SEP Seguir história

manu-reis1557899793 Manu Reis

“Depois de algum tempo gritando no vazio você começa a gritar consigo mesmo em silêncio”.


Ficção adolescente Para maiores de 18 apenas.
0
1037 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Segundas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Carta para Eva

“Depois de algum tempo gritando no vazio você começa a gritar consigo mesmo em silêncio”.


“Nunca pensei que seria possível compreender essa história, mas a compreensão veio enquanto eu dormia”.


Minha Pequena...


Eu sei que é bem de repente que bate aquela vontade de mudar as coisas. Sei que Você cometeu muitos erros e se colocou em situações que talvez nunca pudessem ser corrigidas; sei que a mudança lhe parece impossível. Mas, para isso estou aqui. Eu posso guia-la para um novo mundo de possibilidades se você se permitir ver que há uma nova oportunidade logo à frente.

_ Que oportunidade?

A oportunidade DE se livrar dos seus medos.

Você tem medo de dormir demais e perceber que a sua vida passou enquanto você dormia. Aí você se entope de café e fica prolongando seu cansaço madrugada a dentro, inventando coisas que aparentemente te ocupariam, mas que na verdade só perturbam sua mente e seus pensamentos. Sim, você acorda cansada, abatida e desanimada.

Você tem medo que a sua apatia interfira na sua rotina matinal e que você não consiga desfrutar de todo o seu conhecimento na hora de efetuar de fato todas as coisas que você deveria fazer naquele horário. Então você se martiriza e toma mais bebidas energéticas enquanto seu corpo se enfia nessa rotina maçante e seu cérebro tenta acostumar-se com esse desempenho medíocre que seu corpo acaba sucumbindo.

Você tem medo de não conseguir fazer as coisas a tempo e acaba se desdobrando em mil e uma utilidades sem pausa para descanso, prazer ou família. Assim, você simplesmente coloca em dia todos os seus afazeres, mas ao final, não se sente nada realizada com o que fez.

Você tem medo de estar sendo falha com seus entes queridos. De não estar lhes dando a devida atenção. Por isso, no pouco tempo que passam juntos você derrama infinitas informações e acelera o processo de dedução lógica necessário para a harmonia do seu lar, causando desconforto familiar e muitas vezes começando inúmeras discussões por motivo nenhum ou por pura falta de tato.

Você tem medo de ficar sozinho e por isso assume toda a culpa por todas as brigas, até mesmo aquelas em que você não estava assim tão errada, na esperança de tentar remediar outros pequenos erros que você cometeu nessa rotina louca que seus medos lhe enfiaram.

Talvez essa sensação seja apenas uma ilusão que, se bem compreendida, possa ser ultrapassada e superada, lhe dando resultados positivos e práticos no seu cotidiano. Talvez suas ideais, que a princípio parecem péssimas, são o verdadeiro caminho da salvação e você só precise acreditar nelas e escolhê-las para que elas transformem você de uma tola a uma verdadeira vencedora.

Eu fiz uma grande descoberta e estou muito emocionado e grato por ela; eu gostaria muito de dividi-la com você. Você conseguirá ver com clareza, harmonia e perfeição todos os porquês. A história não precisa se repetir dessa vez. Você pode fazer melhor! Podemos fazer melhor. Posso dar o meu melhor e escolher o melhor caminho, assim como você.

_ As coisas não precisam terminar mal.

Claro que eu preciso que você dedique algum tempo de reflexão, estudo e meditação para minhas próximas palavras. Bem como, preciso que você abra sua mente e a livre de preconceitos, princípios vagos e metodologia pragmática. Sim, está história vai mudar sua vida e não, não vai ser fácil. Logo, abstenha-se de todos os seus paradigmas para adentrar nesse maravilhoso mundo.

Assim você conseguirá entender todas as coisas que lhe causam culpa, dor e sofrimento e enfim, começar a consertar todos os seus erros, curar todas as suas dores e se livrar de todos os passos em falso. Afinal, somos imperfeitos por natureza, mas não precisamos nos conformar em ser assim.

Hugo

15 de Maio de 2019 às 06:05 0 Denunciar Insira 1
Leia o próximo capítulo Limbo

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 2 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!