Como Eu Realmente Sou... Seguir história

Blue Martell Blue Martell

O mundo, para ela, era um mar de cores. Cidades cinzas, guardas-chuvas amarelos, ruas marroms devido a poluição de sua cidade. Ela devia ser de uma cor diferente, já fora muitas, inclusive. Ruiva, loura, e agora castanha. E não se sentia bem assim... Testara todas na esperança de achar a sua cor. Sua irmã uma vez disse à ela "Qual a cor da sua alma?" Na época, ela não soubera definir... Hoje sabia. Sua cor, definitivamente, era azul. E não aceitava nenhuma além desta.


Conto Todo o público.

#blue #cotidiano #biografia #selfinserction #biography #bluemartell
Conto
1
553 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

A Cor da Sua Alma...

°°°


Os cabelos não a refletiam.


Em cada canto que ia, se sentia apagada, insossa.


No ônibus voltando da faculdade, recostou a cabeça na janela e cochilou como só um estudante cansado consegue. Acordou com um sacolejo forte e olhou os cabelos que se acomodaram em seu rosto e os viu castanhos… Aquilo a magoou.


Desceu do ônibus com a ideia fixada. Passos retos direcionados até sua casa onde chegou e largou a mochila na cadeira, já em seguida pegando no armário tudo que precisaria. Misturou água oxigenada e pó descolorante e tacou no cabelo. Esperou os trinta minutos como alguém que espera a sentença, roendo as unhas sem parar.


Dado o tempo, correu pro banheiro para lavar os cabelos e já saiu com o secador em riste. Depois de secar pegou o tonalizante, a violeta genciana e creme. Tacou nos cabelos recém secos como se tivesse pintando uma parede, sem deixar nenhum espaço branco. E depois ainda fez questão de passar por dentro e sem sentir um espaço seco sequer, relaxou.


O relógio despertou-a, então foi pro banheiro outra vez. Saiu de lá evitando o espelho, fez a fitagem com esmero e esperou.


Resolveu vestir-se e calçar-se também, com tons iguais. Quando olhou-se no espelho, viu-se finalmente.


Era aquilo que ela era, era assim que se sentia feliz… Porque por mais castanho que nascesse seu cabelo, por mais cor que a vida quisesse lhe roubar, sabia que em seu espírito sempre seria assim: azul. Assim como seu nome…


Blue Martell.

19 de Março de 2019 às 14:00 2 Denunciar Insira 3
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Alice Alamo Alice Alamo
Adorei! Quando vi as tags, fiquei atenta, e logo entendi o que você queria dizer. Eu tenho o mesmo problema, não com cor, mas com os cachos. Para mim, o seu azul são os meus cachos, então adorei ler seu texto. Parabéns pela história e ps: seu cabelo tá lindo <3
21 de Março de 2019 às 07:38

  • Blue Martell Blue Martell
    Ai, meu Deus, eu tô AAAAAAAAAAAAAAAAAAA 💙✨💓💜💙🧡🖤💜💙🧡 Nem sei como reagir. Eu fiz essa história pra transmitir realmente o que eu sinto porque quando tirei o azul uma vez, me senti muito incompleta, triste mesmo. O azul é muito importante pra mim assim como os seus cachos, que são lindos, devem ser pra você. Muito obrigada pelo review e pelo elogio, eu troquei de tonalidade e tava meio insegura, então seu elogio fez meu dia! 💙 21 de Março de 2019 às 08:22
~