Quebradiças de um Mundo Alquebrado Seguir história

pailthorpe aggie harver

Coletânea de contos curtos inspirados em sinfonias que manifestam as mais diversas fragilidades do mundo.


Conto Impróprio para crianças menores de 13 anos. © Todos os direitos reservados

#contos #conto #pailthorpe #sinfonia
0
509 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Terminal

Inspirada na música At the End, de Lee Changsub.

Era a primeira vez que ela ia ao cemitério desacompanhada.

Sua respiração acelerava e seus passos estavam cada vez mais lentos. Tentava repassar as coisas que faria durante o dia quando encontrou o túmulo desejado.

A menina passou a encarar fixamente o retrato de uma jovem mulher que jazia em cima da sepultura. As primeiras lembranças de seus familiares contando histórias sobre ela surgiram em sua mente.

— Queria que a senhora estivesse por aqui... — disse a garota, posicionando o buquê que trouxera ao lado da fotografia. — Eles não me falam muito sobre você. Ainda dói para eles mesmo depois de muito tempo.

Ela fecha os olhos e reza, recordando de todas as coisas que a contaram.

Os últimos dias têm sido cansativos, mas saber que estás em algum lugar me observando me faz sentir um pouco mais esperançosa de que no final vale a pena.

Disseram-me que foste uma pessoa muito boa apesar do gênio forte. Eu gosto de acreditar nisso.

Um leve suspiro é solto e então a garota abre os olhos. O som do balançar das folhas com o vento tornam-se audíveis enquanto o olhar da menina fixava-se no túmulo.

— Acho que eu teria gostado de você, afinal.

As lágrimas caem e com elas vem um aperto no peito. Seu soluçar tornou-se presente e seu coração descompassava. Pôs-se a imaginar como seria se a mulher estivesse viva. Pensava em como seriam as conversas, os abraços, sua voz e todas suas características físicas. Ela chorava ainda mais.

Infelizmente os eventos ocorridos eram inevitáveis. No entanto, tenho medo de pensar sobre como seriam as coisas se a senhora estivesse aqui.

Olhando ternamente para a foto pela última vez e secando suas últimas lágrimas, ela sussurrara antes de partir:

— Aguardo pacientemente pelo dia de nosso encontro. Nos vemos no final desta estrada, mãe.

18 de Agosto de 2019 às 16:51 0 Denunciar Insira 1
Leia o próximo capítulo Estúrdias Aves

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 2 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!