Renascido como Imperatriz Seguir história

braz Matheus Braz

Arthus, um general conquistador, leva a vitória para seu povo derrotando seus inimigos. Durante uma disputa que Arthus consideraria ganha, aristocratas fazem seus movimentos emitindo uma ordem de assassinato para Arthus. Um general que era a mais promissora força para se tornar um novo rei, é eliminado por pessoas que temiam a mudança. Inconformado, ele jura que em seu leito de morte que se tornaria o maior monarca de todos, aquele que conquistaria o mundo. O que Arthus não sabia, era que logo depois de ter sido morto no campo de batalha, ele renasceria, mas diferente do que ele achava... ele renasceu como uma garotinha.


Fantasia Medieval Para maiores de 18 apenas.

#Cultivo #lutas #Artes-Marciais #ação #reencarnação #brigas #magia #fantasia #romance
0
2749 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 10 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Aquele que renasce (1)

Meu nome é Arthus, um grande general. Comandei legiões de soldados para os campos de batalha e retornei com a vitória. Derrotei exércitos que até mesmo o senso comum denominavam eles de "invencíveis".

Em meu nome, o murmúrio de "prodígio" era cantado. Ninguém poderia imaginar que meus feitos e objetivos acabariam com uma reunião de nobres com medo de mudanças e ascensão de uma nova era.

Meus olhos semicerraram nas figuras a minhas frente e eu pude sentir a raiva erguer dentro de meu âmago. Centenas de mercenários estavam a minha volta, eu não conhecia nenhum deles, mas já podia imaginar quem eram seus mandantes.

Mesmo tendo repercussões e falatório contra a minha ascensão ao trono, nunca imaginei que eles chegariam a esse ponto. Isso não era dificultar minha vida, isso era acabar com ela. Tudo isso para que aquele maldito rei gordo continuasse sentado no trono e o reino continuasse pendendo para a balança dos nobres.

- Não é nada pessoal sabe, futuro rei. É que pagaram uma quantidade realmente generosa para cada homem aqui para lhe eliminar. - Disse o homem que parecia ser o líder desses mercenários meia boca.

- Posso imaginar, eles fariam tudo para evitar meu futuro reinado. Mas é realmente uma pena... - Falei apenas.

- O que seria uma pena? - Perguntou o mesmo mercenário.

- Uma pena que pelo menos metade de vocês irão comigo para o inferno e o resto, bom... depois decidirei o que fazer quando tiver apenas metade de vocês sobrando. - Disse enquanto colocava minha lança em frente ao homem.

- É o que vamos ver... - O mercenário falou enquanto lambia sua adaga como um maníaco.

Trinta minutos, foi o tempo em que a guerra de um exército contra um só começou. Nesse meio tempo, mais da metade dos mercenários mais fracos estavam sem vida no chão.

Mesmo que o General Arthus fosse feito de um verdadeiro talento para a batalha, isso não poderia ser o suficiente contra aqueles mercenários, mais de trinta deles ainda estavam para lutar. Entre um deles, o líder era um verdadeiro obstáculo.

Com uma luta um contra um, ele certamente não duraria mais que alguns golpes contra o militar, mas graças a grande quantidade de pessoas ao seu dispor. Truques e golpes sorrateiros eram usados para fazer o homem com a lança, cair de joelhos.

Depois disso o cansaço começou a bater no homem, mas com sua teimosia ele se recusava a diminuir a quantidade de ataques para se defender, então apenas se revigorou com uma respirada funda e voltou a ataques implacáveis.

Entre esses golpes, usando o sangue de um dos cadáveres recém morto, o mercenário líder jogou nos olhos do homem que a princípio cambaleou e evitou o ataque frontal de um dos mercenários restantes, mas não foi o bastante para o ataque que veio das costas dado pelo mercenário chefe.

- Seu canalha! - Vociferou, mas logo outras dezenas de lâminas invadiram seu corpo. Perfurando seus órgãos vitais o homem morreria ali mesmo se não fosse um adversário formidável.

Aproveitando que o mercenário tinha chegado perto o suficiente, aproveitando de sua alta estatura, agarrou o maxilar do chefe mercenário e o ergueu. Com sua lança na mão perfurou o coração do homem que esperneava em suas mãos.

Com suas últimas forças deixou a lança com a ponta para cima, enquanto o corpo do mercenário lentamente caia até a base da lança. Vendo o medo de ter que enfrentar aquele general sem seu chefe o restante dos mercenários, pularam em cima do homem. Todos com suas armas perfurando o corpo do homem.

Pegando no ombro do primeiro a sua frente, o homem já quase morto pelas perfurações falou: - Eu, General Arthus, amaldiçoou vocês. Em minha morte, conquistarei o mundo e libertarei aqueles que foram oprimidos pela nobreza. Lembrem-se desse nome. - A consciência do homem se esvaiu do corpo deixando para trás sua carapaça de carne.

+

21 de Abril de 2019 às 23:09 1 Denunciar Insira 4
Leia o próximo capítulo Aquele que renasce (2)

Comentar algo

Publique!
MiRz Rz MiRz Rz
Olá, eu sou a MRz do Sistema de Verificação do Inkspired. O sistema de verificação atua não só para ver a qualidade da história, como também para observar se a história está de acordo com as normas do site. Sua história está “em revisão” porque há alguns errinhos de escrita, como por exemplo, 1) Estruturação errada nos diálogos. Esse é um errinho que eu observei no capítulo 2 da história, quando você escreve o verbo dicendi antes do início da fala do personagem, porém o travessão e a fala permanecem na mesma linha, quando deveriam vir no parágrafo abaixo; 2) Uso errado dos “porquês” ainda no capítulo 2. Quando se tratar de uma interrogativa e o “porque” vier logo no início da frase, a forma correta é “por que”. O “porque” é utilizado nas respostas ou nas afirmativas; 3) Observar a falta de alguns acentos, como em “família”, “abdômen”, “o quê?”. Eu dei apenas alguns exemplos de erros usando algumas coisas da sua história, mas aconselho que faça uma revisão mais minuciosa. Se você quiser, o Inkspired possui um blog que dão algumas dicas de gramática chamado Esquadrão da Revisão caso tenha alguma dúvida das regras que eu expliquei aqui, ou também você tem a opção de solicitar um Beta Reader no serviço de Autopublicação para correção dos erros mais profundos. A verificação não é obrigatória para a história continuar sendo exibida, então se você tiver o interesse de ter sua história verificada, após corrigir os erros, é só responder a esse comentário que eu faço uma nova verificação. No mais você escreve muito bem, parabéns! Tenha uma boa semana! ;)
2 de Maio de 2019 às 13:33
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!