Como Eu Realmente Sou... Seguir história

Blue Martell Blue Martell

O mundo, para ela, era um mar de cores. Cidades cinzas, guardas-chuvas amarelos, ruas marroms devido a poluição de sua cidade. Ela devia ser de uma cor diferente, já fora muitas, inclusive. Ruiva, loura, e agora castanha. E não se sentia bem assim... Testara todas na esperança de achar a sua cor. Sua irmã uma vez disse à ela "Qual a cor da sua alma?" Na época, ela não soubera definir... Hoje sabia. Sua cor, definitivamente, era azul. E não aceitava nenhuma além desta.


Conto Todo o público.

#bluemartell #cotidiano #blue #biografia #biography #selfinserction
Conto
1
3.7mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

A Cor da Sua Alma...

°°°


Os cabelos não a refletiam.


Em cada canto que ia, se sentia apagada, insossa.


No ônibus voltando da faculdade, recostou a cabeça na janela e cochilou como só um estudante cansado consegue. Acordou com um sacolejo forte e olhou os cabelos que se acomodaram em seu rosto e os viu castanhos… Aquilo a magoou.


Desceu do ônibus com a ideia fixada. Passos retos direcionados até sua casa onde chegou e largou a mochila na cadeira, já em seguida pegando no armário tudo que precisaria. Misturou água oxigenada e pó descolorante e tacou no cabelo. Esperou os trinta minutos como alguém que espera a sentença, roendo as unhas sem parar.


Dado o tempo, correu pro banheiro para lavar os cabelos e já saiu com o secador em riste. Depois de secar pegou o tonalizante, a violeta genciana e creme. Tacou nos cabelos recém secos como se tivesse pintando uma parede, sem deixar nenhum espaço branco. E depois ainda fez questão de passar por dentro e sem sentir um espaço seco sequer, relaxou.


O relógio despertou-a, então foi pro banheiro outra vez. Saiu de lá evitando o espelho, fez a fitagem com esmero e esperou.


Resolveu vestir-se e calçar-se também, com tons iguais. Quando olhou-se no espelho, viu-se finalmente.


Era aquilo que ela era, era assim que se sentia feliz… Porque por mais castanho que nascesse seu cabelo, por mais cor que a vida quisesse lhe roubar, sabia que em seu espírito sempre seria assim: azul. Assim como seu nome…


Blue Martell.

19 de Março de 2019 às 14:00 5 Denunciar Insira 4
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Netuno Chase Netuno Chase
Mana eu Briso nas suas histórias. Tão curtas mas cheias de significado, paixão, palavras bonitas. Incrível essa sua descrição da importância do azul, da importância de estarmos do jeito que nos faz bem, independente da conveniência alheia. Amei mesmo. E bom, seu cabelo azul é lindo, como seu nome e você toda. MARAVILHOSA te define. É isso!
4 de Setembro de 2019 às 16:59

  • Blue Martell Blue Martell
    Eu fico muito, muito feliz mesmo que você tenha gostado e isso tenha minimamente te feito sei lá, se aceitar em algum aspecto da sua vida. Obrigada muito, muito mesmo pelos elogios e MARAVILHOSA É TU, MANO 4 de Setembro de 2019 às 17:14
Alice Alamo Alice Alamo
Adorei! Quando vi as tags, fiquei atenta, e logo entendi o que você queria dizer. Eu tenho o mesmo problema, não com cor, mas com os cachos. Para mim, o seu azul são os meus cachos, então adorei ler seu texto. Parabéns pela história e ps: seu cabelo tá lindo <3
21 de Março de 2019 às 07:38

  • Blue Martell Blue Martell
    Ai, meu Deus, eu tô AAAAAAAAAAAAAAAAAAA 💙✨💓💜💙🧡🖤💜💙🧡 Nem sei como reagir. Eu fiz essa história pra transmitir realmente o que eu sinto porque quando tirei o azul uma vez, me senti muito incompleta, triste mesmo. O azul é muito importante pra mim assim como os seus cachos, que são lindos, devem ser pra você. Muito obrigada pelo review e pelo elogio, eu troquei de tonalidade e tava meio insegura, então seu elogio fez meu dia! 💙 21 de Março de 2019 às 08:22
~