Doentes De Amor Seguir história

sayurymisaki Sayury Misaki

{ ... } - Então... -Desviou o olhar colocando a mão sobre a boca.- Quer uma carona? -Fitou-me novamente um pouco corado. - É.. -Meu celular tocou,resolvi atender.- Um segundo. -Atendo sem entender já que se tratava de Milk.- Oi?. - Meu anjo...ENTRA NAQUELE CARRO AGORA!. -Soltei uma risada. -Onde você tá sua louca? -Atrás da parede,mais não estou aqui,vai que esse gatinho se senti solitário.-Sorrio,observo o garoto que me fitava interessado. -Ok,nós vemos amanhã?. -Sim!-Sorri desligando o celular. -Uma amiga?.-Pronunciou-se um pouco alterado. -Sim,lembra-se da garçonete?,ela é uma amiga antiga.-Sorri sendo retribuído. { ... }


LGBT+ Para maiores de 18 apenas.

#personagens-originais #história-original
Conto
0
3.5mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Doentes De Amor

O amanhecer chegará e um loirinho acordará preguiçosamente levantando-se e andando até o banheiro ainda de olhos fechados,sendo um segurança da agencia de modelos em Tokyo,seus dias são bem confortáveis,despiu-se e ligou o chuveiro,o loiro é alto,forte sem nada exagerado,peito definido e realmente gentil e encantador.

Com 23 anos de idade Iori Sasaki é um rapaz extremamente bondoso e adora seu trabalho,como segurança ele atende desde casos de fãs até ameaças armadas,e já presenciado ambos os fatos na profissão,conclui amar o que faz,independente do perigo nessas situações.

Após um rápido banho andou até o guarda-roupa revelando orbes esmeraldas que em contraste a suas madeixas louras e pele alva o deixava atraente a certo nível...Aos olhos alheios extremamente encantador,uma perdição,vestiu o uniforme que consiste em uma calça preta,camisa social branca,terno estilo antigo e uma cinta coldre usada para deixar a mostra a arma de choque e um cacetete,para concluir,uma bota de cano alto com a arma abaixo da roupa perto da bota para deixa-lá oculta sem causar pânico.

Saiu do apartamento descendo do elevador e cumprimentando a recepcionista baixinha e de olhos esbugalhados,deixou o local sentindo uma brisa fria contra contra o rosto e já ao longe ouviu a buzina do carro tão conhecido,Milk,uma amiga que conheceu no emprego,cabelos azuis claros até os ombros,sempre de roupas com tendencia a moda e apesar de um ar elegante exercia o cargo de garçonete na lanchonete da agencia,um trabalho digno com toda a certeza.

Adentrou o carro e suspirou finalmente relaxando e sentindo o perfume da amiga que lhe dava um conforto muito bom,todos os dias a carona que ela lhe dava o ajudava nas despesas,e claro,nunca foi cobrado pela mesma.Uma garota de personalidade forte e incrivelmente amável,não apoiava a violência porem adorava assistir lutas pela TV,seus dias com ela são realmente divertidos,pensava Sasaki.

-Então Iori,como vai indo?.-A pergunta fatídica de todas as manhãs.

-Normal,apenas um pouco cansado.-Sorriu.-E você?-Com um sorriso no rosto explodiu em palavras,já mencionará que adorava uma conversa?,pois é.

-Você sabia que o modelo Hayato vai mudar para nossa agência?!-Esse nome mesmo sendo familiar ainda lhe é estranho,apesar de seu trabalho muitos rostos e nomes entravam e saim daquele local,decorar todos era realmente complicado.

-Humn..Não me lembro.-Pendi a cabeça para o lado e colocando o dedo indicador sobre os lábios,sua colega sorrindo lembrou-o.

-É um dos modelos daquela marca,é como era mesmo o nome...Aah,não lembro,mais é bem comentada na TV.-Contou animada e após a breve conversa,estavam ambos em frente ao local,Milk se despediu sorrindo animada,já Sasaki andou até a sala dos seguranças cumprimentando os colegas de troca de turno.

Nãos demorou e já estavam a postos e o ciclo iniciou-se novamente,as garotas que entravam eram magnificas,corpos esculturais e pele alva e,ou, bronzeadas de beleza exótica,a tarde passava indo bem e o clima meio frio ajudava muito Iori que adorava a temperatura.

As regras de seu patrão não são muito rijas,somente exige o necessário.

-Não falar com ninguém,somente se necessário.

-Não permitir que cheguem perto dos modelos.

-Não permitir brigas.

Regras que devem ser seguidas a risco e na verdade,Iori não vê problema algum nisso,após duas lindas mulheres,e modelos da agencia,passarem por ali,fitaram-o e sorriram se aproximando,estavam na entrada,seu parceiro suspirou e observou de canto o ocorrido que vem acontecendo frequentemente.

-Oi,querido.-Pronunciou a ruiva de pele bronzeada e mini saia,Iori permaneceu em silêncio.

-Ouça...Vai nós ignorar?.-A loira irritou-se.

-Perdão senhoritas,estou apenas cumprindo ordens..-Ambas ralharam e entraram de cara feia,suspirou.

-Isso já virou cotidiano.-Rio seu parceiro.

-Concordo.-Disse sincero,infelizmente muitas destas investidas por parte das modelos vem ocorrendo e deixando um certo desconforto com algumas delas,porem mal sabem elas que o loirinho é um homem gay,e um realmente atraente.

Um carro negro chamativo estacionou em frente ao hall de entrada e uma multidão cercou o automóvel em questões de segundos os colocando para agir,apesar de estranhar a presença de tantas pessoas nada disse Iori apenas cumpriria seu trabalho.

Um homem moreno sorrindo saiu do carro e acenou para algumas pessoas e em seguida o motorista chamou os para afastar as fãs que gritavam eufóricas,barraram as pessoas e Sasaki tomou posse dos ombros largos puxando-o até as portas de vidro,ele apenas o seguiu rumo a recepcionista.

-Oh.-Surpreendeu-se.-Iori-Kun que raro vê-lo saindo de seu posto.-Um sorriso singelo pintou-se em seus lábios rosados.

-Ah,é,esse foi o modelo que chegou.-Apontou para o mesmo que sorria.

-Hayato-Sama,chegou cedo.-Sorriu e antes que pudessem continuar Milk apareceu ao longe chamando-o.

-Iori..Iori.-Chegou faltando o ar em seus pulmões e nada disse,apenas puxou o homem louro para junto de si levando o consigo. Hayato curioso os seguiu junto a recepcionista preocupada.

--------------- Sasaki --------------

Ao chegarmos no andar da lanchonete Milk parecia extremamente preocupada,eu não sabia o motivo e parecia que as palavras simplesmente não saiam de seus lábios,com alguns puxões de ar finalmente se pronunciou.

-Aquele homem...Ele...Está exaltado com um de nossos modelos.-Apontou para o final da mesa e um homem alto segurava um garoto pela gola e ameaçava-o,suspirei,andei em passos lentos até lá tentando não piorar a situação.

-Ei.-Chamei sua atenção.-O que está havendo aqui?-Perguntei sério.

-Esse desgraçado derrubou a porcaria de um refrigerante na minha camisa e ainda riu.-Falou completamente exaltado.

-Não exagere,solte-o e vamos conversar.-Ele grunhiu.

-Cala a boca,não vou soltar esse merdinha até ele me pagar.-Milk aproximou-se.

-Acalme-se,iremos lhe pagar então por favor o solte.-Soltou o homem de suas mãos e empurrou a garota que caiu no chão perdida.

Minha paciência simplesmente desapareceu,em míseros segundos meu terno estava ao chão e a posição de luta se iniciou,um soco foi dirigido a mim que prontamente desviei e segurei em seu braço jogando-o em suas costas e prendendo-o ao chão,soquei seu rosto diversas vezes e finalmente ele desmaiou.

Suspirei deixando-o no chão e notei minha vestes rasgadas,infelizmente sem ideia de quando isso ocorreu apenas joguei meus cabelos pata trás retirando minha gravata,andei até Milk que parecia uma estatua e ajudei-a a se levantar.

-Não tinha ideia de que era tão forte.-Sorriu animada.

-Que maldade-Ri,ao longe notei a presença daqueles olhos azuis,azuis tão profundos que sentia-me perfurar a carne e adentrar minha alma cravando seus desejos,e atendendo seu pedido silencioso encarei seus olhos,um choque entre aquelas orbes safira me arrepiou,ele sorriu saindo do local,que merda?

Resolvi ignorar e apenas fiz meu relatório ao patrão e andei até a saída esperando Milk que sairia em 20 minutos depois de mim,agora com roupas normais que deixo no armário,encarava o céu,uma camisa azul escura larga e uma calça jeans preta,algo mais casual,suspiro sinto o ar esfriar e antes que pudesse pegar minha mochila que encontrava-se a meu lado ouvi uma voz rouca que chamou a atenção.

-Oi.-Fitei o dono daqueles olhos azuis tão tempestuosos.

-Oi.-Ele sorriu mostrando os dentes brancos e lábios rosados,os cabelos rebeldes e respiração desregulada,aparentemente correu?.

-Então...-Desviou o olhar colocando a mão sobre a boca.-Quer uma carona?.-Fitou-me novamente um pouco corado.

-É..-Meu celular tocou,resolvi atender.-Um segundo.-Atendo sem entender já que se tratava de Milk.-Oi?.

-Meu anjo...ENTRA NAQUELE CARRO AGORA!.-Soltei uma risada.

-Onde você tá sua louca?

-Atrás da parede,mais não estou aqui,vai que esse gatinho se senti solitário.-Sorrio,observo o garoto que me fitava interessado.

-Ok,nós vemos amanhã?.

-Sim!-Sorri desligando o celular.

-Uma amiga?.-Pronunciou-se um pouco alterado.

-Sim,lembra-se da garçonete?,ela é uma amiga antiga.-Sorri sendo retribuído.

-Entendo,vamos?-Acompanhei seus passos até o carro,percebendo ser diferente estranhei,normalmente cada modelo tem seu motorista mais resolvi não falar nada,apenas adentrei o automóvel rumo a minha casa.

No caminho contamos um pouco sobre a vida um do outro,ele contou-me que cresceu no interior e apesar disso sempre desejou ser modelo e quando a chance lhe veio agarrou com todas as forças,24 anos de idade,mora sozinho,tem duas irmãs,e adora doces,não sei ao certo quando chegamos a este assunto mais apenas seguimos o fluxo.

Lhe contei sobre como fui criado com meu tio que é policial e minha tia uma médica,sem irmãos meus pais tiveram que se mudar para o Canadá,e sem que percebamos chegamos me frente a meu apartamento,ele sorriu e resolvi arriscar.

-Quer entrar?-Sorri.

-Tem certeza?.-Rio.

-Vamos.-Sai do carro e esperei no estacionamento,adentramos o local que estava arrumado até um certo ponto e andei até o quarto.-Está um pouco bagunçado não repare.-Sorriu.

-Não me importo.-Sentou-se na cama.

-Tomarei um banho,sinta-se em casa.-Falei pegando uma toalha e uma muda de roupa,adentrei a aguá quente que deixava o vapor circular meu corpo deixando a sensação de bem estar acalmar meu corpo,conseguirei resistir aquela tentação de pele bronzeada?,que pecado.

--------------- Hayato -------------

Finalmente consegui tomar coragem para falar com ele,várias das vezes que eu entrava da agência observava aquele segurança de cabelos louros e pele alva,e aqueles olhos?,pura luxuria, desejava-o como ninguém e enfim tomei coragem,sai de minha empresa antiga e no primeiro dia de trabalho consegui vir até a casa dele?,estou sonhado?,se sim,não quero acordar.

Ouvi a porta ser aberta e observei suas vestes,uma camisa social de botões largas,uma calça moletom cinza e seus cabelos um pouco longos escorrendo a aguá,engoli em seco.Ele sorriu secando as madeixas loiras e resolveu se pronunciar.

-Vá tomar um banho também,se quiser pode passar a noite.-Sorriu,desculpe mais mal sabe você que eu queria agarra-ló aqui mesmo.

-Ok.-Adentro o local retirando as roupas tão exaustivas,ser um modelo não é tão fácil quanto a maioria pensa,deixei que a água escorresse e levasse o cansaço,usei seu shampoo em meus cabelos e percebi ser da mesma marca que o meu,ouço batidas na porta.

-Hayato,posso entrar?,peguei uma muda de roupa espero que sirva.-Sorrio.

-Entre.-Desligo o chuveiro e enrolo a toalha em minha cintura.-Provavelmente suas roupas devem me servir temos o mesmo porte.

Ele adentra e da um sorriso singelo mais pude notar suas maças avermelhadas me fazendo sorrir,ele deixou as roupas em cima da bancada de mármore e saiu informando-me.

-Vou fazer algo para comermos...Moro sozinho a algum tempo mais ainda sou pessímo na comida.-Ouço um riso,termino de vestir as roupas,uma regata preta e uma calça moletom azul escura.

-Espero,posso cozinhar?.-Digo entrando na cozinha.

-Você sabe?.-Ele arqueia uma sombracelha rindo.

-Por incrível que pareça sim.-Rimos juntos,resolvi fazer umQuiche lorraine uma tipica comida francesa,como uma torta feita com recheio de uma mistura de bacon,creme de leite, manteiga e noz-moscada,uma delicia.

Enquanto eu preparava Iori procurava algum filme e parecia ser indeciso,encosto na bancada cruzando os braços e observando as caretas que fazia ao ler alguns filme,suspirou e finalmente olhou em minha direção corando.

-O que foi?.-Inflou as bochechas me fazendo rir.

-Bem..Você parecia ser alguém muito sério,me surpreendi.-Ele sorriu.

-Bem este sou eu,decepcionado?.

-Diria que surpreso e encantado.-Aproximei-me e sentei a seu lado.-Escolheu algum?

-Huum...Não..-Falou indeciso.

-Qual gênero prefere?

-Ação.

-Ok,então vamos ver este.-Escolhemos o filme e senti o cheiro da torta pronta,uma sobremesa foi deixada finalizada enquanto comemos uma fatia do ''prato principal'',jogamos conversa fora e depois a sobremesa.

Emfim terminamos e andamos até a sala,ele foi até o quarto trazendo uma coberta já que a noite está fria e antes que ele pudesse ter alguma reação o puxei para deitarmos juntos,ele corou porem não saiu apenas se encaixou mais em meu braços e assim assistimos o filme,em um certo momento o percebi relaxar de mais então observei sua face,dormiu?.

Sorri e afaguei seus cabelos louros aspirando o perfume e vendo-o se remexer,virou para meu peito passando um de seus braços em meu pescoço e uma perna entre as minhas pressionando meu amiguinho que queria ''acordar'',sorri jogando os pensamentos fora e puxei com uma de minhas mãos sua cintura e continuei o carinho em seu cabelo,até que peguei no sono.

---------------- Sasaki ---------------

Acordei sem notar ter dormido e corei ao perceber a face de Hayato perto de mais,minhas mãos grudadas em seu pescoço,uma posição bastante estranha digamos de passagem,seus lábios estavam vermelhos e tão convidativos,não poderia resistir,aproximei cautelosamente e mordi suavemente seu lábios inferior observando seus cilios longos e negros,sem que percebesse suas orbes azuis revelaram-se a língua atrevida invadiu minha boca.

Sentia a troca de salivas mais intensa as línguas brincando uma com a outra e dançando juntas,algumas mordidas em meus lábios que ficavam inchados de tamanhos estímulos,um vicio que eu adoraria possuir,separamos pela falta de ar.

-Que garoto atrevido.-Riu.

-D..Desculpe.-Corei.

-Posso?.-Senti sua mãos passar em meu pescoço e ir até meu abdômen,sorriu subindo em seu colo o vendo colocar ambas as mãos em minha cintura,retirei a camisa e antes de joga-lá ao chão suas mãos apertaram meu mamilos me fazendo arfar,dedos gélidos e compridos brincaram e estimularam o loca,sentou-se e lambeu com a ponta da língua.

Antes que pudesse falar algo senti suas mãos descerem e apertarem minhas nádegas,retirei sua camisa jogando-a no chão e mordendo seu ombro,lambi o local subindo com chupões em lugares que não poderiam ser vistos,não notei quando e nem queria saber quando minhas calças foram para fora e ambos estamos de boxer em um novo beijo afoito.

Senti sua respiração descompassar,e fui jogado no sofá,desceu com beijos molhados até minha boxer aonde retirou com os dentes observando-me em cada movimento,estando corado e ofegante eu não poderia fazer nada além de grunhir satisfeito,em movimentos rápidos meu membro estava sendo masturbado.

Movimentos lentos enquanto estimulava a glande com seus dedos,abaixou-se pincelando com a língua o buraco que deixava o pré-gozo escorrer,sem que eu pedisse mais como se atendesse esse pedido,engoliu até a garganta fazendo me urrar de prazer,agarrei seus fios negros estocando os levemente sentindo-o sorrir em meio ao ato,levou três dedos rente a meus lábios dos quais lambuzei.

Enquanto seu oral me levava a loucura três dedos foram de encontro a minha entrada de uma só vez,deixou-me acostumar e começou a move-lós lentamente acertando meu ponto doce,os gemidos que saiam de minha boca não eram permitidos,mais que boca é essa?,com certeza a melhor que existe.

-Apressado.-Falei entre gemidos.

-Não sou eu que estou gemendo feito uma putinha.-Sorriu.-Goza pra mim,vai.-Em uma voz rouca e sexy sussurrou em meu ouvido me fazendo perder os sentidos e sujar suas mão de esperma,sorriu satisfeito.

Virou-me de quatro e com um aceno de positivo adentrou meu orifício me fazendo gemer,sentia aquele membro grande adentrando e preenchendo cada espaço dentro de mim,e sem delongas meteu tudo de uma única vez,colocou sua mão sobre a minha e começou os movimentos rápidos e fortes.

Meu ponto sendo surrado diversas vezes me levando ao delírio enquanto ouvia seus roucos gemidos,nós beijamos desajeitadamente sem cessar as estocas e com uma única vez gememos nós desfazendo juntos e chamando o nome um do outro.

Acabados deitamos ali mesmo esperando as respirações voltarem ao normal,selamos novamente nossos lábios e sorrimos cúmplices.Ele levantou-me com a coberta e andou até o quarto onde deitamos juntos,e finalmente,o pedido esperado.

-Quer namorar comigo?-Sorri.

-Ainda tem dúvidas?,porem não esperava isso.-Afirmei.

-O que?.-Fitou-me curioso.

-Meu stalker se mudar para minha agência.-Corou.

-Você sabia?!.-Ri,selando nossos lábios.

-Sim.-Conversamos a noite toda e esperamos até o amanhecer para estarmos ''doentes'',e ficarmos o dia todo juntos,assim como no futuro ...

Fim ?

26 de Abril de 2019 às 23:28 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

Sayury Misaki ♛ Bem Vindo ao meu perfil ♛ --Otaku ⚓ --Fujoshi ⚓ --Gamer ⚓ --Signo de Gêmeos ⚓ --Gênero Musical preferido é Eletrônica ⚓ --Matéria preferida História ⚓

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~