Amor Proibido (Baseado em fatos reais) Seguir história

fernando-camargo1554138998 Fernando Camargo

Alice está noiva, mas se apaixona por outro rapaz após um período fora do país. Quando retorna ao Brasil ele se vê dividida entre o amor do noivo e a paixão avassaladora sentida por Esteban.


Romance Romance adulto jovem Todo o público.

#história-real #389 #proibido #amor #romance
0
572 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Terças-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Primeiro Capítulo

Esteban deslizou os dedos pelas coxas nuas de Alice e ela se arrepiou. Parecia nervosa e ao mesmo tempo tensa com aquilo. Fechou os olhos e pensou no namorado, noivo, quase marido que estava a milhares de quilômetros de distância. Ela se entregou de corpo e alma a aquele estranho. Deixou que ele tocasse de leve seu seio esquerdo e beijasse seu pescoço, Alice estava completamente envolvida. Os dois se beijaram, um beijo intenso, um toque tão leve e natural. Os dois estavam se amando, ele gostava dela, ela também gostava dele, mas Alice estava dividida.

Depois do sexo Alice se levantou; descalça, quase nua a não ser pelo lençol que cobria seu corpo, caminhou pelo quarto. Esteban dormia, seu rosto era moreno e seus cabelos eram compridos, ela se aproximou dele e o beijou na face. Continuou a andar de um lado para o outro, pensando em Esteban, pensando mais ainda no noivo que estava a trabalho no Egito.

Alice arrumava as coisas dela em uma mala no instante em que Esteban despertava. Nu, cobrindo as vergonhas com o travesseiro. Ele a olhou e indagou:

- Donde tu vas? - Alice vira o rosto levemente, as mãos trêmulas, os olhos cheios d’água enquanto dobra uma blusa é a joga dentro da bolsa. Alice respira fundo, vira-se, vai em direção ao amado ainda nu e o beija levemente na boca.

- Tenho de ir embora. Meu noivo vai chegar ao Brasil na semana que vem e eu preciso estar lá...

Esteban se levanta ainda nu, segura Alice pelos ombros.

- Se queda conmigo, te quiero!

- Eu também ‘te quiero’, Esteban, mas não posso ficar...

Os dois se afastam. Enquanto ela termina de arrumar suas coisas, Esteban já de cuecas saia do quarto, a cabeça baixa, o andar triste.

Alice senta-se na beirada da janela. Do lado de fora o trânsito intenso de carros e pessoas. Recordou-se de como conheceu Esteban, do cigarro compartilhado nas madrugadas uruguaias, dos beijos e das noites intensas de amor. Estava tudo pronto, malas no chão, bolsa em cima da cama. Alice desce as escadas do hostel onde estava morando. Ela fazia trabalho voluntário em uma comunidade carente de Montevidéu.

Dois amigos, um rapaz brasileiro vestido de bermuda e camiseta, com cabelos despenteados, e uma moça de cabelos vermelhos tingidos ajudavam Alice com as bagagens. Do lado de fora os três se abraçaram.

- Vou sentir saudades. - Falou Alice enquanto entrava no banco de trás do táxi. Seus amigos viram o carro se afastando e notaram Esteban sentado num banco na área reservada para fumantes, ele fumava um cigarro e olhava para o chão, parecia desolado.

7 de Maio de 2019 às 09:28 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo Segundo Capítulo

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 10 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!