Gin no Majo 銀 の 魔女 Seguir história

yukisenpai Yukki Kenji

A historia gira em torno de uma maga que desconhecia sua origem e era desprezada por todos, ate que um dia um certo acidente ocorre e a verdade e revelada .


Fantasia Medieval Para maiores de 18 apenas. © Todos os Direitos Reservados a Mim

#romance #fantasia #superpoderes #anjos #demônio #ação #Maou
1
734 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

O Começo

[???]

- Ahhhhh! Socorr-

[???]

- Por favor n-..

Caos, gritos e muito sangue, diante de meus olhos vi cada uma das pessoas com quem convivi por muito tempo serem massacradas pela fera descontrolada, vários magos e aprendizes arriscavam suas vidas para contê-la, mas não eram nada mais que papeis frágeis para as garras afiadas de tal criatura .Enquanto tentavam desesperadamente matá-la eu caminhava lentamente pelo corredor, algumas pessoas horrorizadas passavam por mim correndo na direção oposta, algumas chegavam a me derrubar e gritar algo como : "saia da frente inútil; não fique ai parada atrapalhando os outros, vá e ganhe alguns segundos com esse seu corpo fraco, não que duraria muito não é mesmo ?; por que você está aqui enquanto muitos morrem la fora ?". Não posso culpá-los sei que sou apenas um incomodo, com esse meu corpo fraco e sem muita magia morreria ao um simples rugir da fera, mas não posso ficar parada vendo pessoas morrerem, se eu ao menos conseguir ganhar alguns segundos para que todos possam fugir, já terá valido a pena. Continuo caminhando em direção a batalha, com uma forte determinação me lembro de algumas aulas que tive, ou melhor, que observei os outros alunos tendo já que não se incomodariam em ensinar nada a mim. Por ser muito observadora aprendi alguns feitiços mas com uma magia tão fraca duvido da minha capacidade de invocá-los .

[Besta descontrolada]

- (Rugido*)

Um rugido ensurdecedor se é ouvido quando saio para fora.

[Rei]

- G-Giant Cérberos !

Giant Cérberos.. uma besta mágica enorme de três cabeças, diante de tal criatura dita como uma das bestas magicas mais forte que existe eu tremia, dizem que o rugido desta criatura continham partículas mágicas que te debilitavam e enfraquecia qualquer encantamento contido em você. Minhas pernas bambeavam enquanto tentava prosseguir, pouco a pouco consegui superar o medo e seguir em frente. Olhava para os lados e via cadáveres por todas as partes ,a maior parte do colégio já havia sucumbido .

Me posiciono atrás da criatura que estava distraída com alguns magos, estendo uma das mãos, com a outra seguro meu ombro e conjuro um feitiço de ataque básico que aprendi .

[Rei]

- "Vinde a mim ó espírito do fogo, aquele que tudo queima aquele que tudo destrói, mostre me o seu poder e destrua o meu inimigo ! - FireBall"

Sinto um poder vindo para palma de minha mão, me concentro um pouco mais e disparo, uma bola de fogo é lançada e atinge a besta, mas por eu ser fraca e ter pouca magia o tamanho foi dez vezes menor do que uma comum, a besta então coloca sua atenção em mim e começa a correr em minha direção, de longe posso escutar os magos que estavam lutando contra ela dizerem:

[Mago A]

- Isso, chame a atenção dela enquanto fugimos !

[Mago B]

- Até que em fim será útil para alguma coisa .

[Mago C]

- Está na hora de pagar o que nos deve por ter vivido conosco todo esse tempo .

Depois de literalmente me mandarem morrer, correram em direção ao circulo mágico que se formou diante o Mago Mestre, um círculo de teletransporte que liga esse colégio com um lugar seguro longe daqui, por algum motivo Cérberos começa a me ignorar e ir em direção ao aglomerado de pessoas que estão dentro do circulo, o Mago Mestre percebendo a ameça começa a conjurar o feitiço de ativação, mas então a besta rugi quebrando-o, nesse momento caio de joelhos me sentindo fraca como se minha energia houvesse sido drenada, algo no peito queima depois de ser exposta ao grito da besta. Tento ignorar isto e me levantar enquanto a besta lentamente começa a ir em direção ao Mago Mestre.

[Mago Mestre]

- Fique longe besta sanguinária !

- " Espírito da luz , aquele que tudo perfura , mestre dos raios e do céu , diante nosso contr- ..

Antes que pudesse terminar sua conjuração a cabeça do Mago Meste rola no chão, Cérberos então devora seu corpo com suas três cabeças absorvendo sua magia e tornando-se mais forte, meu peito mais uma vez queima como brasa.

[Rei]

- Merda! por que sou tão fraca, se ao menos fosse mais forte...

Então me lembro do feitiço que o Mago Mestre tentou usar antes de morrer, aquilo não era um feitiço ofensivo e sim uma invocação, magos podem invocar espíritos com sua magia ou até mesmo Besta mágicas e fazerem um contrato com elas, mas claro, eu não conseguiria invocar algo através de minha magia, porém existe uma outra forma, na verdade existem dois tipos de invocação: Um; por magia, onde você conjura um espírito e faz um contrato com ele, isso seria chamado de conjuração branca ou seja magia branca. Dois; por sangue, onde você usa seu próprio sangue como catalizador e invoca um ser e o faz se submeter a você, isso seria chamado de conjuração negra, ou seja magia negra, mas essa forma é instável se você não conseguir subjugar a criatura ela te consome e você morre.

[Rei]

- Não tenho tempo pra pensar em consequências preciso fazê-lo rápido se não todos morreram .

Da ultima vez em que fiz isso consegui invocar somente uma criatura de Rank F e mesmo assim não consegui subjuga-la, por ser uma fraca criatura foi rapidamente eliminada por um professor que me viu fazendo aquilo e então me deixou presa por uma semana sem água ou comida, me xingou dizendo que estava contaminando o colégio com magia negra, e se me visse fazendo aquilo novamente me puniria por isso.

Decidida a fazê-lo pego uma adaga que estava na cintura de um de meus colegas mortos, por mas que meu corpo seja fraco minha mente esta forte e cheia de determinação, assim não tenho tempo pra me preocupar com sangue e pessoas mortas ao meu redor. Desenho um circulo magico e faço um corte em minha mão, enquanto isso escuto gritos e barulhos de magias sendo lançadas contra a besta. Coloco minha mão sobre o Circulo deixando meu sangue cair e começo a invocação:

[Rei]

- "Ser místico criatura mágica, espírito branco besta indomada, não tenho nada a oferecer, então com meu sangue eu te convoco, ouça meu chamado e se submeta a mim...

O Circulo começa a brilhar enquanto faço a conjuração, Cérberos parece notar e coloca sua atenção em mim, novamente rugi só que desta vez em minha direção, meu corpo parece que ira ceder a qualquer momento mas me mantenho firme, meu peito começa a queimar novamente.

[Rei]

- ..- Água , fogo , vento , terra , luz e trevas ...

Cérberos percebendo que não conseguiu quebrar o circulo começa a correr em minha direção, por ser uma invocação de sangue nenhum circulo feito com magia foi utilizado, eu mesmo o desenhei então ele não poderia quebrá-lo com seu rugido.

Chegando rapidamente a mim Cérberos pula em minha direção .

[Rei]

- !!!

- ..-Vinde a mim e atenda meu chamado - Invocation.

Uma forte luz cega meus olhos e ao mesmo instante Cérberos perde uma de suas cabeças e é arremessado há vários metros de distância .

A poeira começa a abaixar, pouco a pouco recupero minha visão, posso escutar alguns professores dizendo:

[Professor A]

- N-não pode s-ser....

[Professor B]

- Isto é i-impossível ...

[Professor C]

- P-por que ele está a-aqui, e-estamos todos m-mortos...!

[???]

- (Risada maléfica*) Interessante ... sim ... muito interessante .

- Em pensar que um humano tão frágil pudesse me invocar.

[Professor A]

- D-demônio r-rank S ...

- KRYPHT MERPHISTO!

[Professor B]

- O-oque você fez sua inútil , agora com certeza todos morreremos !

Com minha visão recuperada vejo um demônio com aspecto humano segurando uma das cabeças de Cérberos, dizem que quanto mais forte o demônio mais Humano ele se parece, e esse que esta em minha frente com um sorriso maligno só se diferencia pela cor, seus chifres e asas .

Cérberos que foi jogado longe começa a se levantar, seus olhos estão vermelhos, listras magicas aparecem em seu corpo sinal de que realmente estava nervoso, sem se importar com quem quer que seja Cérberos começa a atacar tudo e todos que estão por perto.

Com um ser de Rank S em minha frente não consigo mexer nenhum músculo, não me dando por vencida diante ao medo pego a adaga e cravo em minha perna , a dor causada me faz sair do estado de choque .

[Krypht Merphisto ]

- Oh... apesar de ser uma humana tão frágil você parecer ter coragem ao me encarar desse jeito. (Risada maléfica*)

[Rei]

- E-eu te invoquei , q-quero que me o-obedeça !

[Krypht Merphisto]

- Hooo... e por que eu obedeceria a uma humana fraca como você ?

[Rei]

- S-se n-não me obedecer , t-terei que te su-su-subjugar .

Então em questão de segundos ele desaparece e aparece bem próximo a mim .

[Krypht Merphisto ]

- Hoo... e o que te faz pensar que consegue fazer isto ? (Sorriso maléfico*)

- Vocês humanos são criaturas estranhas, por que deseja ajudar aqueles que te desprezam ?

- Vamos... se você me pedir para matar a todos, talvez eu possa te ouvir.

- (Risada maléfica*)

Enquanto tento com todas as forças não me submeter ao medo vejo todos sendo massacrados por Cérberos .

[Rei]

- VÊ SE ME ESCUTA DE UMA VEZ E FAÇA O QUE EU MANDO !!!

Depois de gritar com todas as forças, sinto meu peito queimando como se fosse derreter e então algo dentro de mim se rompe, um pilar de luz que chega ao céu sai de mim a pressão mágica é tão forte que sinto meu corpo se rompendo .

[Rei]

- AAAAAAHHHHHH !!!!

- ... o..que..é...is-....AAAAHHH !!!!

[Krypht Merphisto ]

- Esse poder...

De longe alguém que aparenta ser um dos professores me olha com uma cara perversa .

[Professor Suspeito]

- (Rindo*) ... O selo foi quebrado, agora não temos mais motivos para proteger essa aberração.

- Sim (ri*) como o planejado, Cérberos quebrou o selo e agora vou poder matá-la sem interrupções .

[Rei]

- AAAAHHH!!!

Sinto um poder insuportável dentro do meu corpo, meus dedos começam a nascer garras sinto algo saindo de minhas costas.

[Krypht Merphisto ]

- Você é...

Antes que Merphisto possa terminar, o professor suspeito aparece diante mim e me apunhala com uma adaga de luz, lentamente o poder que saia de mim começa a enfraquecer e minha consciência começa a ir embora ...

[Krypht Merphisto ]

- MALDITO !

Com um simples olhar Merphisto o faz virar pó, depois disto minha consciência se desvanece por completo.

[...]






7 de Outubro de 2019 às 16:59 5 Denunciar Insira 3
Leia o próximo capítulo O Desafio

Comentar algo

Publique!
MiRz Rz MiRz Rz
Olá, eu sou a MiRz do Sistema de Verificação do Inkspired. O Sistema de Verificação atua para ajudar os leitores a encontrar boas histórias no quesito de gramática e ortografia; verificar sua história significa colocá-la entre as melhores nesse aspecto. A verificação não é obrigatória para sua história continuar sendo exibida no site, portanto se não se interessar em obtê-la, basta ignorar essa mensagem e não alterar o seu texto. Caso queria que outras histórias suas sejam verificadas, é só contratar o serviço através do “Serviços de Autopublicação”. Sua história está marcada como “em revisão”, pelos seguintes apontamentos retirados do seu texto: 1) Letras maiúsculas e minúsculas: em alguns momentos do seu texto, você começou a palavra com letra maiúscula quando a forma correta seria com letra minúscula, como por exemplo, “[...] Caos, Gritos e muito sangue [...]”, neste caso a palavra “gritos” deveria começar com letras minúscula. O mesmo erro acontece também após o ponto-e-vírgula, que continua a se usar letras minúsculas; 2) Falta de acentuação: as palavras oxítonas terminadas em “a”, “e” e “o” seguidos dos pronomes oblíquos terminados em –lo(s), -la(s) devem ser acentuadas, como por exemplo, “contê-la”, “matá-la”, “subjugá-la”, entre outros. Há outras palavras que necessitam de acentos como “espíritos”, “lá”, “mágicas”, entre outros. 3) Vírgulas: existe alguns errinhos de vírgula, como a palavra “por favor” vem entre vírgulas, assim como “ou seja”, entre outros. A vírgula também deve vir antes das conjunções, como “mas”, “porém”, “pois”, “portanto”, entre outros e também para separar vocativos; 4) Uso do mas e mais: em vários momentos do texto, a palavra “mais” foi utilizada no lugar do advérbio “mas”. O “mais” indica somo ou aumento de quantidade, é o antônimo de “menos”. Já o “mas”, é uma conjunção adversativa, serve para exprimir uma ideia contrária ao que foi dito anteriormente. Outra coisa que apesar de não ser erro gramatical, mas que seria bom se atentar é manter a pontuação próxima da palavra que a antecede e manter o espaço depois da vírgula, do ponto, do ponto-e-vírgula, etc. Eu dei apenas alguns exemplos retirados do seu texto, há alguns outros tanto no primeiro capítulo como no segundo. Você pode procurar um Beta Reader para analisar os erros mais profundos ou se quiser, pode conferir algumas dicas que o livro “Esquadrão da Revisão” aqui do Inkspired fornece. Caso você estiver interessado em uma nova verificação, após corrigir os erros de todos os capítulos, basta comentar aqui, que eu farei uma nova releitura. Tenha uma boa semana! ;)
9 de Outubro de 2019 às 23:36

  • Yukki Kenji Yukki Kenji
    Obrigado pela verificação, agradeço por me apontar alguns dos meus erros, gostaria que olhasse novamente, os erros das letras maiúsculas são um costume que acabei tomando enquanto escrevo, e os erros de "mas" e "mais" eu jurava que tinha corrigido todos . 10 de Outubro de 2019 às 12:33
  • MiRz Rz MiRz Rz
    Olá júnior! Então, houve a correção de apenas alguns erros apontados, enquanto outros continuam, tanto em acentuação, como o "mais" no lugar do "mas", letras maiúsculas e minúsculas, também. Infelizmente, não posso verificar a história se tudo não for corrigido em ambos os capítulos postados. Eu recomendo que você contrate o serviço de Beta Reader no Serviço de Autopublicação aqui do Inkspired. Os betas poderão apontar com mais detalhes os erros e lhe dar um feedback sobre desenvolvimento da história, caso você queira. Após a nova correção, responda para outra releitura. :) 10 de Outubro de 2019 às 13:41
  • Yukki Kenji Yukki Kenji
    Poxa, jurava que tinha corrigido todos os erros, me desculpe. Realmente havia erros, algumas palavras estavam com letras maiúsculas pra dar um destaque na palavra, outras é porque eu errei mesmo , agora revisei, acredito não haver mais erros, se houver, é porque deve ser algo que não entendi direito . Obrigado 10 de Outubro de 2019 às 23:21
  • MiRz Rz MiRz Rz
    Oi Júnior. Infelizmente, sua história continua com coisas erradas. Os erros que eu apontei, foram apenas alguns exemplos, existem algumas outras palavras acentuadas erradas ou com falta de acentuação, tanto no capítulo 1, como no 2 e no 3 também. É normal deixar passar várias coisas na revisão porque sua mente está "viciada" na história. Então, às vezes, você lê o mesmo capítulo várias e várias vezes e não enxerga nenhum erro. Aconselho a pedir para outra pessoa que você confie revisar e apontar os erros. Você pode solicitar um Beta Reader daqui do Inkspired no Serviços de Autopublicação, pagando em dinheiro ou trocando por pontos de recompensa que você ganha ao curtir histórias, comentar, dar review, etc. Eles poderão apontar melhor todos os erros certinhos, que aqui na verificação eu não tenho como. Não tenha pressa de revisar, a falta de verificação não irá lhe prejudicar em nada. ;) A nova releitura é como sempre, basta responder ao comentário. :) 12 de Outubro de 2019 às 07:39
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 5 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!