uma carta da bela donzela Seguir história

lollipopmars Lollys Mars

De um amor proibido, condenado por deuses e homens, surge uma carta, dentre tantas, as únicas testemunhas de um amor há muito esquecido.


Fanfiction Livros Todo o público.

#asoiaf #comamor #drarry
Conto
0
554 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

das cartas de um lannister há muito esquecido

Notinha: essa história faz parte de uma outra história que não escrevi ainda, mas também faz parte de um pequeno desafio do dia dos namorados criado pela Daniela Machado o #ComAmor.

Fui desafiada pela linda da Nicca e agora passo essa bola para Jo Souza e para Camy.

Espero que gostem, e até a próxima!


_________________________________



Querido Harry,

Sonhei com você noite passada. Estávamos nos casando sob os olhos dos deuses antigos, em frente a uma árvore-coração. Eu não sei se os teus deuses nortenhos realmente permitiriam isso, mas sei que os Sete não permitem. Eles condenam a nossa união, mesmo eu achando isso uma grande bobagem. Eu te amo da mesma forma que o pai amou a mãe, e mesmo agora ele ainda ama ela, mesmo que ele não fale, eu sei que ama. E eu iria te amar pra sempre também mesmo que você partisse, embora não tenho certeza se aguentaria a sua partida. Eu também te amo como o Jaime ama a Cersei, mas não deve contar isso para ninguém, é segredo e o Jaime confiou-o a mim, mas confio em você. Eu te amo como todas as minhas forças e não consigo entender como isso pode ser errado para deuses que falam tanto de amor. Então acho que talvez tenha sido os deuses antigos quem tenha me dado esse amor por você, e faria um pouco de sentido, já que você é do Norte como eles. Eu rezaria para eles, mas não sei onde encontraria uma árvore-coração por aqui, acho que os ândalos removeram todas, de uma vez, ainda é possível achar alguns Bosques Sagrados, mas não árvore-coração. Lembre-me de agradecer aos velhos deuses quando estiver no Norte, sei que vão me escutar melhor daí.

Isso me leva ao segundo motivo de estar escrevendo: irei para o Norte. É longe e é frio, mas eu vou mesmo assim e nada do que me diga será capaz de mudar minha decisão. Ainda não falei com Tywin, mas ele não deve se importar, como nunca se importa com nada que eu faço. Quero levar o Tyrion comigo, vai ser bom para ele sair um pouco do Rochedo e conhecer o mundo, mas não sei se o pai vai permitir. Tentarei, de qualquer forma, gosto de Tyrion, mesmo que ele seja um anão e isso faça algumas pessoas não gostarem dele, como o pai e Cersei, mas eu não me importa nada disso, ele só é mais baixo que todo mundo, só isso e no fim, ele é meu irmão, e eu gosto dele.

Sabe Harry, as vezes eu me pergunto como agirei quando reencontrá-lo. Irei abraçá-lo e beijá-lo na frente de todos ou serei capaz de me conter e esperar até estejamos sós? Irei gritar, surtar, desmaiar ou simplesmente agirei como se tivesse apenas um dia e não um ano que não nos vemos? São tantas perguntas e não sei como responder a nenhuma delas. Acho que apenas quando o vir novamente saberei.

Espero que não demore mais muito tempo, sinto tanto a sua falta, tanto que palavras não são capazes de descrever o quanto e isso é um pouco estranho, nunca achei que me sentiria dessa forma por ninguém. Jamais, em toda a minha vida, acreditei que seria capaz de amar alguém como o amo, Harry. Não sei se é esse seu jeito de urso que tanto me encanta. Enquanto eu sigo como uma bela donzela indefesa, que se apaixonou por um urso grande e castanho.

Talvez um dia, depois que nos formos, os cantores irão fazer canções sobre nós, sobre o urso e a bela donzela e sua história de amor proibido. Espero que eles o façam e que todos, desde a Muralha, até as praias de Dorne e até mesmo para lá do Mar Estreito, em todas as tavernas e bordéis, eles cantem sobre nós. É uma canção que eu gostaria de ouvir.

Agora, é preciso partir, se eu quiser chegar no Norte o mais rápido possível.

Daquele que te ama com todas as suas forças,

Draco.

7 de Junho de 2019 às 21:17 0 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Lollys Mars Desde 2012 escrevendo altas merdas por ai.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~