Beber, dançar, flertar Seguir história

machadorisos Machadorisos .

“E com a voz de Beyoncé cantando Crazy in Love ela dirigiu-se para a pista de dança. Aquele seria seu momento, dançaria e flertaria com o bartender, mostraria a quão sedutora poderia ser, e ele, bom se não caísse aos seus pés, azar seria o dele.” ~~Songfic de Crazy in Love. #DesafioBugDoMilênioFNS


Fanfiction Anime/Mangá Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#songfic #naruto #sasusaku #fns #sasuke-uchiha #sakura-haruno #bugdomilenio
Conto
6
3830 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Único

As batidas frenéticas da música preenchiam o ambiente. Sasuke estava no bar juntamente com Shikamaru, aquele era seu emprego fazia alguns meses, desde que decidiu sair da casa de seus pais na intenção de ser independente, por ser noturno facilitava na hora de conciliar com a faculdade.


A boate tinha dois ambientes, no térreo a porta ficava bem no centro, era larga o suficiente para várias pessoas passarem ao mesmo tempo. As paredes eram de cor escura, havia extintores de incêndio em por todos os lados. No lado direito ficava o bar, seu design era em branco e preto. O balcão era de mármore preto, os bancos tinham o estofado vermelho com adornos brancos. A estante de bebidas ao fundo era de madeira com detalhes em branco. Era um ambiente que inspirava casualidade. No segundo andar era um espaço reservado para clientes VIP, tinham até mesmo um bar próprio.


Como bartender estava acostumado a ver de tudo, como ouvir cantadas ruins e até mesmo choro de cornos que estavam caindo de bêbados por ali. Certa vez, foi necessário que um dos seguranças tirassem um homem do bar, pois ele cismou que pediria Sasuke em casamento e não aceitava ‘não’ como resposta. De fato, Uchiha estava habituado a passar por situações estranhas, ver mulheres bonitas e tudo mais, mas aquela que chegou com uma blusa preta de alcinha, era diferente de tudo que ele já vira.


O que lhe chamou mais atenção foi a cor do cabelo dela, rosa. Sasuke nunca imaginou que pudesse achar alguém com o cabelo daquela cor tão bonito. Ela era linda, isso era a realidade nua e crua, tinha os olhos em tom de esmeralda e a boca era marcada de batom vermelho. Mesmo com o local sendo predominantemente escuro, tendo só as luzes coloridas para iluminação, era notável o quão deslumbrante a mulher era. Ela lhe deu um pequeno sorriso, Sasuke apenas a encarou, estava em seu local de serviço e não deveria flertar, embora naquele momento tivesse tido vontade.


***


— Eu já te disse, Sakura, se você quer uma pessoa, vai lá e pega — Ino comentava enquanto retocava a maquiagem — Quem não arrisca, não petisca.

— Eu não sei se você percebeu, mas ele está trabalhando — Sakura defendeu-se — Não posso simplesmente chegar lá e pedir seu telefone!

— E quem disse que você precisa pedir? Amor, para isso que existem as técnicas de sedução! — Ino lhe olhou com malícia.

— Ah Ino, por favor, não começa! — Sakura revirou os olhos e ajeitou a short em couro que delineava bem sua cintura — Eu não sou um demônio sexual como você...

— Querida, ninguém nasce sabendo, tudo o que precisa é de uma coragem líquida — Ino ajeitou os cabelos com a ponta dos dedos — Sabe Sakura, nesse momento você precisa seguir três passos, e garanto, o boy com pinta de CEO frio e calculista vai estar na sua mão, e nem vai precisar de coque frouxo ou Starbucks.

— Ok, e quais seriam os passos? — Sakura indagou embora tivesse a impressão que poderia arrepender-se por isso.

— Beber, dançar, flertar — Yamanaka apontou o dedo indicador no rosto de Haruno — É infalível.


***


E quem visse Sakura tomando a dose de tequila não imaginaria que ela realmente seguira a instrução de Ino. No bar ela pode reparar mais no garçom, viu que seu nome era Sasuke porque vinha escrito no crachá na altura de seu peito. Ele era alto e tinha os cabelos na altura dos ombros que agora estavam presos em um rabo de cavalo bagunçado. A camisa social preta estava bem passada com a bainha para dentro da calça social, um colírio para os olhos, e ela adoraria bagunçá-lo todo.


Ele a olhou de soslaio e ela percebeu, sorriu novamente e reparou um pequeno, quase minúsculo, sorriso em seus lábios, agora agradecia por sua mãe sempre insistir para ela comesse cenouras, já que sua visão era ótima. E quando a batida de uma música em especial iniciou, Sakura desencostou do balcão, viu Ino rebolando encostada em um rapaz que não conhecia, esse era o momento.


E com a voz de Beyoncé cantando Crazy in Love ela dirigiu-se para a pista de dança. Aquele seria seu momento, dançaria e flertaria com o bartender, mostraria a quão sedutora poderia ser, e ele, bom se não caísse aos seus pés, azar seria o dele.


Sakura não era do tipo que dançava para alguém, mas quando notou os olhos de Sasuke sobre si, ganhou confiança. Jogou os cabelos para o lado e os braços para cima. Conforme a música se aproximou do refrão ela desceu as mãos pela lateral do corpo. Virou de costas e mexeu o quadril.


Got me looking so crazy right now
Your love's got me looking so crazy right now (your love)


Está me fazendo parecer tão louca agora
Seu amor está me fazendo parecer tão louca agora (seu amor)


Oh, sim, ela estava arrasando e Sasuke viu. Sempre considerou a si mesmo como um cara contido e centrado, mas ver aquela mulher linda, rebolando de forma tão sedutora o olhando, mexeu com seu âmago e quase esqueceu que estava em seu local de trabalho. Sakura girou o corpo e requebrou a cintura. Agradeceu mentalmente as aulas de dança que começou a fazer junto com Ino e Hinata, pois ali elas foram muito úteis.


Haruno decidiu ousar, girou o corpo mais uma vez até estar de costas para o bar, empinou a bunda e colocou as mãos no joelho, descendo de forma extremamente sensual. Seguindo a melodia ela subiu as mãos pela cintura, quando chegou na altura dos seios ela virou-se novamente, passeou os dedos pelo próprio pescoço e levantou os cabelos. Naquele momento Sakura poderia ser a encarnação de Afrodite, e Sasuke poderia ser um fiel adorador de seu templo.


Quando a música estava perto do fim Sakura rebolou novamente, conseguiu manter sua performance sem que nenhum idiota tentasse se aproximar, sorriu vitoriosa por isso. Fitou Sasuke mais uma vez e mordeu os lábios antes de lhe jogar um beijo no ar, surpreendeu-se quando ele sorriu de volta.


It's the beat that my heart skips when I'm with you
But I still don't understand
Just how the love your doing no one else can


A batida do meu coração pula quando estou com você
Mas eu ainda não entendo
Como o seu amor consegue fazer o que ninguém mais consegue


Com a maior calma do mundo ela foi até o balcão, pediu uma água e prendeu os cabelos. Sasuke observou atentamente os movimentos dela e constatou que ela era mais linda ainda assim, bem perto. Ele notou o rubor nas bochechas, causados pela bebida e o exercício de sensualizar com tamanha magnitude na pista de dança. E quando Sakura passou a ponta da língua nos lábios, foi necessário que Sasuke reprimisse o desejo insano de lhe beijar.


Ino chegou reclamando do salto e que estava com vontade de ir embora, o que era bem estranho, já que a Yamanaka era do tipo que ficava até a festa acabar. Mas se sua amiga iria embora, não havia motivos para ela ficar. Levantou-se para sair e uma ideia lhe passou pela cabeça, em um movimento rápido pediu ao bartender uma caneta e papel. Ele a olhou estranhando, mas prontamente atendeu seu pedido.


— Me mande uma mensagem — Sakura apoiou-se no balcão e falou para que Sasuke ouvisse, ele arqueou uma sobrancelha, mas pegou o papel — Até mais, baby boy.


***


Um barulho de algo vibrando a fez abrir os olhos, uma dor de cabeça incômoda logo a fez resmungar. Que horas eram? Não fazia ideia. Chegou em casa e nem tirou a maquiagem, jogou-se na cama e dormiu, apenas. Esticou o braço em direção ao criado mudo e pegou seu celular, o brilho a cegou por alguns segundos, ela o diminuiu, desbloqueou o aparelho e puxou a barra de notificações. Havia mensagens de seus pais, marcações em fotos no Facebook e uma mensagem no WhatsApp de um número desconhecido.


Pensou em ignorar, mas no fim acabou por visualizando. Olhou a foto do contato e para sua surpresa era o bartender da noite anterior. Estava de cabelo preso e óculos de grau, segurava um livro e olhava para a câmera, Sakura suspirou, ele era lindo.


— Caramba, ele é gato demais! Puta merda! — Sua voz saiu rouca, sua garganta estava seca. Percebeu que não havia lido e a mensagem, quando o fez, sorriu e soltou um pequeno grito animado.


"Bom dia dançarina, gostaria de sair para tomar um café?"


Ino tinha razão, siga três passos da sedução e conquiste qualquer um que desejar.

19 de Maio de 2019 às 22:22 0 Denunciar Insira 3
Fim

Conheça o autor

Machadorisos . Aqui você vai encontrar de tudo um pouco, quase um mercadinho de fic. Sente, relaxe e aproveite, quem sabe não possa te tirar um sorriso com o que escrevo?

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~