viadutos, marquises e vielas?
Viver a vida bastante iludida de uma novela?



Viver o quê? Viver de quê? Viver porquê?
Vamos me fale! Pra quê viver?



Vamos viver o que há para viver
Viver o momento presente
Deixar que o coração e a mente ame incondicionalmente
Vamos nos preencher do mais infinito amor por todas as criaturas
Praticar a benevolência para com o mundo todo
Porque somente quando amamos é que percebemos a importância do viver



Vamos me fale! O que há para amar?



Amar é ter respeito
É sentir dentro do peito
É abster-se de todas as facetas do preconceito



Amar é cuidar do bem estar de todas as coisas
É não possuir, mas, de ser possuído
É olhar para uma árvore e não vê só uma árvore
Vê raízes, folhas, tronco, chuva, solo e Sol
Em um relacionamento contínuo e a árvore aflorando dessa relação



Amar é olhar para si mesmo e para outra pessoa e vê a mesma coisa
Árvores e animais, humanos e insetos, pedra, flores e pássaros
Todos unidos na mais perfeita harmonia
Dando origem a todas as coisas vivas



A pessoa que ama é compreensiva com sua gente infantil
Em seu olhar não há malevolência
Quando é agredido e ofendido escreve na área
Para que o rancor e o ódio do seu coração
Sejam apagados facilmente pelas ondas do mar
E os benefícios que recebe escreve na pedra
Para que sejam lembrados para todo o sempre



Amar é saber que a Terra é um ser vivo
Um gigantesco ser consciente
Sujeito às mesmas forças que nós
É saber que este grande ser é a nossa Amada Ama
E assim, respeitá-la



Sabendo disso!
Sabe-se que todas as coisas vivas são irmãos



Cuidando delas!
Estaremos cuidando de nós mesmos
Dando a elas!
Estaremos dando a nós mesmos
Ficando em paz com elas!
Estaremos sempre em paz, em paz com nós mesmos



Vamos viver o que há para viver
A felicidade brota do agora
O entendimento está no momento presente
Na nossa vida cotidiana
Caminhando passo a passo ao nosso lado



Viver cada minuto como se fosse o último minuto de nossas vidas!



Não importa o lugar
Não importa a condição
Viva! Viva o momento presente!



Porque a vida é curta
Os dias passam rápido
O tempo é escasso
Não temos tempo a perder
O tempo não para
Vamos viver!



Sem “o quê?”, sem “de quê?”, sem “porquê?”
Sem se perguntar “pra quê viver?”

17 de Outubro de 2019 às 14:44 4 Denunciar Insira 4
Fim

Conheça o autor

Jp Santsil Nasceu em Salvador, capital do Estado da Bahia, tendo se dedicado mais da metade de sua vida a projetos de ativismo social, educacional, cultural e ecológico com crianças e jovens em estado de risco e extrema pobreza nas favelas e comunidades carentes do Brasil e Ecuador. Atualmente vive e é cidadão do Estado de Israel, oriente médio asiático, onde se dedica a projetos ecologicamente sustentáveis. ​

Comentar algo

Publique!
tiago líreas tiago líreas
Parece com algo que o Gabriel, o Pensador escreveria. Temas tão básicos que parecem tão óbvios que todo o mundo deveria entender sem nem precisar ouvir, mas que infelizmente precisamos repetir vezes sem conta porque a corrupção desse ser que supostamente é humano permanece.

  • Jp Santsil Jp Santsil
    O Corpo do Desejo assumiu ser o nosso SER. Quando nos livramos desse corpo ilusório, podemos viver a simplicidade da alegria do REAL. 3 weeks ago
Billy Who Billy Who
Memento mori! Muito bom, vou acompanhar seus textos, são ótimos

~