UMA CRUSH PARA JERRY Seguir história

K
Karine A.


Jerry e Sarah são opostos, porém melhores amigos. Sarah propõe ajudar Jerry conquistar uma garota da escola. O que eles não sabem é que essa história terá uma revira voltas e vão aprender que as coisas não são como planejamos. Uma história adolescente cheia de surpresas.


Romance Todo o público.
2
196 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

A MUDANÇA E A CONQUISTA

Jerry era um adolescente introvertido e recluso, muito inteligente. Era chamado de CDF em seu colégio.

Jerry não tinha muitos amigos, e passava longe dos populares com exceção de Sarah sua melhor amiga, que era uma das garotas mais lindas e populares da escola.

Sarah era magra, olhos verdes, cabelos negros, pele clara e radiante, e bochechas rosadas.

Jerry era alto, esbelto, usava óculos grandes, no seu rosto haviam algumas espinhas e seus cabelos eram lisos e caídos em sua testa. Muito inteligente e culto, Jerry se interessava por literatura, politica, ficção cientifica e jogos de RPG, era um tipico adolescente ''nerd'', suas notas eram excelentes, as melhores da escola.

Diferente de seu melhor amigo, Sarah não tinha uma inteligencia tão notável, e não era culta.

Sarah era uma adolescente que passava horas em frente ao espelho se admirando, tudo que ela queria era estar impecável e ser notada por onde passava. Passava horas postando tudo oque fazia para a alegria de seus milhares de seguidores.

Jerry e Sarah se conheciam desde o pequenos, por serem vizinhos e estudarem na mesma escola, talvez esse fosse o único motivo para duas pessoas tão diferentes serem melhores amigos.

Além de tudo, Jerry sempre ajudava Sarah com suas notas, e Sarah sempre ajudava Jerry se livrar dos valentões da escola, que gostavam de importuna-lo. uma amizade benéfica aos dois.


Certo dia, Jerry estava saindo de sua casa e avistou Sarah saindo muito apressada:

-Sarah! Sarah! espere!

Sarah olhou para trás com um sorriso sem graça e respondeu:

-Oi, depois a gente se fala! estou com pressa.

Jerry descontente, disse:

-Tudo bem, mas estou indo á escola também, e sempre vamos juntos.

Sarah rapidamente retrucou:

-Sim, mas hoje vou de carona com Peterson.

Assim, Sarah entrou no carro de Peterson, deixando Jerry desapontado.

Peterson fazia parte do ciclo dos populares da escola, muito marrento, ele se achava o maioral. Sempre foi afim de Sarah, mas seguindo os conselhos de Jerry, Sarah nunca deu chance á Peterson.

Jerry ficou incomodado por deduzir que rolava algo entre Sarah e Peterson.

Chegando até a escola, Jerry entrou na sala e percebeu que Sarah não estava. preocupado, Jerry ligou para Sarah mas só dava caixa postal.

No final da aula, Henrique, um dos valentões da escola, se aproximou de Jerry e disse:

-E aí esquisito, cade a Sarah? pelo jeito hoje você não terá a proteção dela.

Jerry abaixou a cabeça e andou rapidamente em direção ao portão . Henrique então gritou:

-Você sabe que ela anda com você por pena, né? ela disse pra gente!

Jerry continuou andando, mas Henrique andou rápido e aproximando, empurrou Jerry que caiu, cortou a testa e teve uma das lentes de seu óculos quebrada.

Léo, um amigo não muito próximo pelo fato de ter mudado de sala, vendo Jerry ali caído, estendeu a mão e ajudou-o a levantar.

A escola em peso ria de Jerry, enquanto apanhava suas coisas do chão. Jerry agradeceu á Léo e saiu rapidamente da visão de todos.

Chegando próximo á esquina de sua casa, Jerry se deparou com Sarah se despedindo de Peterson com um beijo antes de sair de seu carro.

Quando Peterson arrincou com seu carro, Sarah chamou Jerry, que fingiu que não a viu:

-Jerry, espera!

Se aproximando, Sarah percebeu que algo havia acontecido:

-Oque houve, amigo? você está machucado!

-Oque houve? eu que te pergunto, você cabulou aula pra sair com esse babaca? tanto que te pedi pra não fazer isso. disse Jerry com tom de revolta.

-Isso não é da sua conta! Peterson é um garoto incrível, e me trata como rainha. Oque eu quero saber é o porque você está machucado. finalizou Sarah quase chorando.

-Eu não preciso da sua compaixão! é por isso que anda comigo, né?! é isso que você diz para seus amigos de verdade. disse Jerry dando as costas á Sarah e andando em direção á sua casa.


No dia seguinte, Jerry não foi á escola, muito abalado ainda pelo que aconteceu no dia anterior.

De noite, Jerry pegou seu celular e viu várias ligações perdidas de Sarah, simplesmente ignorou e pegou um livro para ler.


No dia seguinte, Jerry estava indo para a escola, quando deu de frente com Sarah:

-Podemos conversar, Jerry? perguntou Sarah

Jerry não respondeu nada, mas seguiu caminhando ao lado de Sarah.

-Eu fiquei sabendo oque aconteceu, isso não vai se repetir, eu garanto. afirmou Sarah

-Ah, é? como você pode me garantir isso? perguntou Jerry com sarcasmo

-Só confia em mim. disse Sarah parando na frente de Jerry. tocando seu rosto e olhando no fundo de seus olhos.

Jerry ficou meio desconcentrado e tremulo com a atitude de Sarah, tirou as mãos dela de seu rosto e continuou andando.

-Não precisa andar mais comigo, eu não quero sua piedade. disse Jerry com um semblante triste.

-Eu não tenho pena de você, eu gosto de você, se eu falei isso pra alguém,me perdoe. foi da boca pra fora. explicou-se Sarah.

-Tudo bem. respondeu Jerry

-Amigos? perguntou Sarah

-Amigos. respondeu Jerry

Sarah se aproximou e abraçou forte Jerry.

Os dois se abraçaram, mas logo se soltaram. e começaram a andar em silencio. e um olhava para o outro discretamente.

Chegando no portão da escola, Sarah saiu do lado de Jerry, e abraçou Peterson, que estava em sua frente, bem próximo á outra garota.

-Você não esta vendo que estou conversando? disse Peterson de forma grosseira

Sarah se desculpou e saiu andando.

Jerry ainda andando perto de Sarah, perguntou:

-Porque ele falou assim com você?

-Eu não entendi. disse Sarah olhando para o chão

Depois da aula, Sarah parou na casa de Jerry, pois não estava muito bem.

-Ele me evitou o dia todo. disse Sarah

-Esse cara não é pra você! disse Jerry em tom de revolta

-Mas e você amigo, não se interessa por ninguém?

-Bom, eu, eu... respondeu Jerry surpreso e sem graça com a pergunta

-Fala logo, alguma menina te interessa? perguntou Sarah de maneira curiosa

- Eu acho a Melissa legal, mas ela não me nota respondeu Jerry

-Ela é bem bonita mesmo, eu vou te ajudar a conquista-la disse Sarah com jeito de quem tinha um plano.

-Vai me ajudar como ? Olha pra mim , não tenho nenhuma chance. disse Jerry sem nenhuma esperança aparente

-Não diga bobagens, você é um diamante bruto a ser lapidado disse Sarah tirando o óculos de Jerry e olhando em seus olhos. Jerry deu um sorriso de canto, e desviou o olhar.

Sarah convidou Jerry pra sair, primeiro foram numa barbearia, Sarah pediu que Jerry usasse um corte mais moderno.

Saindo de lá Sarah já ficou meio perplexa como Jerry já mudara com um simples corte de cabelo.

Depois lancharam enquanto Sarah dava dicas de conquista a Jerry.

Riram bastante e depois foram comprar umas lentes e uns cremes para acne .


Os dias foram se passando e com o empurrãozinho de Sarah, Jerry se sentia mais confiante e decidiu ir falar com Melissa:

- Oi, tudo bem ? disse Jerry se aproximando de Melissa

-Oi, como vai Jerry ? respondeu Melissa

Jerry ficou surpreso por ela saber seu nome, já que sempre se sentiu meio invisível na escola. Então ele travou, e tudo que conseguiu foi dar um sorriso sem graça.

- Ué, não vai falar mais nada? gostei tanto que você veio falar comigo. disse Melissa

-Por que você gostou ? perguntou Jerry.

-Sempre quis falar com você , mas nunca tive coragem, pensei que você nem reparasse em mim. respondeu Melissa

-Eu nunca tive coragem, por ser o estranho da escola e você tão linda assim. disse Jerry

Melissa Rapidamente retrucou:

-Nunca te achei esquisito, sempre me encantei com seu jeitinho tímido de ser, seu estilo e sua super inteligência, agora você está bem diferente. disse Melissa olhando fixamente nos olhos de Jerry

Jerry ficou muito surpreso ao saber que não precisaria ter mudado para se aproximar de Melissa.

Os dois trocaram telefone, e decidiram se conhecer melhor, e descobriram que tinham muito em comum.

Os dois passaram a se encontrar frequentemente fora da escola.


Certo dia, Jerry estava voltando da escola quando de repente ouviu um grito:

-É assim, Jerry ?! Agora que tudo deu certo você me deixa de lado ??!

Era Sarah, furiosa por se sentir traída pelo melhor amigo, já que Jerry passava muito tempo com Melissa.

-Oi , claro que não, só estou sem tempo. Ahh, obrigado se não fosse você , não teria coragem pra falar com a Mel.

-Estão namorando ? perguntou Sarah

-Ainda não, estou esperando o momento certo pra pedi-la em namoro. Ela é muito especial. respondeu Jerry.

-Ahh , fico muito feliz por você mas não me deixa de lado meu amigo, preciso tanto de você... disse Sarah com um olhar triste

- Vem aqui, me diz o que houve. disse Jerry de forma carinhosa puxando Sarah pra perto do seu peito

- Você tinha razão, Peterson certamente não é quem eu pensei que ele fosse, pra ele eu sou só mais uma conquista, ele mudou muito comigo, me trata muito mal , tem dias que nem fala comigo. disse Sarah chorando enquanto Jerry passava suavemente a mão em seu rosto enxugando suas lágrimas.

- Você não merece passar por isso, olha pra você! disse Jerry

- Vamos sair um pouco, estou precisando. Propôs Sarah

- Então, eu combinei de sair com a mel , mas amanhã eu estou livre. respondeu Jerry animado

Sarah ficou desapontada mas concordou, se despediu e foi pra casa.


Chegando em casa Sarah foi direto para o seu quarto.

Enquanto checava seu perfil na internet ,viu uma foto que Jerry havia postado na companhia de Melissa.

Sarah não sabia o porquê , mas sentiu uma sensação de ciúme ao ver aquela foto.

Depois disso começou pensar com muito carinho em Jerry, na forma carinhosa com que ele tinha a consolado ,na forma com que ele a tratava e começou a comparar com o jeito de Peterson.

Mas logo procurou pensar em outras coisas, afinal , Jerry estava com Melissa e ele era o seu melhor amigo.

8 de Setembro de 2019 às 23:50 5 Denunciar Insira 2
Continua…

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Rodrigo Borges Rodrigo Borges
Eu realmente me diverti com a história. Me mantive curioso até o final dela; ou melhor, você manteve essa curiosidade. Entretanto, achei tudo muito corrido, e justamente por ter ansiado por mais palavras e frases dessa história, ainda mais quando se trata de romance (onde, na minha opinião, o decorrer tem que ser devagar). Também senti falta da utilização de outros pontos ortográficos, como ponto e vírgula, ou até mesmo o hífen. Além da boa escrita, numa história escrita também deve ser preservada a boa aparência. Os parágrafos poderiam ser maiores e ter espaço de uma linha entre eles; todos esses elementos me atraem como leitor, mas sei que é uma opinião pessoal. Bom, desculpe se faltei com delicadeza com as críticas, mas minha intensão é pura; ajudar a melhorar sua escrita e leitura. Dá uma lida rápida lá nos meus textos, adoraria ganhar uma crítica ou um "gostei", ou até mesmo uma nova seguidora ^^.

~