Uma Noite de Chuva Seguir história

sophiagrayson Sophia Grayson

Era uma noite de chuvosa quando Thor não conseguia dormir e pediu ajuda a Loki.


Fanfiction Comics Todo o público.

#thor #loki #fluffy
Conto
0
1706 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único - Uma noite entre irmãos

Era um dia chuvoso na mansão da família Odison. Frigga e Odin não estavam em casa haviam feito uma viagem a negócios, deixando seus dois preciosos filhos, Thor e Loki, o último sendo adotado, sozinhos na enorme casa.

Os dois garotos já acostumados não viam problema em passarem os dias sozinhos sem a presença dos pais ou responsáveis. Faziam de tudo um pouco, cozinhavam, limpavam a casa, estudavam, faziam a feira, e as vezes tinha tempo até de brigarem por coisas fúteis. O que de certa forma o ocasionou o amadurecendo rápido para a idade que tinham — Thor tinha doze e Loki dez anos. Sendo o mais maduro o moreno, que por sinal tinha a saúde mais frágil, mas que segurava as pontas de tudo divinamente, e o loiro era o mais destrambelhado e extrovertido, algumas vezes se metia em confusões.

Eram maduros em termos, pois em alguns momentos como aquele, de chuva, os dois eram autênticas crianças.

O torrencial que caia do céu e trazia com sigo raios e trovões assustavam o pequeno loiro que sempre teve um medo anormal por essas ações da natureza. Encolhido em sua cama, segurando seu coelhinho e chorando baixinho o loiro de olhos azuis tinha receio de perturbar seu irmãozinho que não havia passado por um bom dia.

O moreno sofreu bullying na escola, gripou e passou o restante do dia acamado.

Mais um clarão e logo depois um raio caiu próximo. Foi o bastante para que o loiro criasse coragem e se dirigisse hesitante ao quarto ao lado. Com seu cobertor vermelho que arrastava no chão e sua fiel pelúcia. O pijama que usava era preto e do Batman. O capuz cobria parte do rosto e de seus cabelos compridos.

Deu duas batidas na porta escutando um resmungo logo em seguida e abriu uma fresta da porta. Mais à frente estava o moreno deitado em sua cama dossel com cortinas verdes.

Seu irmão se remexeu saindo de seu profundo sono. Seu rosto ainda estava avermelhado pela febre do qual aos poucos passava, seus cabelos sem corte estavam um pouco compridos e bagunçados, pijama do Green Arrow e abraçava um gatinho preto de pelúcia.

— O que ouve Thor? — perguntou o mais novo com a voz um pouco grossa pelo sono e com a visão se acostumando a pouca claridade. Coçava os seus pequenos olhos.

— P-posso f-ficar aqui com você? — gaguejou excitante apertando mais forte o cobertor e coelho.

— O que? — perguntou o moreno ainda um pouco grogue.

— Estou com medo maninho — murmurou apavorado. Mais um clarão foi visível pela janela com as cortinas abertas.

— De que Thor? — perguntou Loki sem entender o motivo e já um pouco chateado por ter sido acordado. Estava a pronto de atirar um travesseiro no mais velho quando o raio caiu. A compreensão bateu no moreno que se sentou ereto — Você não tem jeito, né Thor? — perguntando mais para ele do que para o loiro que se encolheu mais ainda — Ainda com medo de trovões — afirmou balançando a cabeça.

Mais um clarão se fez aos céus e um estrondo depois é escutando, Thor choraminga derramando mais algumas lagrimas que tentava segurar até o momento.

— Tem certeza? — pergunta o mais novo — Você pode acabar pegando minha gripe também.

O loirinho balançou tanto a cabeça em afirmação que Loki quase achava que a mesma poderia se desgrudar do dono.

Com um suspiro o moreno abre espaço na cama, afastando um pouco o cobertor, cujo o irmão rapidamente se enfiou no local. Loki levantou-se, fechou as cortinas azul petróleo da janela e voltou para cama fechando também as cortinas do dossel. Thor se grudou em seu irmão rapidamente em busca de segurança.

— Obrigado — escuta um sussurro tímido.

— Disponha — Loki deu um sorriu sincero — É para isso que servem os irmãos também!

Quando já estava adormecendo novamente escuta:

— Loki? — chamou — Não conta para o papai, sim? — a preocupação era visível. O patriarca da família, mesmo que ausente não aceitava esse tipo de covardia e medo. Costumava ser bastante severo com os dois meninos, mesmo que sua esposa tentasse de modo falho reverter isso.

— Contar o quê? — brincou — Não estou sabendo de nada — piscou.

Thor sorriu. Eles eram bons companheiros, unha e carne, irmãos inseparáveis, confidentes um do outro. Verdadeiros irmãos. Nunca já mais deixariam o outro sofrer se pudesse evitar.

— Boa noite irmãozinho!

— Boa noite irmão!

Os dois logo adormeceram. E foi dessa forma que mais um dia de tempestade foi vencido.

8 de Julho de 2019 às 11:13 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

Sophia Grayson Só uma garota que gosta de escrever.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~